Máscara sob suspeita: PI vai pagar R$ 3 milhões para empresa já investigada no TCE-PI

CAIXA DE MÁSCARA POR R$ 122 – O governo do Piauí já atestou que recebeu 18.957 caixas de máscaras cirúrgicas com tripla proteção ao preço de R$ 122 por caixa (50 unidades). A empresa fornecedora é a V. E. ROCHA FERREIRA, que vai faturar com essa nova compra sem licitação o valor de R$ 2,3 milhões, através da Secretaria de Administração e Previdência. Na internet é possível encontrar caixa de máscara por R$ 89 no site Submarino.

Fora isso, a empresa já está em fase de defesa de um relatório do Tribunal de Contas do Estado que apontou superfaturamento nas compras de álcool em gel. O relatório dos auditores do TCE chegou a pedir a suspensão de todos os pagamentos, mas isso ainda não foi decidido.

O caso foi divulgado pelo Portal GP1. “Licitação promovida pela Secretaria de Agronegócios do Piauí – SEAGRO, com fundamento na Lei nº 13.979/2020 e que culminou na assinatura do Contrato Administrativo nº 045/2020 com a empresa V. E. Rocha Ferreira, que teve por objeto o fornecimento de unidades de álcool em gel 70%, em frascos de 500 ml, para 30.779 famílias em assentamentos agrícolas, com valor estimado de R$ 766.704,89.” (Código do Poder)

Alerta deputado: Pós-pandemia trará problemas sérios para governo

Deputado federal Flávio Nogueira, do Piauí (Foto: Jailson Soares/PoliticaDinamica.com)

A pandemia da Covid-19 tem causado muitos problemas ao País e todos torcem para que ela não demore a passar. Mas, mesmo depois de passar, ela deixará sérios gargalos para o Governo Federal resolver. É o que aponta o deputado federal Flávio Nogueira (PDT-PI).

Segundo ele, os setores da educação e da saúde vão precisar de atenção especial. Nogueira lembra que muitos pais de alunos ficaram desempregados ou tiveram redução de renda e por isso vão tirar os filhos de escolas particulares e buscar matrículas na rede pública.

Diante dessa realidade que se avizinha, o deputado avalia que o Governo Federal terá que ajudar as prefeituras municipais a receber as crianças oriundas das escolas particulares.

“Na educação nós sabemos que existe uma faixa etária de crianças de 2 a 6 anos que não vai mais poder, por falta de dinheiro dos seus pais que perderam o emprego ou diminuíram a renda, estarem em colégios particulares. Portanto, vão buscar essas novas matrículas nas escolas públicas municipais. Isso requer do governo federal uma ajuda para as prefeituras poderem receber essas crianças”, explica o deputado.

Situação semelhante deve acontecer na área da saúde. Nogueira, que é médico, afirma que o Sistema Único de Saúde (SUS) vai receber uma demanda muito maior de usuários no pós-pandemia. Além de cirurgias eletivas com demanda reprimida, ele alerta que muitas pessoas perderam seus planos de saúde e vão procurar o serviço público de saúde.

“Temos várias cirurgias eletivas sem resolução há vários meses por causa da pandemia e por isso há uma demanda muito grande. Aquilo que era eletivo hoje é urgência. Por isso a necessidade de resolver não só os casos de cirurgias eletivas, mas também os casos de pessoas que perderam seus planos de saúde, que não são poucas. Vai ser preciso uma atenção do Ministério da Saúde para receber toda essa demanda”, finalizou o parlamentar.(Gustavo Almeida)

PSD convoca filiados para convenção em Luís Correia

A presidente do PSD de Luis Correia, Katia dos Santos Silva, publicou o edital de convocação dos filiados locais para convenção municipal do partido, o evento visa a escolha dos nomes de candidato a Prefeito e Vice-prefeito(a), assim como candidatos a vereadores, a coligação partidária para as eleições de 2020.

A tão esperada convenção do PSD acontecerá no dia 16 de setembro, às 18h, na Unidade Escolar Manoel Rodrigues Vieira (situada na rua Darcy Araújo, bairro Alto Bonito) e a grande expectativa é que se confirme a candidatura majoritária de Raphael Silva, além de divulgação do nome do Candidato a Vice Prefeito (a), assim como, a confirmação à cerca de 17 candidatos a vereadores.

Vale ressaltar, que a convenção deverá acontecer com todas as medidas de segurança delegadas pela Vigilância Sanitária para eventos presenciais.

