Piauí terá internet 5G até junho de 2022, segundo previsão

Neste domingo (28/11), o Ministério das Comunicações (MCom) divulgou o planejamento inicial da infraestrutura das telecomunicações para o Nordeste, onde 8 estados serão beneficiados com a tecnologia 5G, entre eles o Piauí. A capital Teresina, será uma das primeiras cidades do Brasil a ter a ampliação de conexão móvel já para 2022.

O projeto irá ampliar o acesso a internet também para Bahia, Alagoas, Ceará, Maranhão, Paraíba, Pernambuco, Rio Grande do Norte e Sergipe. Até junho do ano que vem, todas as capitais do Nordeste deverão receber a rede 5G. Em seguida, os municípios com mais de 500 mil habitantes deverão ser atendidos até o início de 2023, e de forma escalonada, a cobertura da quinta geração de internet móvel será estendida para as demais cidades.

Além das localidades com pouca ou nenhuma conexão, 776 trechos de rodovias federais que cortam os estados nordestinos deverão ter cobertura de internet 4G, cerca de 11,2 mil quilômetros de estradas. A instalação da infraestrutura nas estradas e rodovias devem ser feitas até 2029, mas cada ano contém metas que devem ser cumpridas.

As obrigações do edital do 5G para as empresas que arremataram lotes na região Nordeste prevê a cobertura do 5G em 1.149 localidades que não são sedes municipais e 1.700 localidades priorizadas em todo o Brasil. Vale ressaltar que o edital também prevê que essas empresas estão comprometidas a ampliar a cobertura 4G, assumindo que é o novo padrão mínimo de conectividade do Brasil.

Para o ministro das Comunicações, Fábio Faria, as novas operadoras que se formaram com o leilão são essenciais para ampliar a concorrência e assim, a redução de preços praticados atualmente no segmento de telefonia móvel do país.

“Nosso propósito ao realizar um leilão não-arrecadatório é permitir que os valores das outorgas possam ser investidos em melhorias diretas para a população. Vamos ampliar a digitalização no Brasil e conectar os brasileiros de todas as regiões”, afirma o ministro. (Luana Fontenele)

Com informações do Minha Operadora

Casas Bahia vai inaugurar nova loja com vários empregos em Parnaíba

A rede de lojas Casas Bahia anuncia sua primeira filial em Parnaíba, no litoral do Piauí. A nova loja será instalada onde funcionou a Eletro Fácil, na praça Coronel Jonas, centro, e a inauguração será em dezembro. As informações são do In Foco. No Piauí, há lojas das Casas Bahia em Teresina, Picos e Piripiri.

A Via Varejo S.A é a empresa que opera marcas Casas Bahia, Pontofrio, Extra.com.br e Bartira, com cerca de 50 mil colaboradores. Estando presente em mais de 400 municípios, 20 estados e no Distrito Federal e já somando mais de 1.000 lojas. Com mais de 60 milhões de clientes, registrando uma receita bruta de R$ 30,6 bilhões em 2017.

No e-commerce é um dos líderes do mercado online, com mais de 2 milhões de SKUS e 15 milhões de pedidos por ano. Os Serviços Financeiros são 7% da receita bruta da empresa, resultando em mais de 1,7 milhão de clientes ativos no CDC e 5 milhões de clientes com crédito pré-aprovado. Além disso, um dos maiores vendedores de serviços e garantia estendida do país.

Os 26 (vinte e seis) Centros de Distribuição e entrepostos equivalem a 138 campos de futebol. Com uma frota superior a 3 mil veículos, realizando duas entregas por segundo.

Procon flagra “desconto fake” e autua lojas de Teresina durante a Black Friday

Equipes do Procon autuaram nesta sexta-feira (26) duas lojas de eletrodomésticos que apresentavam falsas promoções de Black Friday em Teresina. Os estabelecimentos se utilizaram da prática conhecida como “maquiagem de preços”, quando os produtos são reajustados dias antes da promoção para sofrerem descontos na data, voltando ao preço original. 

