Parnaibanos prestigiam filiação de Zé Filho ao PSDB

Uma caravana de parnaibanos, à frente o prefeito Mão Santa, e lideranças de outros municípios vizinhos, compareceram ao ato de filiação do ex-governador Zé Filho, em Teresina, nesta quinta-feira (5) ao PSDB. Depois de participar da filiação da deputada estadual Juliana Falcão ao PSB, ele foi para a sede do Diretório Estadual tucano, onde foi recepcionado com muita festa. O ato em tom de campanha eleitoral foi prestigiado pelos ex-governadores Freitas Neto (PSDB), prefeito de Parnaíba, Mão Santa (SD), acompanhado da esposa Adalgisa e Wilson Martins (PSB). Deputados estaduais, ex-deputados e prefeitos do interior marcaram presença.

Em seu pronunciamento Zé Filho disse que chega para somar. “É aquela história que o Mão Santa diz: ninguém se perde no caminho de volta. Então a gente está retornando ao PSDB para fazer oposição ao governo que está aí. Nós vamos caminhar juntos com o deputado Luciano Nunes, com o PSB, com o DEM e com todos aqueles que não concordam com o que está posto aí. Eu estou voltando no intuito de agregar. Nós viemos da região mais populosa do estado e acho que política a gente faz somando e não subtraindo”, falou.

Ainda conforme Zé Filho, sua chegada fortalece o PSDB na região Norte do Piauí. Derrotado por Wellington Dias (PT) nas eleições de 2014, o ex-governador fez duras críticas ao atual governador. Segundo ele, o terceiro mandato do petista está esgotado e é preciso mostrar ao povo o que está acontecendo para derrotar Wellington nas eleições deste ano.”Tem que se mostrar o que está acontecendo. E é isso que nós vamos fazer no estado do Piauí todo. Esse governo é um governo desastroso. Os hospitais estão aí todos fechados, Detran em greve, falta de pagamento de fornecedores, obras paradas, o endividamento do Estado acontecendo. E com tudo isso nós não concordamos”, falou. (Com informações de Gustavo Almeida)

 

Secretários de Governo (Wellington Dias) exonerados continuam mandando?

Merlong Merlong Solano não é mais secretário de governo. E daí! Ele continua mandando 

Batente
Os decretos de exoneração dos secretários de Governo, Merlon Solano, e de Meio Ambiente, foram publicados na segunda-feira, 2 de abril. Aparentemente, portanto, desde a segunda-feira os dois já deveriam estar dando expediente em outros lugares. Mas ontem, Merlong publicou na rede social Facebook uma foto em que aparece com Ziza num gabinete no Palácio de Karnak.

Homem atuante
Pelo que se percebe, o ex-secretário Merlong segue despachando como se secretário fosse. Ontem, ele publicou fotos no gabinete da Secretaria de Governo recebendo Gonçalo Sousa, secretário de Transportes de Nazária, Flávia Miguel, vereadora de Lagoa do Sítio e Valdinar da Silva, prefeito de Padre Marcos.

Efeito futuro
Porém, apesar de exonerados, tanto Merlong quanto todos os demais colegas dele seguem nos cargos porque os decretos só começam a valer a partir do dia 6, amanhã. Até lá, permanecem todos em seus lugares, pendurados num decreto publicado, mas ainda sem vigência.

Estrada
Guilhermano Pires (Transportes) disse ontem que até o final do primeiro semestre estará terminada a interligação da estrada estadual que vai criar uma via alternativa mais curta entre Teresina e Barra Grande, passando por Cocal. 
A estrada também encurtará em mais de 30 quilômetros a distância entre Piracuruca e Cocal.(Portalaz)

SE MENSALÃO FOR O PADRÃO, STF MANDA SOLTAR

TODOS ELES FORAM CONDENADOS NO MENSALÃO E JÁ ESTÃO LIVRES

Maior caso de corrupção da História antes da Lava Jato, o Mensalão relatado pelo ministro Joaquim Barbosa rendeu 26 condenações de figurões do governo Lula, mas o próprio Supremo Tribunal Federal (STF) se encarregou da pizza, reduzindo penas, mandando para o regime aberto e até perdoando condenações de corruptos notórios. Se a história se repetir, Lula tem tudo para garantir a impunidade. A informação é do colunista Cláudio Humberto, do Diário do Poder.

