Governo muda estratégia para acabar greve dos professores

Sem diálogo com o comando de greve, o Governo do Estado mudou sua estratégia para tentar convencer os professores a voltarem à sala de aula. O governo apela agora para comunicação direta com os grevistas através da mídia. Ontem e hoje está sendo publicado na imprensa local um anúncio publicitário convocando os professores a retornarem ao trabalho.
O anúncio de página inteira do Governo do Estado/Secretaria de Educação informa que “o piso dos professores está garantido. Agora é hora de voltar às salas de aula”, pois “nossa gente merece uma boa educação”. A peça informa ainda que “a proposta do Governo do Piauí para o piso dos professores agora é lei”.(Zózimo)
Só que o Sindicato dos Professores decidiu pela manutenção da greve porque não engole a decisão do governo de não dar os 22% reivindicados para toda a categoria, tampouco a insistência em acabar com a regência de classe.

Eletrobrás-PI é a 2ª entre as que prestam o pior serviço de energia

A Agência Nacional de Energia Elétrica(Aneel) elaborou um ranking das distribuidores de energia.A antiga CEPISA (Eletrobrás-PI) ficou na penúltima colocação (32ª posição), ganhando apenas para a Centrais Elétricas do Pará (Celpa), na 33ª e última posição.Segundo a agência reguladora, o ranking é um instrumento para incentivar as distribuidoras a buscar a melhoria contínua da qualidade do serviço. A Companhia Energética do Ceará (Coelce) é a distribuidora de energia com melhor qualidade de serviço prestado.Aquiles Nairó

DEU NA IMPRENSA:

“Dilma dirá hoje que não sobe em palanque de ninguém”

PS.: Isso quer dizer o quê?! Que ela não virá a Parnaíba pedir voto para o candidato a prefeito de Parnaíba pelo PT, Florentino Neto, como apregoam alguns eleitores dele.Porém, eles afirmam que o Lula virá…

SEM MOTIVOS PARA COMEMORAR

Por:Carlos Chagas

Em especial na primeira metade do século
passado, comemorava-se com entusiasmo o Dia do Trabalho, que transcorre hoje.
Melhor seria dizer Dia do Trabalhador, porque à exceção dos Estados Unidos, que
escolheram outra  data, assalariados do  mundo ocidental celebravam a
existência  de direitos conquistados a duras penas.

No Brasil, antes de 1930, não havia o horário de oito  horas. O empregado
trabalhava quantas horas o  patrão determinasse. Muito menos o salário
mínimo: pagava-se ao sabor das preferências do pagador. Nem proteção ao
trabalho do menor nem da gestante: as grávidas eram postas  na rua e
aos   meninos  impunham-se  exigências feitas aos adultos,
sem a remuneração correspondente.   Inexistiam férias,  
aposentadorias e pensões. Nem garantia do trabalho: o cidadão exercia sua
profissão por  dez, vinte, trinta  anos na mesma  empresa.
Quando a vista falhava e os braços já não suportavam a carga, era simplesmente
dispensado. Hospitais públicos para atende-lo, só as Santas Casas da 
Misericórdia, de caridade, se não podiam  pagar estabelecimentos e médicos
privados. 

Foi Getúlio Vargas que gradualmente estabeleceu  as  prerrogativas
sociais,  tanto faz se calcado em experiências de governos fascistas, como
o de Mussolini, na Itália, ou  em exemplos marxistas, como na  União
Soviética de Lênin e Stalin.

Por isso, todo Primeiro de Maio era dia de festa, com o presidente 
delirantemente aplaudido  por multidões em estádios lotados, fosse como
governante  provisório,  constitucional ou ditador. Pouco se
preocupava o  operário se havia Congresso funcionando ou não. Se a
imprensa era censurada e os partidos políticos, proibidos. Suas prioridades
eram outras, satisfeitas naqueles dias. Sem a emissão de juízos de valor, 
constata-se apenas ser assim que as coisas se passavam, para horror de quantos
se insurgiam democraticamente  contra a ditadura e para  satisfação
de muitos mais aquinhoados com   direitos sociais  e até com
a   dignidade no trabalho. 
Acrescente-se que parte  da oposição a Vargas devia-se à reação das elites
e  dos potentados diante da obrigação de respeitar e remunerar a
contento  o trabalhador.  O bolso, mais do que  o ideal,
impulsionou muitos que ajudaram a depor a ditadura. Costuma funcionar nessas
horas o faturamento prejudicado, acima e além da  democracia ansiada.

