A “estranha” pré-candidatura de Gracinha Moraes Sousa

E o ACM Neto não veio abonar a filiação de Gracinha ao DEM

Em torno de uma anunciada pré-candidatura, nas eleições de 2022, da secretária de Infraestrutura e de outros cargos na prefeitura, Gracinha Moraes Sousa, existem mais dúvidas que certeza. 

Júlio Arcoverde ao lado de Mão Santa e Gracinha Moraes

Presidente do Progressistas Júlio Arcoverde se deslocou de Teresina a Parnaíba para tratar desta assunto

Primeiro seria candidata a vice-governadora junto com o ministro Ciro Nogueira. E para isso esteve em Parnaíba o presidentee do Progressista, Júlio Arcoverde, para filiá-la ao Partido. Depois, seria candidata a deputada federal, que também não vingou. Agora, para ser candidata a deputada estadual, ela se filiaria ao DEM. Primeiro anunciou-se que em Brasília, com a presença do presidente nacional da sigla, ACM Neto; depois o presidente ACM Neto viria a Parnaíba no final de outubro, junto com Heráclito Fortes. E parece que não deu. O que está havendo?

Gracinha com o presidente regional do DEM, Ronney Lustosa: já teria se filiado ao DEM sem ACM Neto

Alguns detentores de portarias na prefeitura querem a qualquer custo fazer de Gracinha uma liderança política que nunca será. Não tem cacife eleitoral. E Mão Santa, seu pai, já provou que não transfere votos para ninguém da família. Foi assim quando o Mãosantinha Jr. se candidatou a prefeito; depois a esposa Adalgisa e por último, em 2018, a filha Cassandra, que foi candidata a vice- governadora do ex-deputado Luciano Nunes Filho, que amargou um terceiro lugar na disputa pelo governo do Estado.

Todos os demais pré-candidatos a mandatos eletivos já há muito tempo se movimentam e conversam em busca de votos. Gracinha, não. Não quer tirar os olhos da Prefeitura. Parece que está hiper satisfeita com os elogios que recebe pelo que faz como secretária. E por isso continua, pelo 5º ano consecutivo, focada na construção de praças, parquinhos, tapando buracos, asfaltando ruas e trocando lâmpadas. Claro que o ano eleitoral é 2022 e que há tempo definido em lei para a campanha. Mas, do jeito que vai, a Secretária Gracinha não se imagina sair por aí pedindo votos. E ninguém vai votar nela apenas pelos seus lindos olhos. Pena! Parnaíba precisa de candidatos competitivos e que conheçam a cidade e suas necessidades. Mas, para isso, quem quer se habilitar, já está saindo da sua zona de conforto deste “ontem” e está na luta. Os demais, querem apenas constar na mídia, tendo o ego massageado pelos “apaixonados” de momento.

Deixe uma resposta