O mensalão estourou em 2005. As primeiras condenações foram em 2008. Condenados como José Dirceu e José Genoino estão livres.

O “dono” do PR, Valdemar Costa Neto, o petista João Paulo Cunha e o “denunciante” do PTB Roberto Jefferson também estão soltos.

Premonitório, Delúbio Soares disse que o Mensalão ia virar piada de salão. Ele e Henrique Pizzolato, que fugiu para a Itália, estão livres.

Os ministros Luís Barroso e Gilmar Mendes brigam, mas têm atuação semelhante na soltura de condenados do Mensalão e da Lava Jato.

PSB confirma filiação de Juliana e deve brigar por vice de Luciano

O presidente estadual do PSB no Piauí, ex-governador Wilson Martins, confirmou a filiação da deputada estadual Juliana Falcão ao partido. O evento irá ocorrer nesta quinta-feira (05), na sede do partido às 9h30.

Juliana Falcão não irá concorrer à reeleição. Ela já anunciou que apoia a pré-candidatura do ex-governador Zé Filho, que se filia ao PSDB, na disputa por uma vaga na Assembleia Legislativa do Estado. 

“Não serei candidata. Já divulgamos nosso apoio ao governador Zé Filho”, disse. No PSB, o nome de Juliana é cotado para assumir a vaga de vice-governadora na chapa do pré-candidato a governador pela oposição, Luciano Nunes.

O partido pleitearia duas vagas na chapa majoritária do candidato da oposição. O ex-governador Wilson Martins deve ser candidato ao Senado federal na chapa do tucano.  

Lídia Brito

Wellington Dias novamente deixa o Piauí para ser babá de Lula

 

WDias terá agenda com a presidente do PT, senadora Gleyce Rouffman

O governador do Piauí, Wellington Dias, mais uma vez deixa o seu Estado, com todos os problemas existentes, greves e tudo mais, para acompanhar votação do Habeas Corpus que livrará ou não o Lula de uma cadeia. E Wellington vai estar ao lado do ex-presidente. O governador de Minas Gerais, Fernando Pimentel, também confirmou que estará ao lado de Lula.

De acordo com publicação do portalaz, Wellington Dias teria feito o seguinte comentário a respeito do assunto; ” “ O Brasil acompanhará, neste dia 04, um momento histórico, um momento em que o Supremo Tribunal Federal, através de seus membros, terão que tomar uma decisão solene: o que vai valer? a Constituição ou conjunto de lobys, um conjunto de interesses e presões, que estão sendo exercidas nesse momento.Estamos confiantes que será garantida a aplicação de nossa Carta Magna e a lei será respeitada.Eu confio que hoje vá prevalecer a constituição brasileira ou seja a presunção da inocência. Você é inocente até que prove o contrário. O que se deseja pro presidente Lula, é que ele não esteja acima da lei mas também que não esteja abaixo dela. Por essa razão nós queremos Lula livre”. Sem comentários.

MERENDA DAS CRIANÇAS: TCU aponta 18 irregularidades na gestão de Rejane Dias

CITA ATÉ “FRAUDE” E “CAMUFLAGEM” – Segundo relatório da auditoria realizada pelo Tribunal de Contas da União, o governo de Wellington Dias, sob a gestão de Rejane Dias na SEDUC, têm 18 irregularidades na gestão dos recursos do Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação (FNDE) destinados ao Programa Nacional de Alimentação Escolar (PNAE).  A conclusão TCU, levada a Plenário pelo relator, ministro Walton Alencar Rodrigues, na sessão do último dia 14 de março, teve como base auditorias referentes ao exercício de 2016 e início do exercício de 2017 no Piauí.  Rejane Dias deixou o cargo nesta terça-feira(02) para tentar se reeleger deputada federal pelo PT.