Ao todo, 12 estabelecimentos foram fiscalizados nesta sexta-feira em Teresina. As duas lojas autuadas ficam no centro e na zona leste, respectivamente, e não tiveram os nomes divulgados pelas equipes de fiscalização. 

De acordo com o chefe de fiscalização do Procon, Arimateia Area Leão, uma das lojas autuadas reajustou o preço dos produtos em até 16% nos últimos dias. “Eles aumentavam o preço para poder dar esse desconto. Em alguns casos, o preço cobrado na Black Friday estava mais alto do que o que estava antes. Isso não é uma promoção, é lesar o consumidor”, destacou. 

As lojas onde foram flagradas as irregularidades foram notificadas e terão que esclarecer os motivos que levaram à mudanças nos preços. Além disso, os estabelecimentos poderão ser multados. 

O balanço da ação desta sexta-feira foi considerado positivo pelo chefe de fiscalização do Procon.  Ele avalia que o baixo índice de estabelecimentos autuados diz respeito à divulgação de uma tabela com preços de produtos ofertados antes do período da Black Friday, com objetivo de permitir que o consumidor compare os preços da data promocional com os que eram ofertados fora do período.  (Clique aqui para acessar a tabela).

“Foi um percentual baixo de autuação. Acredito que, como divulgamos a tabela de preços, muitas lojas ficaram com medo de fazer maquiagem. De 12 lojas fiscalizadas, só foram duas autuadas”, avaliou Arimateia Area Leão. (Natanael Souza)

Justiça suspende decreto e vans clandestinas são proibidas novamente

As vans  que circulam sem licitação, as chamadas clandestinas,  estão novamente proibidas de realizar transporte de passageiros no Piauí.

Justiça considerou que o decreto que autorizava o retorno descumpriu decisão do STF e determinou a imediata intimação do secretário estadual de Transporte, Helio Isaias, do diretor de Transporte, Vitorino Tavares e do comandante de Policiamento Rodoviário  para que se abstenham de cumprir o decreto e realize a imediata apreensão dos veículos alternativos clandestinos, mantendo apenas o alternativos que ganharam a licitação de 2013.

Vans clandestinas estão proibidas de circular novamente no Piauí 

Vans clandestinas estão proibidas de circular novamente no Piauí

A decisão afirma ainda que o decreto viola o Estado Democrático de Direito e contraria o STF. Além disso, aumenta a multa para R$ 10.000 00 (dez mil reais) por dia em caso de descumprimento e determina o encaminhamento de cópia do processo ao Ministério Público para abertura de processo por crime de desobediência em caso de novo descumprimento.

De acordo com levantamento, existem atualmente 20 carros clandestinos que circulam no estado. Mesmo com a suspensão do decreto, a população não será afetada porque desde 2015 existem dezenas de vans que venceram a licitação e realizam esse tipo de transporte.

Supremo Tribunal Federal já havia determinado a suspensão desde julho de 2021, por votação de todos os seus Ministros.

A decisão transitou em julgado,  portanto, não cabe mais qualquer recurso e está valendo a partir de hoje.

DEMISSÃO DE TRABALHADORES

Entre os anos de 2015 e 2019, várias empresas de transporte do Estado deixaram de circular e outras reduziram seu tamanho, ocasionando o desemprego de centenas de trabalhadores em razão da circulação de transportes clandestinos.

Quase 50 mil piauienses devem tomar nova dose da Janssen

O Ministério da Saúde emitiu nota técnica sobre a dose de reforço dos indivíduos que receberam o imunizante da Janssen. Segundo a pasta, a recomendação é que seja aplicado o mesmo imunizante em um intervalo mínimo de dois meses, e máximo de seis meses. A Secretaria de Estado da Saúde do Piauí recebeu do Plano Nacional de Imunização 49.800 doses desta vacina, sendo que dessas doses 49.640 foram administradas na população.

A nota técnica ainda explica que a estratégia pontual de aplicação deste reforço vai depender do cenário epidemiológico local e condições específicas da população que receberá o imunizante da Janssen previamente.

