Petrobras pode provocar ‘apagão do gás’ em janeiro

Aumento trimestral de gás natural foi de 39%, anuncia Petrobras. Foto: Reprodução

Em razão de sua prioridade de produzir lucros indecentes, a Petrobras pode provocar apagão do gás natural no Brasil, por haver aumentado os seus preços em 200%, percentual considerado inviável no mercado. Nada aumenta nessa proporção. O gás é usado para aquecer ambientes e água e para substituir combustíveis nos automóveis. As distribuidoras de energia nos estados se encontram atônitas e a Petrobras irredutível. O problema é grave porque o apagão tem data marcada: 1º de janeiro.

Contratos no fim

Em 31 de dezembro se encerram 70% dos contratos de fornecimento de gás natural às distribuidoras que abastecem todo o País.

Faca no pescoço

Com o iminente fim dos contratos, distribuidoras procuraram a Petrobras para renová-los, e foram surpreendidos com a faca no pescoço.

Agente dominante

A associação das distribuidoras de gás canalizado (Abegás) denunciou a Petrobras ao Cade, conselho de defesa econômica, por abuso de poder.

Falta de compostura

A Petrobras ainda tentou impedir empresas de irem ao mercado livre, oferecendo “apenas de 100%” de aumento e outros 100% em 4 anos.(Cláudio Humberto)

Deixe uma resposta