Seduc: seleção sob suspeita

O governo cantou em prosa e verso a seleção para a escolha dos gerentes de educação como uma revolução e o fim da politização no setor.

Pois não é que o discurso moralizador já está sendo questionado?

É que para concorrer ao cargo a pessoa tinha que ser funcionário de carreira da Educação, com dois anos de experiência em sala de aula e/ou em gestão escolar.

E há denúncia de que uma das aprovadas, Ivanilde Oliveira de Castro, nunca pisou em uma sala de aula e nem dirigiu escola alguma.

Tirar o Senado das páginas policiais

Por: Carlos Chagas

Denúncias para valer foram feitas pelo senador Pedro Simon na quarta-feira, durante sessão da Comissão de Constituição e Justiça do Senado que criou uma subcomissão para propor a reforma administrativa da casa. O representante gaúcho informou serem 13 mil os funcionários postos à disposição de 81 senadores, entre concursados, ocupantes de cargos em comissão e terceirizados. A TV-Senado, em suas palavras, é mais luxuosa e bem equipada do que a TV-Globo, enquanto a Polícia Legislativa equipara-se às polícias do Exército, Marinha e Aeronáutica. Para o senador, a hora é de se criar uma nova ordem no Senado, já que deu em nada a reforma encomendada pelo presidente José Sarney à Fundação Getúlio Vargas.

Simon desabafou, afirmando que a cada ano o Senado ocupa mais espaços nas páginas policiais do que nas páginas políticas dos jornais, por conta de notícias sobre escândalos e similares. É preciso coragem para a mudança. Importa acabar com a omissão, pela qual todos são culpados, inclusive ele, com quatro mandatos. Apelou aos novos senadores para que liderem a reforma, não se deixando contaminar pela postura dos braços cruzados.

A subcomissão, se aprovada pelo plenário, terá 90 dias para propor alterações de vulto nas estruturas e no funcionamento do Senado, a começar pela proibição de senadores viajarem ao exterior com diárias e passagens pagas pelos cofres públicos. O presidente da CCJ, Eunício Oliveira, prometeu total transparência nos trabalhos. Será que desta vez acontece alguma coisa?

Deu no Claudio Humberto:

Aumento impostos deixará cerveja
mais cara

Contrariando compromissos eleitorais da presidenta Dilma, a insaciável Receita Federal ameaça aumentar em 8% a carga tributária da indústria de bebidas geladas (refrigerantes, isotônicos, chás, cervejas e águas minerais). A indústria tenta negociar reajuste próximo da inflação, 5,5%, mas a Receita permanece irredutível. Confirmado o aumento, a cerveja e demais bebidas ficarão mais caras e a indústria deve cancelar
 investimentos de R$ 7 bilhões previstos para este ano.

Estado burro

Investindo R$ 5 bilhões em 2010, a indústria de bebidas recolheu R$ 1 bilhão a mais em impostos. Agora, deverá haver “desinvestimento”

Aumento a professores é necessário, diz ex-Secretário da Educação

O Ex-Secretário da Educação do Piauí Antonio José Medeiros considera possível o governo estadual conceder algum reajuste aos professores mesmo com a remuneração em vigor acima do novo piso nacional salarial de R$ 1.187. A categoria está em greve há mais de 15 dias e reivindica o aumento dos atuais R$ 1.254 para cerca de R$ 1.500.

O reajuste do piso nacional salarial foi de 15,85%. Os professores das escolas públicas do Estado do Piauí defendem acima de 16%. “Eu acho difícil o governo conceder tanto, mas é necessário o reajuste anual, independente do Estado já pagar acima do piso. É preciso sempre valorizar os professores com a melhoria da remuneração”, afirma.

Antonio José agora trabalha na Diretoria de Acompanhamento dos Planos de Educação em Brasília. Ele destaca que não se posiciona como um gestor do Ministério da Educação (MEC), mas como ex-secretário da pasta no Piauí: “Eu reconheço que o Piauí passa por dificuldades financeiras, no entanto, é possível aumentar a remuneração com pelo menos o índice de inflação e mais alguma coisa.”

A proposta de Antonio José Medeiros é destinada ao Secretário Átila Lira e aos professores em greve: “Deve-se negociar dentro de uma realidade orçamentária, e que o governo entenda que reajuste anual faz parte da política de valorização do magistério.”

