Gasolina já é vendida com preços acima de R$ 7 em Teresina e Procon notifica postos

O anúncio de reajuste pela Petrobras, de que diesel e gasolina nas refinarias aumentarão 9,15% e 7,05%, respectivamente, fez com que alguns postos de combustíveis em Teresina aplicassem o preço já a partir desta terça-feira (26/10).

O que fez com o Procon (Programa de Proteção e Defesa do Consumidor) no Piauí atuasse fiscalizando alguns postos em Teresina e encontrasse alguns estabelecimentos praticando aumento abusivo. É que, de acordo com o Procon, ainda não deu tempo de esse aumento ser repassado ao consumidor.

“O que observamos é que alguns postos que antes, na segunda-feira, vendiam a gasolina pelo preço de R$ 6,89, em média, já estavam vendendo, no dia seguinte, com preços acima dos R$ 7,00. Ainda não houve tempo de o produto na refinaria ser repassado ao consumidor”, afirmou o  chefe de fiscalização do Procon, Arimatea Area Leão.

O Procon notificou diversos postos que estavam vendo gasolina comum com preços acima de R$ 7,00 e cada um desses estabelecimentos terá, a partir da data da notificação, comprovar o motivo do reajuste. Em um dos postos flagrados, localizado na zona Leste de Teresina, o litro da gasolina que antes custava R$ 6,78 já estava custando 7,29. Os proprietários explicaram que essa mudança se deve ainda do anúncio de reajuste feito há uma semana.

GASOLINA PODE AUMENTAR AINDA MAIS

Os valores com reajuste para gasolina e diesel passam a vigorar a partir desta terça. Mas, com a forte alta no barril do petróleo no mercado internacional e o dólar cada vez mais valorizado, a tendência é de que o combustível para o consumidor sofra novos reajustes ainda neste ano e no ano que vem, alertam especialistas. Segundo eles, a inflação dos combustíveis está relacionada à falta do produto no mercado externo, mas também às incertezas acerca das contas públicas, após o governo admitir que poderá estourar o teto de gastos para ampliar o Bolsa Família.(oitomeia)

Deixe uma resposta