Durante a auditoria, a equipe do Tribunal visitou setores da sede da SEDUC-PI ligados à gestão do PNAE e à prestação de contas dos recursos, bem como 18 escolas estaduais e gerências regionais a elas vinculadas.

O CÓDIGO DO PODER TEVE ACESSO AO RELATÓRIO DO TCU – Segundo o relatório, o volume de recursos fiscalizados na auditoria alcançou o montante de R$ 33.679.233,60, que corresponde ao total de recursos transferidos pelo FNDE para a gestão do PNAE, no estado do Piauí, nos exercícios de 2016 (R$ 18.190.560,00) e 2017 (R$ 15.488.673,60) , até agosto.

O relatório será disponibilizado na íntegra ao final da matéria. Dentre as 18 irregularidades é possível destacar a quantidade insuficiente de nutricionistas nas escolas da rede estadual, falta de acompanhamento por parte da SEDUC na compra de alimentos da merenda escolar, ausência de licitação, favorecimento de fornecedores, aumento do risco de contratações direcionadas, instalações físicas inadequadas para armazenar alimentos, suspeita de fraude no uso de recursos do PNAE, despesas “camufladas” na prestação de contas do Programa da Alimentação Escolar, além de outras.

INVESTIGAÇÃO DA SUSPEITA DE FRAUDE E CAMUFLAGEM

Foi o próprio TCU que usou os termos acima para apontar as irregularidades na Secretaria Estadual de Educação. Para o TCU, no período investigado, o dinheiro da merenda escolar foi usado pela SEDUC para pagar despesas com fornecedores em exercícios anteriores. O caso deverá receber uma investigação mais aprofundada pelo próprio TCU.

LEIA MAIS NO LINK:

W.Dias chama greve na Polícia Civil de ilegal: “Não podemos brincar de greve”

A situação está acirrada entre os servidores da Polícia Civil (agentes e delegados) e o Governo do Piauí (secretarias de Administração e Segurança Pública). Por um lado, a posição dura do Karnak em relação ao cumprimento da responsabilidade fiscal do Estado, enquanto os grevistas pedem reajuste salarial e melhorias em várias condições de trabalho. Na manhã desta segunda-feira (02/04), o governador Wellington Dias chegou a chamar o movimento de ilegal.

“Primeiro, a lei, neste caso, já regulamentou a greve como ilegal porque nós temos uma reivindicação que o Estado, legalmente, não pode atender. Nós estamos com o limite prudencial. Segundo, descontar os dias parados, pedir ilegalidade da greve e tomar as medidas necessárias porque não podemos brincar de greve. É preciso ter bastante responsabilidade, até porque o que eu assumi de compromisso em 2017 eu vou cumprir”, afirmou, incisivo, o governador, após pergunta do OitoMeia.

O petista também destacou a possibilidade de um reajuste aos policiais civis, sendo um índice equivalente à inflação mais 1%. Além disso, o governador destacou que pretende deixar para o próximo governo apto a dar as devidas remunerações a partir de o início de 2019. Ressalta-se que o início da greve, tendo apoio dos Delegados de Polícia (Sindepol-PI) e dos Agentes Penitenciários (Sinpoljuspi), está marcado para a próxima terça-feira (03/04).

“ILEGAL É O GOVERNADOR”

A reportagem conversou com Constantino Júnior, presidente do Sinpolpi, sobre as declarações do governador Wellington Dias. Ele rebateu, afirmando que o Karnak foi quem não cumpriu um dissídio coletivo no ano de 2015 em quem um dos 12 pontos acordados previa um reajuste aos anos de 2016, 2017 e 2018, acima da inflação.