Passou-se o tempo, alternou-se por diversas vezes a balança política.  À
queda do ditador seguiram-se períodos de liberdade, mas, 
também,   de congelamento e até supressão  de direitos sociais.
Getúlio voltou, eleito pela maioria da massa popular, matando-se para não ser
outra vez  deposto. João Goulart, seu herdeiro, tentou ampliar o leque das
reformas e não conseguiu manter-se no poder. Outra ditadura impôs-se, dessa vez
militar, sem a contrapartida de favorecer o trabalho e o trabalhador. Depois,
de  novo,  a reconstrução democrática, ainda que perigosamente
favorável às elites e aos potentados.

Para encurtar a conversa, vale comparar a situação das prerrogativas do
trabalho  desde a imposição  do neoliberalismo  de Fernando
Henrique Cardoso, mantido ironicamente  pelo primeiro operário a assumir o
governo.

Tornou-se irreal a jornada de oito horas, porque só  não  faz horas
extras ou não mantém um segundo emprego aqueles que não conseguem. Ou alguém
pode   viver com esse ridículo salário mínimo que, ao ser 
criado,  bastava para  o trabalhador e sua família enfrentarem
despesas de habitação, alimentação, vestuário, transporte, educação e 
lazer? Acabou o trabalho do  menor?  Basta ler os jornais e atentar
para as  reprimendas que vem das Nações Unidas. Qual a mulher que
conseguirá emprego,  se disser estar grávida? Férias, se o empregado não
conseguir vende-las, gozará fazendo bicos de espécies variadas. Aposentadorias
e pensões vem sendo cada vez mais comprimidas, faltando pouco para estarem
niveladas por baixo, pelo salário mínimo, exceção de algumas categorias
privilegiadas. Sumiu faz muito a garantia de trabalho que impedia demissões
após dez anos na mesma empresa. O SUS, que substituiu os institutos de
previdência, tornou-se vergonha nacional.

Existirão realmente motivos para se comemorar o Primeiro de Maio?

DEPUTADA JULIANA E O MANDATO QUE GANHOU ENGANANDO

Com a renúncia da deputada estadual Lilian e a efetivação de João Mádson, como titular do mandato de deputado estadual, a esposa do vice-governador Zé, filho, deputada Juliana Moraes Sousa, vai seguindo no exercício de um mandato adquirido enganando o povo e, principalmente, a Justiça eleitoral, que fez vistas grossas para o fato dele haver se filiado ao PMDB fora do prazo. Ela o fez dias depois de encerrado o prazo final, de um ano antes das eleições.
João Mádson, como primeiro suplente do PMDB, deveria ser o interessado no mandato da deputada. Não moveu até hoje uma palha. E não precisa mais. Foi promovido da posição de suplente para deputado efetivo.
Agora, Juliana Melo Falcão Moraes Sousa segue lépida e fagueira, usufruindo as mordomias do mandato e rindo às gargalhadas da nossa cara.

CRIA VERGONHA, CARA SEM VERGONHA!