 

Justiça proíbe convenção em cidade do Piauí após ‘megaestrutura’ ser montada em praça

O juiz Carlos Alberto Bezerra Chagas, da 13ª Zona Eleitoral, na cidade de São Raimundo Nonato, Sul do Piauí, determinou que o PP, MDB e PT do município se abstenham de realizar suas convenções partidárias que estavam marcadas para esta quinta-feira (10/09) no Espaço Cultural Abrigo, local aberto e situado na praça Francisco Antônio da Silva.

Prefeita Carmelita Castro 

A notícia de irregularidade em propaganda eleitoral foi apresentada a pelo PSD da cidade noticiando que os partidos concorrentes, que tem como cabeça de chapa a atual prefeita, Carmelita Castro (PP), iam realizar o evento “aberto ao público e onde toda a população irá participar do evento partidário”.

“A partir das fotografias anexas aos autos e de verificação in loco por este magistrado, verifica-se que as suso referidas agremiações estão montando, sob a mencionada praça, imenso palco, destinado à realização de suas convenções. Acontece que, nada obstante a possibilidade de frequência ao ato convencional de pessoas não filiadas às agremiações, entendo que não é possível a realização de convenção partidária em rua ou praça pública”, cita a decisão.

Segundo a Lei das Eleições veda a veiculação de propaganda de qualquer
natureza nos bens de uso comum, dentre os quais se encontram as praças e ruas, inclusive, sujeitando o infrator ao pagamento de multa. Além disso a utilização de palco em rua e praça pública para a realização de convenção partidária aberta ao público consiste em realização de comício, sendo que a promoção de qualquer propaganda eleitoral é vedada antes da data legalmente fixada, a qual, para as presentes eleições, consiste no dia 26 de setembro do corrente ano.

“Portanto, concluo que a realização de convenção da forma como convocada pelas agremiações partidárias em questão representa, em tese, propaganda eleitoral antecipada, possuindo idoneidade para desequilibrar a disputa eleitoral”, cita o juiz.

Em caso de descumprimento, foi fixado multa de R$ 100 mil, sem prejuízo de
responsabilidade pelo delito tipificado no art. 347 do Código Eleitoral.(Fonte: Com informações de André Pessoa)

Romualdo Seno registra candidatura para disputar a prefeitura de Parnaíba

O Democracia Cristã apresentou à Justiça Eleitoral pedido de registro de candidatura do advogado Romualdo Seno, para disputar a prefeitura de Parnaíba, no norte do Piauí, nas eleições de novembro.

A chapa, segundo os registros do DivulgaCandContas, tem como candidato homologado a vice-prefeito o professor Adriano José, também do Democracia Cristã.

O partido não apresentou, até o momento, chapa para a disputa a vereador. Os pedidos agora serão analisados pela Justiça Eleitoral.

Nas eleições de 2018, Romualdo foi candidato a governador do Piauí.(Apoliana Oliveira)

Instituto inglês Imperial College errou todas as previsões sobre covid no Brasil

Eles venderam a ideia de que o país teria 1,1 milhão de mortos e 187 milhões de infectados até agosto

Em 27 de março, a Imperial College, do Reino Unido, divulgou previsão de infectados e mortos pelo coronavírus para o mundo. Até agosto, no Brasil, seriam 187 milhões de infectados e 1,1 milhão de mortes, dizia o mais pessimista dos cinco cenários do instituto. Ganhou as manchetes, mas era fake. Curiosamente, a principal voz do pior cenário da Imperial, virou “expert” contratado pelo TSE para ensinar o que é (ou não é) fake news. No entanto, quase seis meses depois, os resultados brasileiros estão melhores até que o cenário mais otimista da Imperial College. A informação é da Coluna Cláudio Humberto, do Diário do Poder.

A Imperial tem três cenários para estratégias de combate ao covid: “sem intervenções” (distanciamento etc.), “intervenção geral” ou “aprimorada”.

A estratégia drástica (aprimorada), que isola todos e se concentra nos idosos, previa 529 mil mortos no Brasil até agosto. Foram 121 mil.

A Imperial também apresentou outros dois cenários que tratam do momento da adoção das estratégias de forma precoce ou tardia.

Para o Imperial College, se o Brasil atacasse o covid de forma precoce, seriam 11,5 milhões de infectados. Eram 3,9 milhões no fim de agosto.