“O governador poderia ter mais humildade, pois quem está ilegal é ele. Em fevereiro deste ano, tivemos uma audiência na Justiça com o secretário Franzé Silva e ele agiu de forma arrogante e negou qualquer possibilidade de reajuste aos policiais”, relatou Constantino Júnior ao OitoMeia.

DELEGADOS MANIFESTAM

Em contrapartida, a delegada Andrea Magalhães, presidente do Sindicato dos Delegados de Polícia do Piauí (Sindepol) declara apoio à paralisação dos policiais civis, embora afirme que a categoria a qual lidera não esteja em greve, mas sim fazendo manifestações legítimas para expor a insalubridade e sucateamento das delegacias no estado.

“O movimento dos delegados não é greve, mas é um direito legítimo de manifestação e vamos usá-lo toda vez que encontrarmos irregularidades. Neste momento, estou fazendo vários expedientes a todas as autoridades sobre vigilância sanitária, condições de trabalho e Ministério Público para pedir que sejam feitas inspeções em todas as delegacias do estado”, explanou Andrea. (OitoMeia)

Gustavo Neiva denuncia omissão da direção da Caixa sobre o empréstimo

O deputado Gustavo Neiva (PSB) fez duras críticas na tribuna da Assembleia Legislativa sobre à decisão da Caixa Econômica Federal (CEF) de não analisar como foram aplicados os R$ 307 milhões da primeira parcela do empréstimo obtido pelo Governo do Estado junto aquela instituição. 

Neiva disse que a posição da CEF foi apresentada em documento encaminhado à Justiça Federal que abriu processo para apurar denúncias de irregularidades na aplicação dos recursos constatadas pelo Tribunal de Contas do Estado. Gustavo Neiva leu trechos do documento em que a CEF afirma que não tem competência para fazer análise contábil ou averiguar se os recursos do empréstimo foram aplicados na realização de obras em benefício da população.

“A Caixa não pode tomar uma posição dessa porque os recursos são públicos e cabe a ela saber como foram aplicados”, declarou ele.O parlamentar do PSB assinalou que, ao tomar essa decisão, a CEF sinaliza que vai liberar o restante do empréstimo mesmo após o TCE ter detectado irregularidades na aplicação da primeira parcela dos recursos. Ele disse acreditar que a Justiça Federal não concordará com essa posição da CEF, o que, em sua opinião, fará, também, o Tribunal de Contas.

Disputa entre Ciro e Robert ganha até versão do meme “raiz x Nutella”

Vai ser boa de assistir a disputa entre Ciro Nogueira (PP) e Robert Rios (DEM), ambos, pré-candidatos ao Senado.  

Enquanto Ciro tende a ser tachado como o candidato rico, que faz de tudo para estar ao lado do povão, Robert prega o discurso da simplicidade e anti-corrupção, mas questionado por sua recente escolha partidária.

Nas redes sociais, já tem até música contra o deputado, questionado por ter se filiado ao Democratas, o partido ex-PFL. 

Do outro lado, a foto de Ciro Nogueira comendo cachorro-quente no Mafuá, usando um relógio caríssimo, já virou meme. 

E por falar em meme, os dois têm até a própria versão do meme “raiz” e “Nutella”. (Apoliana Oliveira-180graus)

Prefeita de Altos é alvo de ação civil por atrasar salário de servidores

 Patrícia Leal

JOSEFA GEOVANA
DE TERESINA

Devido ao atraso do pagamento dos servidores temporários, foi ajuizado pelo Ministério Público do Piauí, uma ação civil pública, contra o município de Altos, representado pela prefeita Patrícia Leal.

Segundo o promotor de Justiça Paulo Rubens Parente Rebouças, várias reclamações a respeito de atraso dos salários foram realizadas por servidores, a situação vinha ocorrendo desde o período anterior ao carnaval. Após os pronunciamentos, o Procuradoria-Geral da Justiça recomendou aos municípios que estivessem com os salários de servidores atrasados, a não promoverem nenhuma festa durante o período carnavalesco.