Também seria possível conceder negociar um reajuste porque o Piauí (e seus municípios) está entre os nove Estados que terão direito à complementação de recursos federais para assegurar o pagamento do piso nacional salarial, desde que atenda aos critérios já definidos pelo MEC: aplicação de 25% das receitas na manutenção e no desenvolvimento do ensino (antes era 30%); preenchimento do Sistema de Informações sobre Orçamentos Públicos em Educação (Siope); cumprimento do regime de gestão plena dos recursos vinculados para manutenção e desenvolvimento do ensino; implantação de plano de carreira para o magistério, com lei específica; demonstração cabal do impacto da lei do piso nos recursos do Estado ou município. “Quanto ao último critério, acho que os Estados beneficiados terão que negociar com o Governo Federal”, opina Antonio  José.(Mauro Sampaio)

Senadores antecipam Carnaval e contribuinte samba

Lula Marques/Folha

Para o brasileiro comum, o Carnaval começa no sábado. Para o grosso dos senadores, a folia foi inaugurada ontem, quarta-feira (2).

Sem alarde, produziu-se um acordo que envolveu o alheio. Suas Excelências entraram com o batuque. Você entrou com o bolso.
O Senado absteve-se de realizar votações vespertinas. Eliminou-se o trabalho, não o salário. Desconto? Nem pensar.
Pela manhã, algumas comissões ainda funcionaram. À tarde, o plenário foi convertido no oco do vazio.
No oficial, 60 dos 81 senadores registraram presença. No paralelo, dez gatos pingados deram as caras no plenário, informa a Folha.
A foto lá do alto, clicada pelo repórter Lula Marques no meio do dia, exibe o tetrapresidente Sarney acenando para um colega em meio ao ermo de cadeiras baldias.
Àquela altura, o quórum já se havia transferido para o aeroporto da Capital.
Excetuando-se os baianos, submetidos a um Carnaval eterno, os brasileiros ordinários voltam ao batente na próxima quarta (9).
No Senado, o expediente dito normal só será retomado daqui a quase duas semanas, em 15 de março. Deve suceder o mesmo na Câmara.

Famoso pelo bloco de sujos, o Legislativo promove o velho baile. A marchinha é integralmente feita de breque. O patrocínio é do déficit público.

No baile dos congressistas, quem samba é o contribuinte. Vai à bolsa da Viúva uma sucessão de 11 Quartas-feiras de Cinzas. Skindô-skindô…

Escrito por Josias de Souza

A POSE DO “PRESIDENTE”

Olhem o email que mandaram pro Xiquinho aqui:
“Gente, fui visitar um amigo na TV ANTARES e fiquei passada ao ver descendo de uma “pickup” o futuro presidente Luciano Paes. Eram três fortões que o acompanhavam. Eis o ritual que assisti: Um dos fortões desce, abre a porta para o Luciano; um outro pega a agenda e o celular e o outro vai para a porta de acesso para impedir que as pessoas falem com ele. Nem o Wilsão é assim.
Falando mais:
“Aliás, ao entrar na Antares, nunca vi tanta gente feia e esquesita por lá, ninguém do meio jornalistico, agora, muitas bibinhas novas, aguardando um contra-cheque. Ah! e me disseram por lá, que o Luciano não fala, não valoriza e nem quer acordo com os funcionários de lá, quem está comandando tudo são os que ele levou, sem serem nomeados ainda e são muitos viu e tome a tal cooperativa!!! Imagina quando o luciano e os outros forem nomeados de verdade!!! bjim”. Do Portal AZ. Coluna do Xico Pitomba.

//

//

Deu no Claudio Humberto (Bronca Geral):

Dilma e as mulheres

Eu não assistí o tal programa em que a nossa Presidente, deu entrevista e ensinou a fazer omelete, segundo o noticiário geral. Mas o que me impressiona é ela querer enfatizar o termo “a presidenta”, simplesmente para enganar as mulheres. Quando na verdade o arrocho atinge indiscriminadamente homens e mulheres. Ora ! dizer que as mulheres agora podem, não é verdade, pois as mulheres já labutavam, muito anos antes da guerrilheira.