João Vicente Claudino sabia que o ex-prefeito de Cocal havia sido preso pela PF por crime corrupção

Com alegação de quebra de decoro, o ex-senador João Vicente Claudino determinou a expulsão imediata do ex-prefeito de Cocal, José Maria Monção, dos quadros de filiados do PTB, após polêmica declaração do ex-gestor durante convenção partidária realizada domingo (06). Porém, só o expulsou após a repercussão nacional da confissão da prática de crimes de corrupção.

Na presença do senador Ciro Nogueira; deputados (a) Iracema Portella, Júlio Arcoverde e do prefeito de Teresina, Firmino Filho (PSDB), dentre outras autoridades da região, Monção, que responde a uma série de processos na Justiça, confessou ter roubado dinheiro dos cofres da prefeitura durante os seus mandatos.

Em transmissão para o mundo inteiro, por meio das redes sociais, no evento que oficializou o médico Cristiano Brito como candidato do MDB para a prefeitura do município, Monção revelou:

“Eu fui prefeito três vezes, sei o sofrimento, mas também não roubei o tanto que esse aí roubou. Eu posso até ter tirado alguma coisa e dado para os pobres. Tá, é a verdade, porque ninguém pode ser tão sincero. Se eu tivesse sido todo direito eu não tinha ido preso, não é? Se eu fui preso, tem um motivo”.

A chocante sinceridade de Monção, no entanto, parece ter sido o único motivo de sua exclusão dos quadros de filiados do Partido Trabalhista Brasileiro (PTB).

Mesmo após a sua prisão, em 2009, na Operação Harpia da Polícia Federal, com o estouro de escândalos de desvio de R$ 2,6 milhões de verbas públicas do Fundo de Educação Básica (Fundeb), ele sequer sofreu sanções da cúpula comandada por JVC.

Pela lógica do PTB do Piauí, o crime do ex-prefeito parece ter sido a confissão e não a prática dos atos inconsequentes contra o povo de Cocal. João Vicente Claudino poderia explicar melhor a sua confusa linha de raciocínio.(Feitosa Costa)

TSE: Uso de máscaras será obrigatório durante eleições municipais

Em decorrência da pandemia da Covid-19, o Tribunal Superior Eleitoral instituiu o uso obrigatório de máscaras de proteção facial durante as eleições que ocorrem nos dias 15 (primeiro turno) e 29 (segundo turno) de novembro deste ano.

Entre a série de medidas sanitárias de combate e prevenção ao novo coronavírus está a recomendação para que os eleitores levem sua própria caneta para assinar o caderno de votação. Também foi instituído que, este ano, os eleitores poderão justificar seus votos através do aplicativo E-Título, que pode ser baixado pelo celular.

O álcool em gel para higienização das mãos ficará disponível durante a votação e o uso da biometria foi descartado para as eleições municipais deste ano. (Bruna Leão/Viagora)

Artistas e estabelecimentos culturais aguardam liberação de R$ 32 milhões

O Piauí deve receber R$ 32 milhões do Fundo Nacional da Cultura, em virtude da Lei Aldir Blanc, de autoria do Congresso Nacional e que foi sancionada no dia 29 de junho. “Recebemos a informação de que esse recurso deve ser liberado até sexta-feira, dia 11. É uma medida extremamente importante pra socorrer os trabalhadores da cultura”, afirma o deputado federal Merlong Solano (PT).

O parlamentar destaca que o dinheiro será usado para pagamento de auxílio emergencial aos trabalhadores da cultura, equivalente a R$ 600 mensais, pelo período de três meses. Também será destinado à manutenção de espaços artísticos e iniciativas de fomento cultural, como: editais, chamadas públicas, prêmios, aquisição de bens e serviços vinculados ao setor e outros instrumentos voltados à manutenção de agentes, espaços, cursos e produções.

 De acordo com a Secretaria Estadual da Cultura (Secult), artistas serão pagos pelo Estado e instituições e grupos culturais receberão pelos Municípios. Para ter acesso ao benefício, trabalhadores do ramo que atuam no estado, incluindo todas as pessoas que participam da cadeia produtiva, como produtores, técnicos, curadores, oficineiros e professores de escolas de arte, devem estar inscritos no Sistema de Cadastro Cultural do Piauí (SICAC), por meio da página www.cultura.pi.gov.br/sicac.

