Governador vai enviar mensagem de reajuste dos servidores na 2ª quinzena de novembro

A Mensagem do Executivo propondo a recomposição das perdas salariais dos servidores públicos do Estado será enviada à Assembleia Legislativa na segunda quinzena de novembro e o aumento salarial será pago já no mês de janeiro, concedido a todos os servidores, inclusive aposentados e pensionistas

Governador do Piauí, Wellington Dias (PT)

A promessa foi feita pelo governador do Piauí, Wellington Dias (PT), na manhã desta quarta-feira (3), durante inaugurações na Nova Ceasa. O funcionalismo do Estado está sem qualquer reajuste salarial desde 2019.

“Estamos tratando e creio que na segunda quinzena de novembro deveremos ter todos os impactos, porque minha decisão é de trabalhar uma proposta que caminhe para recuperação salarial, que teve esse período no qual não foi possível fazer reajuste, tanto pela LRF, em razão da lei do teto, quanto pela Lei Federal [o presidente Jair Bolsonaro congelou os salários no país por dois anos alegando a pandemia]”, adiantou o governador.

“Agora é preciso dar um passo com muita responsabilidade, de lado preocupado na recuperação da renda dos servidores e do outro preocupado com o equilíbrio fiscal que o que nos permite pagar em dia, antecipar para dentro do mês”, ponderou.

O secretário de Fazenda, Rafael Fonteles (PT), revelou que o reajuste salarial a ser pago em janeiro será isonômico – igual para todas as categorias, sem privilégios.

“O papel Secretária de Fazenda é o de informar para o governador qual o espaço fiscal que temos sem comprometer o duro equilíbrio que alcançamos nos últimos anos. Então, a partir deste número e com a sensibilidade que o governador tem, que essa equipe tem, certamente fará uma proposta isonômica para todas as categorias”, garantiu o secretário, que também participou das inaugurações na Nova Ceasa.

Nem Wellington Dias, nem Rafael Fonteles souberam informar de quanto será o reajuste, apenas que a equipe econômica do governo trabalha neste momento para estabelecer o percentual a ser acrescido aos salários dos servidores estaduais.Fonte: Paulo Pincel

Deixe uma resposta