A prefeitura de Altos após ser notificada, se comprometeu a realizar o pagamento até março deste ano, o que não aconteceu. Após o período carnavalesco, ficou constatado que o município não respeitou a recomendação expedida pela Procuradoria-Geral da Justiça, realizando festas durante o carnaval e também promovendo a Festa do Vaqueiro.

Com a ação civil pública, o promotor de Justiça solicitou que o município de Altos ficasse impedido de realizar qualquer evento festivo enquanto a situação do atraso de pagamentos não for resolvida. Foi solicitado também uma multa diária aplicada a prefeita Patrícia Leal, caso a medida seja descumprida.

Zé Hamilton na chapa majoritária governista?!

O partido segue na base governista, mesmo com o retorno do ex-senador João Vicente Claudino, que mantém nome à disposição para candidatura ao governo com apoio da oposição. Porém, se o projeto de candidatura não vingar, o ex-senador não será obstáculo para o partido reafirmar compromisso para a reeleição do governador Wellington Dias.

Os petebistas querem mais e lutam agora por uma vaga na chapa majoritária. Aliados próximos ao governador já alertaram para a força da oposição em Parnaíba, o segundo maior colégio eleitoral do Estado. Uma das alternativas para neutralizar os adversários seria emplacar uma liderança de Parnaíba na chapa majoritária. O nome mais citado é o do ex-prefeito Zé Hamilton, suplente de deputado estadual e filiado ao PTB. Se a estratégia prosperar, a chapa majoritária governista será formada por PT, Progressistas, MDB e PTB.(Informações de Elivaldo Barbosa)

CANDIDATURA DE FLÁVIO ROCHA PODE ATÉ UNIR GLOBO E RECORD

Engana-se quem imagina haver desagradado à Globo a filiação do ex-deputado Flávio Rocha ao PRB, para disputar o Planalto, em razão das ligações do partido à Igreja Universal liderada pelo bispo Edir Macedo, controlador da Rede Record. Políticos ligados a Rocha afirmam que a Globo entendeu a necessidade de o dono das lojas Riachuelo filiar-se a partido minimamente estruturado para ser um candidato levado a sério. A informação é do colunista Cláudio Humberto, do Diário do Poder.

Flávio Rocha estaria disposto a ser instrumento de concórdia entre os grupos Globo e Record, segundo seus entusiastas.

Ex-deputado federal que nos anos 1990 se celebrizou com a proposta do imposto único, Flávio Rocha estava afastado da política.

Dono das lojas Riachuelo, Rocha empolgou apoiantes após desabafo contundente em vídeo, na internet, contra abusos da justiça trabalhista.

ELEIÇÃO: Wellington Dias usa R$ 65 milhões em calçamento na busca por votos

NA PROMESSA E SEM DINHEIRO – Mesmo sem ter certeza da vinda dos recursos, e na corrida em busca de apoios e votos, o governo petista de Wellington Dias espera gastar R$ 65 milhões (R$ 64.812.196,07 até o momento) em pavimentação de ruas em todo o Piauí, principalmente no período da eleição. Esse valor ainda deve aumentar, pois a cada dia novas licitações são lançadas e ordens de serviços são assinadas pelo governador.

PESQUISA DO CÓDIGO DO PODER – Levantamento feito pelo Blog Código do Poder revela que estão em andamento 54 licitações que preveem um gasto de R$ 57,4 milhões em obras de pavimentação, enquanto outras 07 (sete) de R$ 7,4 milhões já tiveram o processo de licitação encerradas.

MUNIÇÃO NA ELEIÇÃO – Mesmo que as obras não iniciem este ano, ou que fiquem paralisadas, o governo quer mesmo é usar a mesma conversa de sempre para fazer promessas no período eleitoral, além de preparar o caixa de diversas empresas para iniciarem as obras.  Para isso, a caneta de Wellington Dias não para de assinar ordens de serviço.