Jorge Santos
Araruama -RJ

Deputada cobra recuperação de ponte no litoral piauiense que já apresenta rachaduras

A ponte foi inaugurada há mais de 30 anos, ainda na primeira gestão de Alberto Silva como governador do Piauí.
A deputada Juliana Moraes Souza (PMDB), apresentou na terça-feira (1) requerimento na Assembléia Legislativa do Estado, solicitando ao Governador do Estado do Piauí, que seja adotado providências junto aos órgãos competentes desta administração, com o objetivo de que seja executada com urgência a recuperação da Ponte Simplício Dias.
                                                        Dep. Juliana Moraes Sousa
A ponte é uma importante via de acesso a municípios do litoral piauiense, construída na década de 70, e passa por diversas dificuldades em sua estrutura física.

A ponte Simplício Dias já apresenta rachaduras e a população questiona ainda que basta um veículo pesado passar que a ponte balança. A ponte foi inaugurada há mais de 30 anos, ainda na primeira gestão de Alberto Silva como governador do Piauí.(GP1)
AGORA EU QUERO VER

Primeiro foi o vice- governador, parnaibano Moraes Sousa Filho, chamando pra sí a responsabilidade de recuperar a ponte; agora, a primeira dama da vice-governadoria e deputada estadual, Juliana. Se o governo  Wilson Martins não consertar a ponte, a moral do casal vai ficar em baixa. Muito baixa….

Prefeito diz que Luís Correia não tem mais vagas em casas e hotéis

Expectativa é que 10 mil cearenses passem o Carnaval no litoral do Piauí

O prefeito de Luis Correia, Kim do Caranguejo, disse que o município está pronto para o Carnaval. Não há mais vagas nos hotéis ou casas disponíveis para alugar. A expectativa é que cerca de 10 mil cearenses passem o feriadão no litoral piauiense.
Otimista, Kim do Caranguejo afirma que a infraestrutura está pronta e apela ao governo do Estado para que garanta que não falte água e energia no período, como acontece tradicionalmente.
“O trabalho foi feito para que esse ano não possa faltar nada, para dar estrutura melhor e fazermos um dos melhores carnavais do Piauí. Luis Correia é uma cidade litoranea, com praias lindas. Nós nos organizamos e está tudo programado para um Carnaval bonito, alegre”, disse o prefeito.
Justiça itinerante
Durante os dias do Carnaval Luis Correia receberá uma equipe do programa Justiça Itinerante, que auxiliará na solução dos crimes que ocorrerem na região. Segundo o prefeito, se alguém for pego cometendo algum delito o julgamento será feito imediatamente.(cidadeverde.com).
Prestatenção, KIM!
O prefeito Kim do Caranguejo, hoje, ao que se comenta, próspero fazendeiro, só parece, mas não tem demonstrado grandes amores por Luis Correia, muito menos pela população. Enrolado também na justiça, poderá ser mais prefeito do Piauí cassado, segundo expectativa geral.
A cidade, que deveria se mais cuidada o ano todo, vira virine neste período de alta estação. E haja o prefeito falar abobrinhas!!! É do PSB, partido do governador Wilson Martins.
Pobre é da população: depois de aguentar um Luís Pedrosa e um Toinzinho, engolir agora o kim do Caranguejo, é castigo pra mais de metro. De boa.

FRASE DO DIA

“O PDT tem um programa histórico, sempre defendeu os direitos dos trabalhadores, e se o PT abandonou os trabalhadores, a culpa não é nossa. Manda o PT se f… Estou de saco cheio deles já.”
Deputado federal Paulo Pereira da Silva (PDT-SP), o Paulinho da Força Sindical

Acredite! eles falaram isso:

Março começou com uma série de declarações que beiram ao bizarro, ao ridículo, quando não à ofensa à inteligência do brasileiro que não tem analfabetismo funcional. Vejamos:
 
  

AS PÉROLAS DA QUARTA FEIRA

“Eles [a oposição] brincavam dizendo que o chefe de família ia lá e comprava cachaça. Não vamos incentivar isso, mas, mesmo que uma família compre uma cachaça por mês, são 11 ou 12 milhões de garrafas de cachaça. Isso ajuda toda a economia”.
( Acredite, palavras do líder do Governo, Candido Vacarezza, sobre o Bolsa Família)
(Folha Online) 

Ninguém resiste’, diz Sarney sobre Congresso vazio para o carnaval
(G1)

  Gisele Soares diz que nunca casaria por dinheiro. Não sei quem é a moça, mas que menina mentirosa, gente!