                        T R I N C H E I R A
·        – OPINIÃO PÚBLICA NÃO ACEITA A ELEIÇÃO DE D.LILIAN PARA O TCE – É voz geral em todas as rodas sociais de Teresina: ninguém aceita a indicação de D. Lilian para o Tribunal de Contas do Estado. A notícia do fato na Globo News, tomou proporções gigantescas em todo País.
·        – OPINIÃO PÚBLICA NÃO ACEITA ELEIÇÃO DE D. LILIAN PARA O TCE II – Ninguém enfatizou que a decisão política do governador Wilson Martins, tem um sentido muito sério o de assegurar à família do governador, uma estabilidade financeira, por dois motivos: pelo fato de não mais existir as pensões parlamentar e de ex-governador, que poderiam garantir a estabilidade financeira da família. Aposentados, D. Lilian e o governador Wilson, teriam que viver com salário de médico e de enfermeira, um pouco mais de R$ 1.000 mil reais cada.
·        – OPINIÃO PÚBLICA NÃO ACEITA ELEIÇÃO DE D. LILIAN PARA O TCE III – Entretanto, o fator preponderante para adecisão do governador, na realidade, é o seu delicado estado de saúde, quando é sabido que o governador vem administrando um câncer de Rim, com nódulos extraídos nos dois órgãos de vital importância para a sua saúde. Daí a pergunta: diante de tão delicado estado de saúde, será que você não faria o mesmo pela sua família? Reflita e analise pelo lado familiar, sem homofobia política e sem falso moralismo. O governador de Pernambuco acaba de ajudar na eleição da mãe para o TCU.Por:Tomaz Texeira
Em Tempo : Considerando as “considerações” do nobre jornalista, vamos agora aplaudir a decisão do “coitadinho” do governador, que só está pensando na família, portanto, todos os piauienses somos responsáveis pelos entraves da vida dele.

A DELTA E SEUS TENTÁCULOS NO PIAUÍ

No rastro
Os órgãos de controle do dinheiro do contribuinte estão investigando as largas braçadas da Delta no Piauí. Além das obras no Dnit, controlado pelo peemedebista Marcelo Castro, que passam do montante de R$ 70 milhões, há coisas esquisitas também na área do Estado.
Contrato
A preocupação agora é saber por que o governo rescindiu o contrato de R$ 21 milhões, firmado pelo quase fantasmagórico Idepi, na gestão Norbelino Lira de Carvalho, para construção de estrada ligando São Miguel do Fidalgo a Paes Landim, se a tal obra já havia consumido perto de R$ 9 milhões.Portalaz

PARABÉNS PELO DIA DO TRABALHO

Nesse dia o mundo deveria dar mais valor a você
que cedo levanta, trabalhador.
Você! Que muitas vezes trabalha sem comida
Você!
Que trabalha toda uma vida…
Mas nesse dia do Trabalhador continua sem valor! É
quem constrói a Nação, mas é quem menos tem a receber.
É quem dá tudo de si em
troca de nada.
Trabalhador que planta tem que colher. Mas trabalhador é classe, e
esta é abandonada; 
Neste seu dia, comemora-se no mundo inteiro. Mas o mundo não
conhece quem trabalha, Quem passa uma vida fazendo tudo direito! 
Mas esse é
trabalhador verdadeiro, Aquele que tudo faz calado, não espalha; Ah!
Trabalhador! Sem casa, sem comida sem saúde! Trabalhador desempregado,
desnutrido, amiúde vai trabalhar, que canta, que ri e que chora.
Vai comemorar o
que nessa hora? De globalização, de guerra, de desemprego; Trabalhar onde? Foge
da seca e, no desapego, até da família esquece, vai longe trabalhar Na esperança
de um dia tudo melhorar…
Mensagem da vereadora NETA CASTELO BRANCO 
Presidente da Câmara Municipal de Parnaíba

VERGONHA:Secretário não consegue explicar ‘canetadas’ de Wilsão

MINISTÉRIO DE DILMA ROUSSEF quer saber porque Alepi tem mais DAS do que em todo o Piauí
A crise financeira que o governo estadual tem evitado se pronunciar não atingiu a tranquilidade em que Executivo e Legislativo se encontram para continuar fazendo as nomeações dos cargos comissionados, os conhecidos DAS dos assessores.
Porém, durante vista da missão da Secretaria do Tesouro Nacional (STN) ao Piauí semana passada (dias 24 e 25), o número de cargos comissionados chamou a atenção dos técnicos. Eles fizeram a seguinte pergunta ao secretário de Administração, Paulo Ivan: ‘Por que só na Assembleia Legislativa do Piauí tem mais de três mil cargos comissionados, se esse é o número que o governo do Estado possui em toda a sua administração pública espalhada em todos os municípios piauienses?’.
Coube a Paulo Ivan (foto) o constrangimento de tentar explicar, sem sucesso. O máximo que o secretário conseguiu dizer é que os deputados aprovaram e o governador Wilson Martins sancionou, recentemente, a criação de 2.355 novos cargos comissionados no Legislativo piauiense, através da Lei nº 6.178. Tudo de acordo como os ‘interesses’ dos deputados estaduais e da mesa diretora. A criação dos novos cargos está sendo questionada pelo Ministério Público, através de uma Ação Civil Pública na Justiça.180graus