De acordo com a Coordenação de Imunização da Secretaria Estado da Saúde do Piauí (Sesapi), a última vez que o estado recebeu lotes do imunizante da Janssen foi em 07 de agosto, onde foram enviadas 1.300 doses. As demais chegaram em 24 de junho (21.250) e 03 de Julho (27.250).

Até o momento, cerca de 2 milhões de doses da vacina da Janssen estão em análise no Instituto Nacional de Controle de Qualidade em Saúde (INCQS), a qual há previsão de liberação a partir de 05 de dezembro. A previsão do laboratório é que mais 2,8 milhões de doses sejam entregues no começo de dezembro e o restante até o fim do mês. Essa quantidade de doses são suficientes para a aplicação do reforço de quem se vacinou com a Janssen dentro do intervalo recomendado de até seis meses.

m outra nota técnica o Ministério da Saúde também explica como deve ser feito o reforço em mulheres que tomaram a Janssen previamente e, no momento atual, estão gestantes ou puérperas. As mesmas deverão utilizar como dose de reforço o Imunizante Pfizer, respeitando o intervalo de dois meses, podendo chegar a seis meses.

Deputada Teresa Britto comenta sobre confusão envolvendo terras em Cajueiro da Praia

Nesta terça-feira (23) aconteceu na Assembleia Legislativa do Piauí (Alepi) uma audiência para debater a falta de regularização das terras do município de Cajueiro da Praia. Diversos órgãos e representantes do governo estavam presentes para ouvir os esclarecimentos. No estúdio do Brasil Urgente Piauí, a deputada Teresa Britto, que propôs a realização da audiência, falou dessas irregularidades.

De acordo com a deputada, golpistas se aproveitam da inocência do morador que vive do cultivo da terra, apresentam documentos fraudulentos, alegando serem os donos do terreno, e cobram valores exorbitantes para a família, que fica à deriva e sem saber o que fazer.

Muitas pessoas já foram injustiçadas com essa problemática e perderam sua única forma de sobrevivência. Uma nova audiência já foi marcada para acontecer no dia 6 de dezembro no município e deve contar também com a participação popular.

Teresa Britto afirmou também que o problema só será resolvido depois que houver uma interdição do Ministério Público Estadual.(Lupa1)

Pedro II devolve mil doses de Coronavac por falta de público para se vacinar

O município de Pedro II, a 195 quilômetros de Teresina, fez a devolução de cerca de mil doses do imunizante Coronavac por falta de público para se vacinar. Segundo a coordenadora de Imunização da cidade, Sara Marquia, as vacinas estavam estocadas há mais de três meses.

“Na sexta-feira (19) nós fizemos a devolução de cerca de mil doses para a regional de Piripiri porque o município estava há mais de três meses com essas doses guardadas na geladeira, nós fizemos várias buscas ativas, repescagens para pessoas acima de 18 anos que ainda não tinham se vacinado e infelizmente as pessoas não procuraram”, explica a coordenadora.

Sara Marquia acrescentou ainda que muitos moradores de Pedro II assinaram um termo de responsabilidade por não quererem se vacinar.

“Teve muita gente que assinou termo de responsabilidade, assumiram a responsabilidade por não quererem tomar a vacina e pra gente não ficar com essas doses no estoque, nós tivemos que fazer essa devolução”, ressalta.

Ainda de acordo com a coordenadora de Imunização, a regional de saúde de Piripiri, que abrange os municípios da região e Pedro II, já fez a devolução de nove mil doses.

“O coordenador da regional de Piripiri fez a devolução de nove mil doses dos municípios que pertencem a regional de Piripiri, e Pedro II também fez essa devolução, nós devolvemos a vacina Coronavac”, finaliza a coordenadora.

Segundo os dados desta quarta-feira (24) do Vacinômetro da Secretaria de Estado da Saúde (Sesapi), em Pedro II, 66,42% da população está com o esquema vacinal completo. O município também recebeu 59.777 doses de vacinas e aplicou 57.410 delas. 