RECURSOS INEXISTENTES – Analisando a fundo os editais das licitações, o Código do Poder também detectou que a maioria das obras eleitoreiras estão prevendo o uso de fonte 16 (Fonte de recursos de empréstimos internos), ou seja, seriam usados com a segunda parcela do empréstimo a Caixa Econômica, quem nem foi liberado ainda. A primeira parcela recebeu a acusação da auditoria do TCE-PI que teve seus objetivos desvirtuados do que estava previsto no contrato.

ALIADOS DÃO VOTOS E GANHAM CALÇAMENTO – Mesmo negando que criou nove Coordenadorias como forma de “comprar” apoios para se reeleger, o governador Wellington Dias demonstra nessa lista divulgada pelo Código do Poder que várias coordenadorias criadas para agradar os aliados agora vão receber recursos para fazer pavimentação de ruas, que deveriam ser executadas pela Secretaria das Cidades ou mesmo pelo IDEPI.

Poucas prefeituras estão recebendo recursos diretamente através de convênios. O governo priorizou agradar as secretarias e coordenadorias e são estes órgãos que farão a ponte em busca de apoios nas prefeituras municipais para a execução das obras e para o sucessos nas urnas. (Código do Poder)

Libertação de Paulo Maluf exibe a promiscuidade que caracteriza Brasília

Kakay priva da amizade de muitos ministros

José Antonio Perez

O advogado Antonio Carlos de Almeida Castro, o Kakay, que libertou o ainda deputado Paulo Maluf (está apenas “afastado” do mandato), é amigo de diversos ministros de tribunais superiores, como Dias Toffoli, que deveria se declarar suspeito e não participar do julgamento de clientes  representados por Kakay.

Além de ter sido dono do bar e restaurante “Piantella” durante muitos anos, o advogado é proprietário de uma adega bistrô que hoje se chama “Pianttas”, onde, quando se chamava “Expand Champanheria”, o ministro Ricardo Levandowski foi flagrado por uma jornalista nos fundos da birosca, após um julgamento no STF, em ligação telefônica dizendo que se sentiu com a faca no pescoço durante a sessão e revelou achar que o Supremo iria “amaciar” no tratamento do ex-ministro da Casa Civil José Dirceu.

PROMISCUIDADE – O fato inquestionável é que existe uma promiscuidade inaceitável em “BrasILHA”! Nisso que deu afastar o povo das decisões, levando o poder ao interior do país, longe das massas. Maldito Toniquinho da farmácia de Jataí, Goiás! Foi ele quem perguntou a Juscelino Kubistchek, no primeiro comício da campanha, se o candidato mineiro iria cumprir a Constituição e mudar a capital para Brasília. 

Por fim, salvo engano, Kakay estava no evento em que Dias Toffoli ficou bebum, perdeu a linha e xingou o jornalista Ricardo Noblat, após ele ter saído da festa. Como Toffoli falou em voz muito alta, Noblat ouviu tudo, mesmo estando afastado. E todos os que estavam presentes também ouviram. Brasília é a terra onde a promiscuidade reina. É de lascar!

Para garantir vitória prefeito Mão Santa defende que o vice da oposição tem que ser do Norte

O prefeito Mão Santa (Solidariedade) vai ser um dos agentes decisivos destas eleições. Não por que ele vá se candidatar a nada — apesar dos inúmeros convites — mas porque ele simboliza uma forte resistência ao PT e um sentimento que tira o sono do governador Wellington Dias: o da mudança. Afinal, Mão Santa já votou no petista, em 2002, e depois percebeu que aquele não era o melhor caminho para o Piauí. Na busca de seu 4º mandato, W.Dias trabalha contra a repercussão desse sentimento como o diabo foge da cruz.

Caminhando pela praia do Coqueiro, litoral do Piauí, tivemos uma longa conversa com o prefeito de Parnaíba e sua esposa, Adalgisa Moraes Souza. Poucos minutos antes, eles haviam encontrado o senador Ciro Nogueira e a deputada Iracema Portella, também na beira da praia.