 
 (Cidinha Campos, no twitter)

 

Políticos foliões não querem saber de carnaval em 2011

Ao contrário do que ocorreu em fevereiro de 2010, quando políticos de todo País – em grande parte pré-candidatos a deputado, senador, governador e presidente – se revelaram foliões de primeira hora, no próximo feriado de carnaval os ex-candidatos, eleitos ou não, devem curtir as festas de maneira bem mais discreta, informa o portal Último Segundo.
Em 2010, a então ministra-chefe da Casa Civil Dilma Rousseff curtiu o Galo da Madrugada em um camarote em Recife, capital pernambucana. A maratona de pré-candidata teve, ainda, passagens pelo carnaval de Salvador e do Rio. Neste ano, no entanto, a presidenta planeja relaxar em uma praia do Nordeste com mãe, tia, filha e neto.  Há exatamente um ano, o então governador de São Paulo José Serra, na ocasião pré-candidato à Presidência, brincou com Ivete Sangalo no circuito Osmar, em Salvador. Agora candidato derrotado, o tucano até o momento não confirmou presença em nenhuma grande festa.(Blog do MagnoMartins)

Avenida Chagas Rodrigues recebe arquibancadas para o carnaval de Parnaíba

Teve início nesta segunda-feira (28) a montagem das arquibancadas contratadas pela Prefeitura de Parnaíba para o público que vai assistir os desfiles carnavalescos na Avenida Governador Chagas Rodrigues, em Parnaíba. A estrutura consiste em oitenta metros de arquibancadas, divididas em cinco módulos, com capacidade total para receber aproximadamente cinco mil pessoas.
Na programação do carnaval 2011 promovida pela Prefeitura de Parnaíba, desfilarão domingo, na Avenida Chagas Rodrigues, a partir das 19h, as escolas Nova Parnaíba no Samba, Império do Cais e Unidos da Ponte. Na terça-feira de carnaval, a partir das 17h, passarão pela avenida os blocos carnavalescos Vira-Lata, Apolo Onze, Arrastão da Ema, Flanaíba, Os Cavernosos, Bloco da Estação, Macacal, Planeta da Diversidade, Bloco das Tesouras, Bloco Sem Futuro e Pulga na Balança.
Texto: Romualdo Neves

Vegeflora supera obstáculos e torna-se empresa modelo em Parnaíba

Depois de enfrentar um período de problemas, quanto à exportação do jaborandi, o que levou a empresa suspender sua produção comercial, causando uma grande crise. A empresa Vegeflora deu a volta por cima e voltou para o mercado.
Localizada na cidade de Parnaíba no estado do Piauí, a Vegeflora é uma farmoquímica fabricante de insumos para a indústria farmacêutica, produz sais de pilocarpina, princípios ativos utilizados principalmente em formulações de medicamentos indicados no tratamento de pacientes que sofrem de glaucoma, extraídos a partir das folhas do Pilocarpus microphyllus Stapf (jaborandi).
A Vegeflora é uma empresa do Grupo Centroflora e seguem normas das Boas Práticas de Fabricação (BPF) e é inspecionada regularmente pelo Governo Norte-Americano (Food and Drug Administration – FDA), que a autoriza a produzir e comercializar sais de pilocarpina (Cloridrato e Nitrato de pilocarpina) para consumo humano.
Por: Tacyane Machado