O portal Cidadeverde.com também entrou em contato com a Sesapi e aguarda retorno da órgão. (Rebeca Lima )

Governo do Piauí bloqueia 6 mil contracheques por falta de prova de vida

Mais de 6 mil aposentados e pensionistas do Governo do Piauí tiveram o benefício bloqueado após não realizarem a prova de vida, entre os meses de julho e outubro deste ano. Com o bloqueio, os beneficiários atingidos já não recebem os valores referentes à folha do mês de novembro, que deve ser creditada no próximo dia 30. 

A Fundação Piauí Prev, responsável pelos benefícios, deu início nos últimos a uma série de análises para identificar se pessoas que já morreram continuam tendo o benefício creditado nas contas e se o recurso está sendo utilizado por familiares. 

“Estamos fazendo agora o cruzamento com sistema nacional de óbitos, exatamente para ver a quantidade de óbitos desse universo e fazer a exclusão definitiva. Há casos que pode ser tenham pessoas que a família não avisou do falecimento, há casos em que a pessoa falece e a família continua recebendo, mas a maioria dos casos é de pessoas que falecem, mas a família não mexe, oi dinheiro fica na conta”, explicou o presidente da Fundação Piauí Prev, Ricardo Pontes, ao ressaltar que o Governo do Estado vai solicitar o estorno dos valores depositados irregularmente, que deverão ir para o Fundo Estadual de Previdência. 

De acordo com a Fundação Piauí Previdência (Piauí Prev), 3.826 aposentados e 2.497 pensionistas estão em situação irregular. Quem ainda não realizou a prova de vida pode fazer o procedimento através do aplicativo “Meu RPPS”.

“Para poder reativar o pagamento, é preciso baixar o aplicativo no celular e por lá seguir as orientações e fazer a prova de vida, que nada mais é do que tirar uma foto do documento oficial e uma selfie. O sistema faz o batimento biométrico facial com essas informações e o nosso banco de dados”, destacou Ricardo Pontes. 

Todos os segurados que ainda não realizaram a prova de vida receberão avisos no contracheque bloqueado. 

Déficit da previdência 

O presidente da Fundação Piauí Prev, Ricardo Pontes, ainda destacou que o Piauí possui atualmente um déficit de R$ 30 milhões/ mês. Segundo ele, houve uma redução significativa motivada pela adoção de medidas como a reforma da previdência estadual, a implantação da previdência complementar e a prova de vida. (Natanael Souza)

Representante da União não participa da audiência pública sobre terras de Cajueiro da Praia

A Assembleia Legislativa do Piauí realiza, nesta terça-feira (23), no Cine Teatro, a partir das 9h30, audiência pública para debater a denúncia de fraude imobiliária no município de Cajueiro da Praia, onde fica situada a praia de Barra Grande. A audiência foi solicitada pelos deputados Francisco Costa (PT), Dr. Hélio (PL), Júlio Arcoverde (Progressistas), Teresa Britto (PV) e Ziza Carvalho (PT).

Advogado Marcelo Moraes não participa

Foram convidados para a discussão, o prefeito de Cajueiro da Praia, Felipe Ribeiro; o chefe do escritório da Superintendência de Patrimônio da União (SPU) em Parnaíba, Marcelo Barbosa de Morais; e a tabeliã Maria Cristina Sousa, do Cartório Bezerra; além de representantes do Ministério Público Federal, Instituto de Terras do Piauí, Corregedoria de Justiça do Tribunal de Justiça e lideranças locais, como vereadores e representantes de associações comunitárias.

O deputado estadual Henrique Pires (MDB) informou na sessão de ontem (22) da Assembleia Legislativa que o superintendente da Secretaria de Patrimônio da União no Piauí, advogado Marcelo Moraes, não vai participar da audiência pública porque não pode se ausentar de Parnaíba, sem uma comunicação prévia de quinze dias à direção nacional do órgão, e que pode responder os questionamento dos deputados por escrito.

