‘Dote’ faz de Mandetta agora o vice mais cortejado

Ex-ministro da Saúde traz consigo montanha de dinheiro do Fundão Eleitoral da fusão PSL/DEM e o tempo de TV do novo partido. Foto: Reprodução Facebook

As pesquisas mostram que são inexistentes as chances de o ex-ministro Luiz Mandetta (DEM) virar um candidato a presidente competitivo, mas outra vez o dinheiro fará a diferença. É que o ex-ministro da Saúde se tornou o candidato a vice mais cortejado, em razão do seu “dote”: a montanha de dinheiro público do Fundão Eleitoral do União Brasil, novo partido que surgirá da fusão PSL/DEM, e outra ambicionada moeda, neste período de conchavos políticos: o tempo de TV do seu partido.

Combinar com os russos

Vagando como zumbi desde sua demissão da Saúde, Mandetta se vê de volta ao jogo, mas terá de convencer seu partido que é o nome certo.

Nadando em dinheiro

Se o Congresso derrubar o veto à LDO e mantiver os R$5,7 bilhões do Fundão Eleitoral, como planeja, o União Brasil receberá R$900 milhões.

Diálogo de surdos

Mandetta, João Doria e Sergio Moro travaram um “diálogo de surdos”, durante jantar, esta semana. Todos querem ser “cabeça de chapa.

Só pensa naquilo

Tanto Doria quanto Moro adorariam Mandetta como vice, em razão dos milhões do Fundão Eleitoral e do tempo de TV do União Brasil.(Cláudio Humberto)

Deixe uma resposta