JUSTIÇA DESMONTA O PT DO PIAUI

Aos poucos a Justiça está desmontando o Partido dos Trabalhdores no estado do Piauí. A cassação do prefeito de Esperantina, Francisco Antonio Filho foi maum capítulo nessa história que começou após a eleição de 2004. Já passam de cinco, os prefeitos do PT cassados pela Justiça Eleitoral e Justiça Federal.
Todos por abuso do poder econômico, politico, desvio de recursos e não prestação de contas. Foram cassados dentre outros, os prefeitos de Alagoinha, São Pedro, N.S, dos Remédios, São Raimundo Nonatoa e, por último, Esperantina. Até um vereador da capital, Décio Solano teve o mandato cassado, fato que surpreendeu a todos, inclusive a imprensa. Na esteira das punições, nem o maior líder politico do partido, o senadaor Wellington Dias e o líder espiritual, padre Herculano Negreiros, escaparam.
W.Dias foi multado pelo TRE em 100 mil reais, por abuso do poder na eleição de 2006. Recorreu ao TSE que manteve a punição, alterando apenas o valor da multa de 100 para 30 mil reais. Negreiros, prefeito de São Raimundo Nonato, foi cassado pela Justiça Federal por não prestar contas de verbas do Fundeb na sua 1§ gestão. Recorereu e continua no cargo. Até mesmo quem não é politico, mas filiado ao partido acabou sendo punido. É o caso da professora Lucile Moura que foi apenada com o instituto da inelegibilidade por oito anos e multa de 30 mil reais no processo que cassou o prefeito de Esperantina. O deputado Merlong Solano por pouco não fica inelegível. Foi salvo no TRE pelos votos dos magistrados Valter Rebelo, Manoel Dourado e do relator do processo de Esperantina, juiz Pedro Alcantara Macedo.
AVALIAÇÃOEses fatos tem deixado os dirigentes petistas preocupados. A coluna ouviu o presidente, deputado Fábio Novo. Ele declarou que, o partido respeita as decisões judiciais, mas discorda. Por isso, tem recorrido de todas. Para Fábio Novo, especialmente no caso de Esperantina, houve injustiça. Não há, segundo ele, em todo o processo, alguém, que tenha dito, ter sido beneficiado em troca de votos. Além disso, o partido vai pedir a nulação do julgamento, porque o juiz Luiz Viana não poderia participar da sessão, porque havia quorum suficiente. “Sua convocação foi ilegal”, diz Novo. O caso vai ao TSE.
GOVERNO TIRA O PIAUÍ DO ” BOLSA FORMAÇÃO”O governo federal excluíu o estado do Piauí do projeto “Bolsa Formação”, uma ajuda que o Ministério da Justiça dava todo mes aos policiais Militares para complementação salarial. O proteto foi criadao em 2009 pelo presidente Lula e se estendeu por todo o ano de 2010. Os PMs recebiam R$ 400 título de gratificação. No dia 3 de fevereiro deste ano, o Diário da União publicou portaria do Minstro da Justiça, excluindo o Piauí do projeto. No incio eram 3.500 Militares beficiados. Aos poucos esse percentual foi sendo reduzido até chegar ao cancelamento.

Por: Pedro Alcântara

Bancada do PI gasta verba indenizatória com avião, gasolina e chocolates

Da Redação do Portal AZ

A bancada piauiense na Câmara dos Deputados gastou R$ 57 mil, em apenas 30 dias de trabalho. O valor corresponde ao que os deputados piauienses utilizaram da cota mensal para o exercício da atividade parlamentar (antiga verba indenizatória) em fevereiro, primeiro mês da nova legislatura e período em que o novo salário mínimo foi definido, discutido e aprovado. O montante desembolsado, pelos parlamentares, é o equivalente a 104 salários mínimos.

Porém, essa cifra de R$ 57 mil pode ser muito maior, já que os congressistas têm 90 dias para apresentar a nota fiscal. Todos os meses, cada parlamentar tem R$ 15 mil de cota para gastar na manutenção de seu mandato. Dividindo esse valor entre os deputados que compõem a bancada do Piauí, dá uma média de quase R$ 5,2 mil. Entretanto, a disparidade entre os gastos parlamentar por parlamentar é enorme.

De acordo com o site da Câmara dos Deputados na internet, no link transparência, os gastos entre os deputados piauienses variam de apenas R$ 55,27 a R$ 16.364,15. Esses são os valores do parlamentar que gastou menos e o que utilizou todo o recurso daquele mês e mais um extra do mês seguinte, já que também existe esta possibilidade. Os deputados que fizeram esses gastos, respectivamente, foram Assis Carvalho (PT) e Osmar Júnior (PCdoB).

