Sucessão estadual 2022: Mais do mesmo???

No próximo ano teremos eleições para governador, os 2 candidatos que se colocam como favoritos possuem muito mais características e ações que se igualam do que diferenças. Vamos aos fatos:
Ambos apoiaram Lula e Dilma – e os dois consideram que eles são inocentes – e sempre estiveram juntos com Wellington Dias.
Os partidos de ambos elegeram Themistocles Filho como presidente da Assembleia Legislativa na última eleição.
Ambos votaram em Ciro Nogueira e Marcelo Castro na última eleição para senador e também ajudaram a eleger Elmano Ferrer em 2016.
Caso se tornem governador, os dois irão compor com o MDB, PSD, SOLIDARIEDADE, PL. As alianças de um e do outro serão com os mesmos políticos.
João Madson, Severo, Fábio Abreu, Fábio Xavier, Georgiano e Evaldo Gomes são alguns dos nomes que servirão de base de sustentação para eles no governo e muito provavelmente indicarão políticos para as secretarias de estado, seja com Rafael ou com Iracema.
Os 2 continuarão fazendo empréstimos e mantendo os impostos altos, essa foi a política que seus partidos sempre defenderam ao longo dos últimos 20 anos e que nenhum dos dois nunca foi contra.
Órgãos como o TCE e o Ministério Público continuarão sendo aparelhados pelo grupo político dominante e esses órgãos fiscalizadores continuarão com atuação irrelevante e comprometidos com interesses políticos.
Por fim, se um ou o outro ganhar, os dois partidos – PP e PT – serão aliados e fatiaram entre eles o Governo do Estado.
Não se iludam. Rafael e Iracema são as apenas faces diferentes de uma mesma moeda. (Fonte: O Piauiense)

Deixe uma resposta