Na visão dele, de todos os candidatos de oposição com os quais ele já se reuniu, o tucano Luciano Nunes é aquele que reúne as melhores condições de ser o próximo governador. Revelou que foi inclusive convidado por ele a ingressar nos quadros do PSDB, mas avalia que este não é o momento ideal para isso. “Não vou disputar estas eleições, então não preciso mudar de partido”, avalia por hora.

Não vai concorrer, mas vai colaborar. Ativamente, garante. E sua ideia central neste caminho é ajudar a encontrar um vice para Luciano Nunes. “Tem que ser alguém do Norte. Pela representatividade, pela densidade eleitoral. As maiores cidades estão aqui. Elas propagam as idéias e o sentimento de mudança para as menores”, comenta.

Ele tem sugestões para o posto. Descarta sua esposa, Adalgisa. “Ela é ‘meio governo’ aqui em Parnaíba, é meu suporte. Se vou continuar aqui, ela não pode sair. Temos que ficar sempre juntos”, justifica. Mas a família Moraes Souza continua entre as opções: sua filha Cassandra, delegada da Polícia Civil. Uma escolha pertinente se considerarmos três pontos: esta campanha caminha para um debate nacional sobre Segurança Pública, Wellington Dias acabou de despejar as mulheres da sua chapa majoritária e o atual governo é permeado das mais diversas suspeitas de corrupção.

Mas Cassandra é apenas um dos nomes. Mão Santa avalia que o prefeito de Piripiri, Luiz Menezes, é outra boa opção. “Ele precisa sair desse PMDB. Mas é uma grande liderança, Piripiri é maior que Picos e ele tem um vice em quem pode confiar”, avalia. O prefeito de Parnaíba também aponta o médico Paulo Eudes Carneiro, ex-prefeito de parnaíba, que hoje é secretário de Meio Ambiente da gestão de Mão Santa.(Política Dinâmica)

Zé Filho confirma sua ida para o PSDB e dispara: “os insatisfeitos que se retirem”

Em entrevista à Rádio Cidade FM, na quinta-feira (29), o ex-governador Zé Filho confirmou a sua ida para o PSDB, partido ao qual já foi filiado por alguns anos, e que disputou sua reeleição para prefeito de Parnaíba, no ano 2000.

A ida do ex-governador para o PSDB tem sido marcada por discussões favoráveis e contrárias, no entanto, a declaração de Zé Filho dada ao jornalismo da emissora de rádio de Parnaíba deixa claro que o prego foi batido e a ponta foi virada, e que, além disso, outras mudanças serão provocadas forçadamente, após seu ingresso no ninho tucano.  

O nome de Zé Filho representa um sinal de esperança para o PSDB sair do péssimo patamar que se encontra hoje, quando se avalia a importância do partido e sua representatividade, sobretudo, na região norte do estado.

No ato em que o ex-governador assinar sua filiação ao PSDB, que está prevista para acontecer na próxima quinta-feira (05), outras lideranças políticas seguirão Zé Filho no mesmo caminho. Há inclusive, a possibilidade de o próprio Mão Santa, prefeito de Parnaíba, aceitar o convite dos tucanos e ir junto.

A resposta de Zé Filho sobre a pergunta feita pelo repórter Kairo Amaral que aborda as divergências entre ele e Firmino traz um novo capítulo. Zé Filho praticamente disse que está esperando Firmino sair do PSDB. “Eu quando estava insatisfeito no PMDB sai  de lá. É a mesma coisa: os insatisfeitos que se retirem”, disse o ex-governador. (Com informações de Tiago Mendes)

Apesar de tudo, há motivos para amar a políticaApesar de tudo, há motivos para amar a política

Josias de Souza

Em momentos como o atual, marcados pela alta tensão, é importante dizer meia dúzia de palavras em defesa da política. O que é a política? Em última análise, é uma alternativa à ditadura ou à guerra civil. É uma invenção das sociedades civilizadas para resolver os seus conflitos sem recorrer ao porrete, ao ovo, à pedra, ao tiro. Essa política, concebida como alternativa à violência, precisa ser amada.