O detalhe é que o parlamentar petista, de primeiro mandato, utilizou apenas R$ 55,27 para pagar serviços postais. O restante do recurso disponibilizado para Assis Carvalho em fevereiro poderá ser utilizado em março. Já o comunista Osmar Júnior, que está no 2º mandato, desembolsou pouco mais de R$ 16,3 mil em combustíveis (R$ 550), divulgação da atividade parlamentar (R$ 10 mil), Locação de veículos (R$ 5 mil), serviço postal (R$ 569) e telefonia (R$ 244).

Entretanto, tiveram ainda algumas especificações nos gastos que chamam atenção. Uma delas é que todos os meses, cada deputado tem direito a R$ 4.500 (mais de oito salários mínimos) para consumir em gasolina. O valor é acumulativo. Enquanto alguns parlamentares do Piauí limitam-se a gastar R$ 500 ou R$ 1,5 mil por mês, outros fazem questão de não deixar poupar um só centavo. É o caso de Júlio César (DEM).

 
O que eu acho:
 
São esses “garridos” representantes do povo piauiense, que chegam por aqui arrotando compromisso com o coletivo, quando, na verdade, os atos da maioria deixam explícito que a prioridade maior é com os interesses deles, pessoais. E haja aproveitar as mordomias. Vivem lambendo as botas do governo, mas não têm moral algum de trazer para o Estado obras que façam a diferença.Liberar emendas parlamentares já está pra lá de bom. Ou não?

Deputado Paes Landim pede ao governador que a sede da ZPE de Parnaíba seja no próprio município