Marcelo Moraes informou por ofício que quase toda a área urbana e parte da zona rural de Cajueiro da Praia já foi objeto de um decreto de interesse público tornando nulas as ações de Registro Imobiliário Patrimonial e devolvendo ao município a propriedade, inclusive em áreas de praia, resultando em mais de 9 mil metros quadrados de área. Ele afirma, ainda, que está sendo realizado o cancelamento de qualquer área de propriedade da União registrada em nome de particulares e o compromisso de registro do imóvel das pessoas que comprovadamente residem na área.

De acordo com a deputada Teresa Britto, há denúncias de que um casal estaria tentando tomar a posse de mais de cinquenta hectares de terras na área urbana da cidade, usando uma procuração que teria sido expedida há mais de dez anos, com base em um Registro Imobiliário Patrimonial (RIP) que teria sido lavrado em 1943. A deputada ressalta que a área em questão está avaliada em mais de R$ 500 milhões.(Tereza Val)

Registrados 210 casos e um óbito por Covid nas últimas 24 horas

Foram registrados, no Piauí, 210 casos  confirmados e um óbito por Covid-19 nas últimas 24 horas, segundo dados divulgados pela Secretaria de Estado da Saúde, na noite desta segunda-feira (22).

Piauí registra 210 casos e um óbito por Covid nas últimas 24 horas

Dos 210 casos confirmados da doença 109 são mulheres e 101 são homens, com idades entre um e 87 anos.  Uma mulher de Padre Marcos (57 anos) não resistiu às complicações da Covid-19.

Os casos confirmados no estado somam 330.085 em todos os municípios piauienses. Já os óbitos pelo novo coronavírus chegam a 7.166 e foram registrados em 223 municípios. 

Dos leitos existentes na rede de saúde do Piauí para atendimento à Covid-19, 192 estão ocupados, sendo 95 leitos clínicos, 90 UTIS e 07 leitos de estabilização. As altas acumuladas somam 23.643 até o dia 22 de novembro de 2021.

A Sesapi estima que 322.727 pessoas  já estão recuperadas ou seguem em acompanhamento (casos registradas nos últimos 14 dias) que não necessitaram de internação ou evoluíram para morte.

Sejus deflagra Operação Fim de Ano no sistema prisional piauiense

Secretaria de Justiça deflagrou, nesta segunda-feira (21), mais uma operação no sistema prisional piauiense. Na Penitenciária Prof. José Ribamar Leite, em Teresina, a Sejus lançou a Operação Monitorados.

A operação consistirá em vistorias minuciosas e estruturais em todas as unidades penais do Estado. O Secretário de Justiça, Carlos Edilson, acompanhou, de perto, a vistoria realizada na unidade da capital.

“Iniciamos mais uma operação da Secretaria de Justiça que tem como objetivo manter uma vigilância aproximada dentro de nossas unidades penais. Demos início na Penitenciária Prof. José Ribamar Leite, fazendo uma vistoria em todos os pavilhões, e, assim, iremos proceder em todas as unidades penais do Estado ainda neste ano”, comentou o Secretário Carlos Edilson.

Estiveram em ação os policiais penais da Diretoria de Inteligência, do Grupo Tático Prisional (GTP) e da própria unidade penal, além de militares das Rondas Ostensivas de Caráter Prisional (Rocap).

Além da Fim de Ano, a Sejus seguirá realizando também a Operação Monitorados. Esta visa à fiscalização de pessoas que cumprem medidas cautelares diversas da de prisão, com uso de tornozeleira eletrônica

Agespisa oferece condições especiais para consumidores quitarem débitos

Os consumidores em débito com a Agespisa podem quitar suas dívidas com até 100% de desconto em juros, multas e correção monetária. Para isso, o pagamento deverá ser feito à vista. Há também condições especiais para quem optar pelo pagamento a prestação. Neste caso, a entrada mínima é de até 30% do valor histórico. Para quem optar por esta modalidade não haverá desconto nos juros, multas e correção monetária.

A medida já está em vigor e vai até o dia 31 de dezembro deste ano de 2021. A decisão visa proteger as famílias mais carentes que, até mesmo em virtude da pandemia da Covid-19 tiveram dificuldade de manter em dia os seus compromissos com a empresa.