O presidente do Sindicato dos Artistas do Piauí, João Vasconcelos, destaca a importância da iniciativa para a categoria, que foi fortemente impactada pela pandemia. “Nesse momento, estamos orientando os profissionais que realizem o cadastro para que possam ser contemplados. Todos os passos foram dados. O que falta é o governo federal depositar os recursos”, ressalta.

Critérios

Grupos e instituições deverão comprovar pelo menos dois anos de atuação na área cultural. Os artistas devem atender aos seguintes critérios: não ter emprego formal ativo; não ser titular de benefício previdenciário ou assistencial, seguro-desemprego ou programa de transferência de renda federal, exceto Bolsa Família; ter renda familiar mensal per capita de até meio salário-mínimo ou renda familiar mensal total de até três salários-mínimos, o que for maior; não ser beneficiário do auxílio emergencial; e não ter recebido rendimentos tributáveis acima de R$ 28.559,70.(Cidadeverde)

Ex-prefeito que assumiu ter roubado durante sua gestão é expulso de partido

O ex-prefeito de Cocal do Piauí, José Maria Monção, foi expulso do PTB, após discurso polêmico na convenção municipal que confirmou o nome do médico Cristiano Brito (MDB), como candidato a prefeito da cidade, onde admitiu que roubou dinheiro público na época em que foi gestor do município, sendo inclusive preso.

A expulsão foi uma decisão do Diretório Estadual do partido, após a fala de Monção ganhar repercussão nacional.(Silas Freire)

Candidatos tem evitado convidar W. Dias para as convenções

Ao contrário de outros anos, onde o governador W. Dias era presença cobiçada nas convenções municipais, o desgaste do PT e a falta de recursos para realização de obras prometidas ainda no palanque de 2018, tem desmotivado as lideranças a convidarem o governador para suas convenções.

A presença de WD deve se limitar a candidaturas petistas, ou no máximo, a do PL em Parnaíba. A política tem disso, e tudo indica que a onda não é mais vermelha.(Silas Freire)

Advogados de Lula estão entre acusados de desviar de R$151 milhões da Fecomércio-RJ

Advogados de Lula estão entre acusados de desviar de R$151 milhões da Fecomércio-RJTambém são alvos da operação advogados como Tiago Cedraz, filho de Aroldo Cedraz, ministro do TCU

A força-tarefa da Lava-Jato cumpre mandados de busca e apreensão, nesta quarta-feira (9) contra escritórios de advocacia acusados de integrar um esquema que desviou ao menos R$151 milhões do Sistema Fecomércio-RJ, composto pela Federação do Comércio de Bens, Serviços e Turismo do Estado do Rio, Sesc e Senac, entre 2012 e 2018.

Entre os alvos da Operação E$quema S está o escritório Teixeira, Martins Advogados, do advogado Roberto Teixeira, sócio de Cristiano Zanin Martins, responsável pela defesa do ex-presidente Lula.

Os advogados Frederick Wassef (ex-advogado da família Bolsonaro) e Ana Tereza Basílio (defensora de Wilson Witzel) também são alvos de nova fase da Lava Jato

O objetivo dos desvios era montar uma blindagem para manter o empresário Orlando Diniz no comando das entidades. Também há suspeita de malversação de mais R$200 milhões.

Participam da operação, no cumprimento dos mandados expedidos pelo juiz federal Marcelo Bretas, o Ministério Público Federal (MPF), Polícia Federal e a Receita Federal do Brasil.

As buscas e apreensões são desenvolvidos em 50 endereços no Rio, São Paulo e Brasília, incluindo as firmas dos envolvidos e outros escritórios e empresas.

Rafael Fonteles já está sentado na cadeira de governador

Rafael Fonteles está fazendo aquilo que sempre fez. Campanha política e eleitoral. Não é sem razão que o estado tem hoje um déficit de R$ 274,2 milhões em receitas próprias. Isso de acordo com o próprio governo. Só neste ano.

Na charge de Moisés, o cenário atual em Karnak

O secretário de Fazenda nunca cumpriu o seu papel de organizar as finanças do estado. Sua missão ao que tudo indica sempre foi orientar papeis para empréstimos.  Nisso, reforçou o caixa do endividamento. O Piauí deve R$ 5,5 bilhões. E não pode tomar dinheiro emprestado.

Mas o secretário de Fazenda já antecipa seu projeto verdadeiro: fazer política, ser candidato. Ou seja, apenas dar continuidade ao que vem sendo feito. Com uma pequena diferença. Ele praticamente já está sentado na cadeira de governador dois anos antes do pleito.