Deputado Paes Landim.
O deputado federal Paes Landim(PTB) enviou ofício ao governador Wilson Martins solicitando a fixação da sede administrativa da Zona de Processamento de Exportação(ZPE) de Parnaíba no próprio município. Atualmente a sede da ZPE de Parnaíba encontra-se estabelecida em Teresina, à Avenida Industrial Gil Martins,1810, o que tem causado insatisfações e protestos da população parnaibana e de lideranças locais. Na mesma correspondência o representante piauiense na Câmara Federal ressaltou o trabalho desenvolvido pela Prefeitura de Parnaíba e lembrou as presenças do prefeito José Hamilton Castelo Branco e do vice-prefeito Florentino Neto no plenário da Câmara Federal no momento da votação e aprovação da Lei nº 11.508/2007, que disciplina o funcionamento das ZPEs do Brasil. O deputado considerou o gesto uma demonstração da atenção com que acompanharam todos os trâmites relativos às ZPEs no Congresso Nacional.
Paes Landim assinala em seu ofício enviado ao Palácio de Karnak no dia 14 de fevereiro, que participou de várias reuniões em Teresina, Parnaíba e Brasília, a respeito da ZPE, sempre com as presenças do secretário estadual de Planejamento Sérgio Miranda, do economista Pádua Ramos e do prefeito José Hamilton ou do vice-prefeito Florentino Neto, tratando da participação do município de Parnaíba na localização e organização da ZPE. O representante federal relatou ainda que a Prefeitura de Parnaíba sempre contou com a orientação do presidente da Abrazpe, Helson Braga, que esteve por duas vezes na cidade a convite do município. “Nessas tratativas ficou avençado que a Prefeitura Municipal participaria com 10% do capital da empresa administradora da ZPE, cuja sede se fixaria em Parnaíba”, afirmou.
Paes Landim finaliza o ofício ao governador Wilson Martins, com um apelo: “Diante do exposto, testemunhando o esforço do município de Parnaíba, representado pelo Prefeito José Hamilton e sua equipe, em ver concretizada a instalação da ZPE de Parnaíba, é que tomo a liberdade de solicitar a Vossa Excelência, com devida vênia, reexaminar a localização da sede da Empresa Administradora da ZPE de Parnaíba, que deveria continuar sendo naquela cidade”.
            Leia, a seguir, a transcrição completa do ofício enviado pelo deputado federal Paes Landim, ao governador Wilson Martins, pedindo a fixação em Parnaíba, da sede da ZPE.
……….
OFÍCIO GDPL Nº  007/2011
Brasília-DF, 14 de fevereiro de 2011.
A Sua Excelência o Senhor
Wilson Martins
Governador de Estado do Piauí
Palácio de Karnak
Teresina-PI
Senhor Governador
Com meus respeitosos cumprimentos, peço a devida vênia ao eminente Governador para expor e, ao final, solicitar o seguinte:
1. conforme os anais da Câmara podem atestar fui um dos mais incisivos defensores da atual legislação que favoreceu o estabelecimento e funcionamento das ZPE’s no Brasil (Lei 11.508/2007);
2. fui, inclusive, um dos poucos parlamentares que encaminhou a votação do projeto de lei que se transformou na lei citada, cuja relatoria coube ao ilustre Deputado Henrique Alves;
3. é de justiça assinalar, que no mesmo dia da votação se encontravam presentes no plenário da Câmara o atual prefeito e vice-prefeito de Parnaíba, José Hamilton Furtado Castelo Branco e Florentino Véras, respectivamente, tal a atenção com que acompanharam todos os trâmites relativos às ZPE’s no Congresso Nacional;
4. participei de várias reuniões, a respeito, em Teresina, Parnaíba e Brasília, sempre com as presenças do Dr. Sérgio Miranda, secretário de Planejamento, Pádua Ramos e o prefeito ou seu representante, sempre o Dr. Florentino Véras, discutindo a participação da municipalidade parnaibana na localização e organização da ZPE de Parnaíba;
5. todas as tratativas pertinentes a ZPE de Parnaíba foram combinadas com o então Governador Wellington Dias, que inclusive repassou recursos para a Prefeitura de Parnaíba adquirir o terreno para a instalação da ZPE naquela cidade;
6. estive inclusive, no Rio de Janeiro, juntamente com o prefeito e vice-prefeito de Parnaíba e Dr. Pádua Ramos, além do secretário Sérgio Miranda, participando do I Fórum Brasileiro das ZPE’s realizado, salvo engano, em 2009 e, agora, gentilmente convidado pelo Dr. Mirócles Véras, compareci a instalação do II Fórum Brasileiro de ZPE’s realizado em Recife no dia 21 de janeiro do corrente ano;
7. a Prefeitura de Parnaíba sempre contou com a orientação do Dr. Helson Braga, Presidente da ABRAZPE – Associação Brasileira de Zonas de Processamento de Exportação, que inclusive, a convite da Prefeitura, esteve em Parnaíba por duas vezes;
8. nessas tratativas ficou avençado que a Prefeitura Municipal participaria com 10% do capital da empresa administradora da ZPE, cuja sede se fixaria em Parnaíba;
Diante do exposto, testemunhando o esforço do município de Parnaíba, representado pelo Prefeito José Hamilton e sua equipe, em ver concretizada a instalação da ZPE de Parnaíba, é que tomo a liberdade de solicitar a Vossa Excelência, com devida vênia, reexaminar a localização da sede da Empresa Administradora da ZPE de Parnaíba, que deveria continuar sendo naquela cidade.
Colocando-me a inteira disposição de Vossa Excelência, para eventual abordagem do assunto, subscrevo-me com manifestação de minha estima e consideração.
Atenciosamente,
Deputado PAES LANDIM
………
Texto: F.Carvalho

A greve é cruel

 Por: Zózimo Tavares

Os professores da rede estadual de ensino, em greve desde o último dia 14, data da abertura do ano letivo de 2011, têm razão em todas as suas reivindicações. Não é possível trabalhar sem o piso salarial aprovado já há mais de dois anos. Também não é possível trabalhar com as escolas nas condições em que se encontram.
Como se sabe, em muitas escolas da rede estadual de ensino a situação é precária. O próprio secretário de Educação, deputado federal Átila Lira, reconhece que somente em Teresina pelo menos 10% das escolas estaduais são um desastre, quanto ao aspecto de suas condições físicas e também de equipamentos.
Se esse número chega a 10% na boca do secretário de Educação, é porque certamente ele é bem maior. O secretário andou pelas escolas e viu muro caído, infiltrações, teto necessitando de reparo, banheiros em condições deploráveis, bebedouros sem funcionar e capim tomando conta de escola. Não é possível dar aula numa escola assim.
Se todas as reivindicações dos grevistas são justas, como já se disse, muitas reclamações do Governo do Estado também são pertinentes. Por exemplo: o atual governo está começando e precisa de um voto de confiança. O governo passado ficou 8 anos no poder sem ser incomodado pelas lideranças dos sindicatos.
Onde estavam os professores, nos últimos oito anos, que não viram as escolas públicas sendo sucateadas? Uma escola não se acaba da noite para o dia. Mas as lideranças da greve pouco falaram da depredação das escolas. Se falaram, não foi com a veemência de agora, quando colocam a recuperação das escolas como ponto inegociável para o fim da greve.
O início do período letivo já foi retardado em duas semanas. A radicalização está sendo observada dos dois lados – do governo e dos grevistas. Depois, de algum modo, eles acabarão se entendendo. Os alunos da escola pública é que ficarão no prejuízo. Eles são vítimas indefesas de uma greve que, embora seja um instrumento de pressão cabível, é cruel para todos eles, os estudantes.