“Estamos oferecendo aos nossos consumidores que não puderam manter seus pagamentos em dia, a possibilidade de que o façam em condição facilitada. Quitando suas dívidas agora eles podem ter um desconto significativo, evitam que seus nomes sofram restrição de crédito e ainda economizam para as compras de Natal”, enfatiza o presidente da Agespisa, Genival Sales.

Os consumidores interessados em aderir à campanha podem baixar o boleto para pagamento direto no site da empresa (www.agespisa.com.br), na opção Promoção: extrato de débito. Neste caso, o talão já sai com o desconto e no valor exato a ser pago.

O consumidor que preferir, pode procurar o escritório da Agespisa em sua cidade e pedir o talão para pagamento à vista ou fazer a negociação, no caso de optar por pagar o valor parcelado. Lembrando que, para quem escolher essa modalidade, não contará com o desconto nos juros, multas e correção monetária.

Mutirão da Identidade cadastra mais de 300 pessoas em Buriti dos Lopes

A ação foi realizada pela Secretaria de Segurança Pública do Estado em parceria com o deputado Franzé Silva (PT)

Realizado nos últimos dias 16 e 17, o Mutirão da Identidade em Buriti dos Lopes, região Extremo Norte do Estado, cadastrou 307 pessoas para emissão da Carteira de Identidade no município.

A ação foi realizada pela Secretaria de Segurança Pública do Estado do Piauí (SSP-PI), após solicitação do deputado estadual Franzé Silva (PT) ao secretário de Segurança, coronel Rubens Pereira.

O deputado Franzé Silva observa que a Carteira de Identidade “é um direito assegurado por lei aos brasileiros e pressuposto para o exercício da cidadania, alcance da justiça social e da dignidade”.

“A lei garante a emissão gratuita da primeira via da Identidade e a SSP, por meio do Mutirão, tem assegurado acesso de milhares de piauienses a esse documento essencial para a vida em sociedade”, destaca.

Universidade em Parnaíba realiza curso sobre redes sociais e a propagação das informações

O evento discutirá sobre análise de redes sociais, as ARS, que segundo a professora Karina Cursino, professora do curso de Ciências Sociais de Parnaíba e uma das coordenadoras do Núcleo, é bem mais ampla do que a análise dos dados gerados pelas redes sociais virtuais como Twitter, Instagram, Facebook.

Os interessados em participar podem se inscrever através do e-mail [email protected]
O evento será realizado pela plataforma Google Meet. Os participantes receberão acesso pelo e-mail. Fonte: UESPI.

‘Black friday’ evidencia o fracasso dos Procons

A propaganda enganosa prevalece na “black friday”, instituição norte-americana que o Brasil conseguiu desmoralizar. Nos Estados Unidos, onde surgiu a promoção, multidões invadem lojas por produtos vendidos a 10% (ou menos) do valor original. No Brasil, a frase “tudo pela metade do dobro” resume a enganação ao cidadão. E evidencia a falência dos Procon, que, incapazes de impedir a “black fraude”, deveriam ser extintos até para nos poupar do custo que representam.

Dicas abestadas

As atividades do Procon se resumem a divulgar dicas abestadas, como “pesquisar preços”, e promessas de “fiscalização” sempre insuficiente.

Novos disfarces

Como o consumidor virou gato escaldado, inventaram no Brasil a “ultra friday”, “golden friday”, “bank friday”, “black das blacks” e outros logros.

Lá, funciona

Nos EUA, uma loja que tentasse enganar o consumidor desapareceria do mercado, com a reputação destruída, e o dono devidamente preso.

Reino da enganação

No Brasil, gastam-se fortunas em propaganda enganosa, em vez de investir em ofertas atraentes, consolidando seu espaço no mercado.(Cláudio Humberto)

Professor de escola particular é preso por estuprar aluna de 14 anos em Teresina

Um professor de uma escola particular de Teresina/PI foi preso em Fortaleza/CE por suspeita de estuprar adolescente de 14 anos.

