Ciro Nogueira já prevê debandada no PP caso Bolsonaro se filie à sigla

O ministro da Casa Civil e comandante nacional do Progressistas, Ciro Nogueira, avisou a integrantes do partido que o principal projeto político da sigla hoje é a filiação de Jair Bolsonaro e os filiados que discordarem poderão deixar a legenda. As informações são da Coluna Igor Gadelha, do Metrópoles.

Isac Nóbrega/PR

Segundo dirigentes do PP, o piauiense diz que maioria dos 27 diretórios estaduais do partido é favorável à filiação do presidente à legenda e que, nesse cenário, o grupo “minoritário” contrário à filiação não pode inviabilizar o projeto apoiado pelo grupo majoritário.

Em conversas de bastidores, o ministro repete a previsão de que a entrada de Bolsonaro no PP ajudará a sigla em sua principal meta para 2022: aumentar a bancada da legenda na Câmara dos Deputados. Isso significará fatia maior do fundo partidário e de tempo de televisão para a legenda.

Com esse diagnóstico, Ciro já admite que o Progressistas deve perder lideranças filiadas ao partido, sobretudo no Nordeste. Os diretórios da sigla em que há maior resistência hoje à filiação de Bolsonaro são os de Pernambuco e o da Bahia, por possuírem alianças locais com a esquerda.

Deixe uma resposta