Já assume atribuições do cargo mesmo antes de qualquer perspectiva de poder. Participa de inaugurações, articula com lideranças, posa para fotografias e vídeos no ombro do governador. Se não fosse o secretário de Fazenda, estaria sendo tachado de “papagaio de pirata”.

Tudo no governo funciona à base de mensagens subliminares. Recentemente falou-se em antecipação do 13° salário. Antecipa-se também a presença de Fonteles no poder. Como se ele fosse o próprio governador. Com antecipação considerável. E isso, claro, tem um objetivo nada subliminar.

Nós revelamos em agosto que a vice-governadora Regina Sousa gostaria de ser candidata. Trabalha com esse objetivo: ser governadora um dia.

Esse momento chegará. Mas será apenas uma governadora tampão pelos nove meses em que Wellington Dias, seu companheiro de partido no PT, se licenciar para disputar, de novo, o Senado.

Eles ficam brincando de fazer política. Se revezando em cargos públicos. E depois dizem: tudo bem, é o povo quem decide. Sim, de fato, é o povo. Mas a que custo?

Regina queria ser governadora de verdade, eleita pelo voto popular, naquela velha decisão que todos conhecem e que muito semelha à impostura. O governador impõe seus resultados eleitorais. Mas o que o dinheiro dos empréstimos têm a ver com isso?

Rafael Fonteles certamente teria melhor explicação. Será ele o candidato a governador. Segundo a perspectiva atual, esse negócio de ficar servindo de “papagaio de pirata” para Wellington Dias em eventos públicos, inaugurações de calçamentos, discursos para servidores, chefetes políticos e populares, isso teria a ver com a ideia do cacique petista em ter na sucessão um candidato com perfil de Rafael Fonteles.

Um garoto-prodígio em assuntos de matemática, mas que não aprendeu a fazer a conta do desenvolvimento do estado do Piauí. Mesmo assim, é reverenciado pelo chefe do Executivo. Deve ter algum valor, certamente.

Pois bem. O prodígio das finanças está sentado na cadeira de governador porque o governo acabou. Porque esgotaram todos os estoques de invencionices do governador para tentar explicar o que não se explica.

Por que o estado parou na sua gestão. Por que o estado não consegue evoluir durante os sucessivos governos que comandou. É por isso. 

Em 1985, na campanha para a prefeitura de São Paulo, Fernando Henrique Cardoso, então no PMDB, sentou na cadeira de prefeito algum tempo antes da votação. Todos sabemos no que deu. (Toni Rodrigues)

Deputada Lucy denuncia falta de equipamento em hospital regional

O Hospital Regional Justino Luz, na cidade de Picos, atende cerca de 600 mil habitantes da macrorregião que inclui o Vale do Guaribas, Sambito e Canindé. No entanto, após seis meses de pandemia, equipamentos essenciais ao tratamento de pacientes com covid-19, como gasômetro, não funcionam. A denúncia é feita pela deputada estadual Lucy Soares (Progressistas), que visitou o local no último sábado (5). 

O gasômetro é um instrumento utilizado para medir o nível de oxigênio no sangue; é através dessa medição – associada a outras condições clínicas – que o profissional de saúde determina se o paciente deve ser entubado ou não.  De acordo com Lucy, o equipamento da ala covid existe, mas está quebrado.

Para a deputada, a ausência de um equipamento tão importante demonstra incoerência entre o que é anunciado, desde abril, pela Fundação Hospitalar do Piauí (FEPISERH) e pelo Governo do Estado, e a real situação estrutural da unidade de saúde. Ambos afirmam que o hospital vem recebendo reforço na sua estrutura física e de pessoal para enfrentamento da covid-19. Em março, por exemplo, O Ministério da Saúde aprovou recursos da ordem de R$ 2.400.000 para o Hospital Regional Justino Luz. 

Lucy acrescenta que, diante da alta taxa de transmissibilidade da covid-19 na região, enfermarias e UTIs deveriam ser melhor equipadas e organizadas. “Além desses problemas, observamos que não há uma organização adequada no hospital para paramentação e desparamentação com os equipamentos de proteção individual (EPI). O fluxo nos corredores também precisa ser melhorado urgentemente, pois, nessas áreas, pacientes infectados e não infectados utilizam as mesmas instalações”, acrescenta Lucy Soares. (Toni Rodrigues)

“Sempre me relacionei bem com todos os governos”, diz Ciro Nogueira

O senador Ciro Nogueira (Progressistas) se pronunciou mais uma vez na manhã dessa segunda-feira (07) sobre a aliança firmada com o presidente Jair Bolsonaro (sem partido) e o rompimento com o governo de Wellington Dias (PT) no Piauí. O parlamentar afirmou que sempre se relacionou bem com todos os governos, desde que estes ajudassem o Piauí.