Segundo investigações da Gerência de Polícia Especializada e Delegacia de Proteção à Criança e Adolescente, o homem teria cometido os crimes assediando a adolescente no ambiente escolar em outubro.

Um dos crimes foi praticado dentro da residência do próprio professor, onde a Polícia Civil também cumpriu mandado de busca e apreensão.

O mandado expedido pela Justiça foi cumprido nessa quinta-feira (18/11) pela Polícia Civil do Piauí, em parceria com a Polícia Civil do Ceará, com o apoio da operacional do Departamento de Polícia Judiciária da Capital (PCCE)

Filha do piloto piauiense do avião que caiu com Marília Medonça processa empresa

Segundo a filha mais velha do piloto Geraldo Medeiros Júnior, que conduzia o avião que levava a cantora Marília Mendonça e outras quatro pessoas até a cidade de Piedade de Caratinga, em Minas Gerais, “não é a primeira morte causada pela falta de sinalização da Cemig (Companhia Energética de Minas Gerais)”. Vitória Medeiros confirmou que vai processar a empresa. Todos morreram no acidente, ocorrido em 5 de novembro.

Em seu Instagram, Vitória Medeiros alegou falta de sinalização da torre de distribuição que foi atingida pela aeronave. Segundo a jovem, sua intenção com o processo é proteger outras pessoas daqui para frente. A jovem conta à reportagem que a decisão veio logo após o acidente. “Minha expectativa é de que sinalizem para que não venha a ocorrer mais fatalidades, até porque já não é a primeira morte causada pela falta de sinalização da Cemig”, reforçou.

A defesa de Vitória argumenta que o acidente poderia ter sido evitado caso a rede de alta tensão não estivesse localizada num raio de 5 km do aeroporto, ou seja, fora da área de proteção, ou estivesse devidamente sinalizada. Médicos legistas apontam que a força do impacto deve ter sido o que levou à morte dos passageiros.

A aeronave atingiu uma linha de distribuição da Cemig antes de cair em uma cachoeira, a cerca de 4 km do aeroporto de Caratinga, em 5 de novembro. Além da cantora goiana e do piloto, outras três pessoas morreram no acidente: o copiloto, Tarciso Viana; o produtor Henrique Ribeiro; e o tio e assessor de Marília, Abicieli Silveira Dias Filho.

Em nota a Cemig afirmou que segue rigorosamente as Normas Técnicas Brasileiras e a regulamentação em vigor em todos os seus projetos e declarou que investigações atualmente tocadas pelas pelas autoridades determinarão as causas do ocorrido. Além disso, a Companhia declarou que a sinalização no caso da torre envolvida na colisão não é obrigatória.(FONTE: Com informações do Correio Braziliense)

Homem é condenado a 26 anos de prisão por homicídio em Parnaíba

O Ministério Público do Piauí, por meio da 5ª Promotoria de Justiça de Parnaíba, condenou, nessa quarta-feira, 17, Maurício Nascimento da Cunha pelo crime de homicídio qualificado praticado. Na denúncia, o promotor Rômulo Cordão apresentou Maurício Cunha foi apontado como o autor do assassinato.

Ele atirou contra Cledilson Sousa Cunha. Já Jhonyston Carvalho da Silva, vulgo Galego, auxiliou Maurício na realização do crime, prestando auxílio material e intelectual. O crime ocorreu na manhã do dia 24 de setembro de 2016, em uma residência localizada na rua Pedro I, bairro Santa Luzia, em Parnaíba.

A vítima estava na calçada lateral da referida residência, tomando um café. O denunciado Jhonyston, pilotando uma moto com Maurício na garupa, dirigiu-se ao local onde se encontrava a vítima. Ao chegar ao local, Maurício sacou a arma de fogo e efetuou cerca de quatro disparos contra Cledilson, que morreu no local.

Maurício Cunha foi condenado a 25 anos e seis meses de reclusão. O Conselho de Sentença reconheceu que Jhonyston Carvalho da Silva não concorreu para a prática criminosa, votando pela absolvição do acusado quanto ao crime de homicídio.