Florentino Neto defende projetos de Parnaíba junto a representantes na Câmara e no Senado

O vice-prefeito de Parnaíba (PI), Florentino Neto, representou o prefeito José Hamilton Castelo Branco em Brasília, entre os dias 23 e 25 de fevereiro durante agenda administrativa em ministérios e encontros de trabalho com os senadores João Vicente Claudino e Wellington Dias e com os deputados federais Paes Landim, Assis Carvalho e Iracema Portela.

Na quarta-feira, o vice-prefeito participou de reunião na Secretaria Nacional do Patrimônio da União, onde buscou a viabilização de projetos habitacionais no município. Na quinta-feira Florentino Neto participou de reunião com o Ministro das Cidades, Mário Negromonte, e um representante do Ministério da Cultura, tendo em pauta as providências para a construção de uma Praça do PAC em Parnaíba.

Na mesma ocasião o vice-prefeito de Parnaíba pediu apoio do Ministério das Cidades para a execução de obras estruturantes nas proximidades dos diversos conjuntos habitacionais construídos recentemente ou ainda em construção na cidade de Parnaíba.

Na sexta-feira, Florentino Neto reuniu-se, no Ministério da Saúde, com o coordenador nacional do Programa de Combate à Dengue, Giovanni Coelho, a quem apresentou dados das ações de combate ao aedes aegypti no município.(Gp1)

Trabalhadores em Educação permanecem em greve

Os trabalhadores em educação pública estadual decidiram permanecer em greve por tempo indeterminado até que o governo apresente uma proposta concreta e por escrito para a categoria. A deliberação foi tomada em assembléia geral realizada na manhã dessa segunda-feira, 28 de fevereiro. O movimento grevista já entrou na terceira semana e, uma nova assembléia foi marcada para quarta-feira, dia 02 de março, às 15 horas, no pátio da Assembléia Legislativa Uma audiência pública também vai acontecer no Plenarinho da Assembléia legislativa para discutir a greve na educação.

De acordo com a presidenta do SINTE-PI, odeni Silva os trabalhadores em educação querem uma proposta por escrito e, a greve só vai acabar quando o governador Wilson Martins tomar uma posição em relação ao piso salarial da categoria. “O governo estadual disse que só iria negociar depois que o piso fosse fixado. O governo federal fixou o piso e até o momento o secretário Átila Lira, nem o governador Wilson Martins se pronunciaram se vão cumprir ou não o piso nacional da educação. Por isso, as escolas irão continuar paradas e os trabalhadores em greve”, afirmou Odeni.

Após a assembléia geral, os trabalhadores partiram em passeata até o Palácio de Karnak, para reclamar mais uma vez do descaso do governador Wilson Martins com a educação piauiense. Em frente ao Karnak, os manifestantes protestaram contra a arbitrariedade do governo, que se recusa a receber a categoria para negociar. “Estamos aqui numa manifestação pacífica, porém de enfrentamento contra esse governo autoritário, que não quer negociar. Viemos aqui para dizer que queremos que o piso seja cumprido. Nós queremos voltar a trabalhar, mas o governo tem que dá condições mais dignas de trabalho para nós”, disse o secretário de finanças do SINTE-PI, Manuel Rodrigues.

AUDIÊNCIA PÙBLICA

A audiência pública que estava marcada para esta segunda-feira, dia 28 de fevereiro foi adiada para a próxima quarta-feira, dia 02 de março. A mesma ocorrerá na assembléia legislativa, a partir das 15 horas. Após a audiência, acontecerá mais uma assembléia dos trabalhadores para discutir a greve.(Gp1)