A política tem suas facções. Elas são chamadas de partidos. Alimentam-se do conflito. Mas há duas regras de ouro no jogo da política. Eis a primeira: nenhuma facção tem o poder de silenciar as outras. A segunda regra é: pessoas que não se respeitam precisam se enfrentar com respeito. Isso é compulsório. A arma é a ideia, a palavra. Os conflitos se resolvem no voto, não na porrada. Ou na bala.

Hoje, a política brasileira é marcada pela corrupção e pelo ódio. Contra a ladroagem e a violência, os remédios são a investigação radical e a punição exemplar. Às vezes bate um desânimo. Mas é preciso lembrar que as alternativas à política são a ditadura e a guerra civil. Numa, os conflitos são resolvidos na câmara de tortura. Noutra, as diferenças são solucionadas na bala. Melhor amar a política, mesmo nos momentos em que esse amor não é correspondido.

JUSTIÇA PODE DEIXAR QUE LULA SE ELEJA MESMO PRESO

STF PODE CRIAR CONDIÇÕES PARA LULA DISPUTAR PRESIDÊNCIA DA PRISÃO

Como há precedentes para todas as formas de absurdo no Brasil, até nas decisões do Supremo Tribunal Federal (STF), o ex-presidente Lula ganhou confiança após ganhar, na quinta (22), a “pizza provisória” até o dia 4. Uma das opções de Lula é disputar a eleição mesmo preso, sob os auspícios do STF, fazendo o Brasil correr o risco de ser o primeiro país a eleger presidente um corrupto condenado na Justiça. Empossado, o petista seria solto e todos seus processos, suspensos. A informação é do colunista Cláudio Humberto, do Diário do Poder.

Acatado o Recurso Especial ao Superior Tribunal de Justiça, Lula teria “efeito suspensivo” da pena. O STF pode seguir esse mau caminho.

Com pena suspensa no STF, Lula pode fazer registro da candidatura, e a Justiça Eleitoral, em tese, também poderia fechar os olhos.

Lula é ficha suja, mas sonha com uma solução que não apenas o livre da cadeia, como também garanta sua candidatura presidencial.

Se o STF fizer tudo o que o ex-presidente deseja, o Brasil pode eleger e empossar o primeiro presidente oficialmente corrupto.

Todos os partidos desejam filiar deputada Juliana Moraes Sousa

A deputada estadual Juliana Falcão deixou o MDB e está sendo cobiçada por diversos partidos políticos. Um dos primeiros a procurar a deputada foi o ex-governador e presidente estadual do PSB, Wilson Martins. A informação é do deputado estadual Rubem Martins (PSB).

“A deputada Juliana é essa pessoa que todo partido deseja. Ela pediu a desfiliação do MDB e então abriu um leque muito grande de convites. E o PSB não perdeu tempo. Nosso presidente regional, o ex-governador Wilson Martins, se apresentou rapidamente e convidou a deputada para fazer parte do PSB”, disse Rubem.

OUTROS CONVITES
Além do PSB, outra sigla que também fez o convite para a deputada foi o PSDB. O convite tucano se estendeu ao ex-governador Zé Filho, com quem Juliana é ligada politicamente. Eles devem ingressar em um partido de oposição, já que mantêm postura contrária ao governo. (Com informações de Gustavo Almeida)

Após filiar 3 deputados, PTC diz que aguarda ainda por Zé Hamilton

Durante o ato de filiação de três deputados estaduais, o deputado Evaldo Gomes, presidente do PTC no Piauí, afirmou que aguarda ainda um sinal verde de Zé Hamilton. 

O deputado do PTB, que tem base política na cidade de Parnaíba, também conversa com o Progressistas, do senador Ciro Nogueira. 

Evaldo tem grande objetivos para o PTC nestas eleições. Mira em 10% da bancada na Alepi, e também em uma vaga na Câmara Federal.