Usuários do Iaspi poderão ter atendimento médico em outros estados

O Conselho Nacional de Entidades de Saúde dos Servidores Públicos (Conessp) instituiu uma comissão que vai discutir a criação da Rede Nacional de Atendimento com o objetivo de garantir o atendimento dos usuários do Instituto da Assistência à Saúde dos Servidores Públicos do Estado (Iaspi), em outros estados. A proposta é que o beneficiário possa utilizar os serviços de urgência e emergência fora do Piauí.

O novo serviço, que poderá ser disponibilizado inicialmente para os 14 estados associados ao Conessp, é de conceder um voucher de 30 dias, por ano, ao usuário e seus dependentes. A medida assegura mais tranquilidade para aqueles que querem tirar férias em outros estados, mas têm receio de precisar de atendimento médico.

A comissão foi instituída na primeira reunião da nova diretoria e vai discutir critérios de atendimento, os serviços ofertados e a forma de pagamento à entidade de origem do usuário. A ideia é o beneficiário ser atendido sem nenhum custo a mais para ele.

A comissão será composta por representantes do Instituto de Previdência dos Servidores do Estado de Minas Gerais (IPSEMG), Instituto de Assistência Médica ao Servidor Público Estadual de São Paulo (IAMSPE), Planserv (Assistência à Saúde dos Servidores Públicos da Bahia) e Caixa de Assistência dos Servidores do Estado de Mato Grosso do Sul (Cassems).

A presidente do Conessp, doutora Daniele Aita, diretora-geral do Instituto de Assistência dos Servidores do Estado do Piauí (Iaspi), destacou que buscará novos associados e que o debate de criação da rede nacional é de todos. 

“Em 2017 foi iniciada a discussão da criação da rede e estamos retomando. Queremos construir um regulamento para até no segundo semestre do próximo ano colocá-lo em funcionamento”, disse Daniele. A presidente adiantou que uma empresa especializada em tecnologia em saúde, parceira do Conessp, já se colocou à disposição para ajudar na execução da rede.(piauihoje)

“A UFPI está na iminência de ficar sem energia elétrica e internet”, denuncia Merlong

O deputado federal Merlong Solano (PT) usou o plenário da Câmara Federal nesta quarta-feira (17) para denunciar que, por falta de recursos para o custeio, a Universidade Federal do Piauí (UFPI) está na iminência de sofrer o corte de energia elétrica e dos serviços de internet em todos os seus campi. Em 2021, o governo federal cortou cerca de R$ 18 milhões para o custeio da UFPI, impactando na precarização dos serviços de limpeza, segurança, manutenção predial e reduzindo a assistência estudantil.

“Isso não é uma particularidade da UFPI, as universidades federais, essenciais para o desenvolvimento do país, sofreram um corte de custeio da ordem de R$ 1 bilhão em 2021, afetando as atividades de pesquisa, ensino e extensão das instituições. Sem falar nos recursos para investimentos, que praticamente não existem mais”, destacou Merlong.

O parlamentar recebeu ofício do reitor da UFPI, Gildásio Guedes, solicitando apoio para garantir uma suplementação no orçamento de 2021 e a recomposição orçamentária para 2022 aos níveis de 2019, a fim de viabilizar o funcionamento regular da instituição.  “O reitor entende o momento de crise econômica. Ele não pede muito, quer somente que o orçamento para o próximo ano seja equivalente ao de 2019 para que a universidade não seja obrigada a paralisar as suas atividades”, destacou o petista.

Merlong, que é professor licenciado da UFPI, cobrou atitude dos deputados diante do atual cenário, uma vez que o projeto de lei orçamentária para 2022 enviado ao pelo governo federal ao Congresso não repôs as perdas financeiras das universidades ao longo dos últimos anos e os recursos seguem insuficientes para garantir a manutenção das atividades. “O orçamento de 2022 consagra apenas para o setor financeiro mais de 50% do que está programado para todas as despesas, enquanto a educação e a pesquisa científica são desprezadas. Esta Casa precisa dar uma resposta à sociedade”, cobrou o deputado.

Fonte: Celina Honório