Em um vídeo enviado à imprensa, Ciro falou que sempre buscou fazer escolhas pensando no progresso do Piauí. “Na política, como na vida, é preciso fazer escolhas, e fazer a escolha certa é uma grande responsabilidade dos homens públicos, porque suas decisões impactam a vida de milhares de pessoas. Para mim, escolher o certo sempre foi escolher o melhor para o povo do Piauí”, declarou.

Para o senador, o Piauí possui inúmeros desafios e contar com o apoio do Governo Federal faz toda a diferença. “Nosso estado tem enormes desafios, e ter o Governo Federal como parceiro faz toda a diferença, por isso jamais coloquei obstáculos para conversar com nenhum presidente eleito pelo povo brasileiro, qualquer que fosse o partido”, enfatizou.

O presidente nacional do Progressistas reforçou que seguirá tomando decisões que coloquem o Piauí em primeiro lugar, e que vai caminhar ao lado de Jair Bolsonaro enquanto ele estiver ajudando o Piauí e o Brasil.

“Sempre me relacionei bem com todos os governos, desde que ajudem o Piauí, com o presidente Bolsonaro não foi diferente, e enquanto ele estiver ajudando o Piauí e o Brasil, minha escolha é caminhar ao seu lado, acredito que o governo do PT do Piauí, ao fazer oposição ao presidente Bolsonaro por questões político-partidárias, em um momento econômico tão crítico, faz todo o Piauí perder. Um governante deve escolher o melhor para seu povo, não para seu partido. Sigo fazendo as escolhas certas para o povo do meu estado, sigo fazendo as escolhas que colocam o Piauí em primeiro lugar”, finalizou.(Gp1)

Confissão de roubo vai custar mais uma prisão a José Maria Monção

O ex-prefeito José Maria Monção roubou, literalmente, a cena durante a convenção para escolha dos candidatos do MDB na cidade de Cocal, ao confessar que meteu a mão no dinheiro público.

Esqueceu, que foi condenado pela Justiça Federal a 7 anos 8 meses de prisão pelo crime de peculato, no mês de junho.

O “sincericídio” deverá ser lembrado pelos julgadores quando do julgamento da apelação e recursos cabíveis. Pelo visto, vai ser preso pela terceira vez, é questão de tempo…(Herbert de Sousa)

Ciro x Fonteles: A corrida por 2022 já começou

Ainda nem passamos pelas eleições municipais e já já podemos presenciar os acirramentos em torno dos nomes dos possíveis candidatos ao governo no ano de 2022. Pelo Progressistas, o senador Ciro Nogueira, no lado de Wellington Dias, as especulações giram em torno do secretário de Fazenda, Rafael Fonteles, que inclusive, desfila com toda pompa de candidato em solenidades no interior do estado.

Esse fim de semana, por exemplo, não foi diferente, Ciro esteve nas cidades de Parnaíba e Piripiri, ao Norte do estado, e Fonteles em Picos e Ipiranga, na região Sul. Em ambas as partes, o posicionamento de cada um deu a entender que a corrida rumo ao Karnak já está começando de agora. Eita povo apressado!(Silas Freire)

Marden admite possibilidade de disputar o governo do Piauí em 2022

Na convenção que homologou as candidaturas do prefeito Luiz Menezes (PP) e do vice-prefeito Muriel Queiroz, à reeleição em Piripiri, o deputado estadual Marden Menezes (PSDB) sinalizou a possibilidade de disputar o governo do Piauí nas eleições de 2022.

Diante do senador Ciro Nogueira (Progressistas), nome cotado para a disputa, Marden afirmou a intenção de apoiar o congressista caso ele seja mesmo candidato. Do contrário, afirmou que seu nome está à disposição das oposições ao governo Wellington Dias (PT).

“Se o senhor, senador, disputar o Governo contra o PT terá o meu apoio. Caso não seja, o meu nome estará à disposição, por que não? Terá o nome do prefeito Firmino e o meu. E aí o povo é que decidirá”, afirmou Menezes.(Apoliana Oliveira)