RADIOJORNALISMO FEITO NA TV

Não fosse o lindo rosto da apresentadora, o telejornal da TV Costa Norte ficaria bem próximo do radiojornalismo feito na Rádio Educadora de Parnaíba – há muito tempo atrás – pelos colegas Jaime Lins e Francisco Azevedo.
Notas longas demais e poucos VTs. Sem se falar na carência de “sonoras” ou entrevistas de estúdio, para discutir a cidade e seus problemas.
A propósito de rádio, que acham do colega Júnior Rego fazendo rádio na TV, “na boca da noite”?!!!

OLIGARQUIA NUNCA MAIS!!!

Dizem que o brasileiro em geral não tem memória. Baseado nisso, é sempre bom, em períodos eleitorais, relembrarmos alguns fatos para reavivá-los na memória do eleitor, a fim de que ela faça sua reflexão e tome uma atitude decente na hora do voto.
Quem não lembra que o ex-senador Mão Santa, logo que ganhou o Governo do Estado, vivia cantando que havia acabado com o PFL. E cantarolava a canção do baiano Netinho:”Acabôoooooooooo!.Acabou!
Dizia-se que Mão Santa havia enterrado a histórica oligarquia das famílias Freitas e Portela.
No governo dele o nepotismo imperou. Suspeitava-se de inúmeros atos de corrupção, “praticados quase todo dia”, como disseram na imprensa.Foi cassado por corrupção.

Depois, com a cassação dele, e a ascensão de Hugo Napoleão ao Poder,para “governar” só um ano e sair sob o preto manto de suspeição de roubo no escândalo da AGESPISA, foi a vez de Firmino Filho, do PSDB, de punho fechado, camiseta suada, cunhar a frase: “Oligarquia Nunca mais”. E entregou-se o Governo a Wellington Dias, do PT. E pensou-se que a moralidade, a decência, a honestidade, enfim a ética frente a coisa pública virassem marca registrada da gestão dele. Ledo engano.Foi tudo igual, e em algumas situações, pior.
Agora, com esse Molim, molim, governando o Piauí e distribuindo cargos a meia dúzia de “compadres”, além dos familiares, onde vamos parar?
Confirma o que todos sabemos: Apenas as coleiras mudam. Ou seja, ou o eleitor muda de atitude, sendo rigoroso na escolha dos seus políticos, ou vamos continuar elegendo os mesmo e assistindo de camarote a desgraça se abater sobre nós.

QUE QUADRO MAIS BONITO!

A coisa mais fofa do mundo é esta corja brincando de “escolinha”, enquanto a política educacional do (des)governo deles é o que todo mundo está vendo.Lastimável.
Wilson Martins, governador, tampouco Átila Lira, Secretário de Educação, não fazem nenhuma reflexão sobre a mixaria que é o piso nacional de salários de 1.451 reais, que não querem pagar. Em contrapartida, o governador move céus e terra para não perder a “boquinha” do Tribunal de Contas, que ele acaba de dar para a esposa, com salário superior a 25 mil reais. Isso é uma vergonha, caro Bóris Casoy

OS LENÇÓIS DO MARANHÃO

O ministro do Turismo, Gastão Vieira, provocou seus eleitores: “Estando num dos melhores hospitais do país seria irresponsabilidade minha não esclarecer quaisquer dúvidas”, postou no Twitter para falar de check-up no Sírio e Libanês, em São Paulo.
Lá também estava internado o presidente do Congresso, José Sarney (PMDB-AP
Foi no Sírio que a governadora Roseana fez algumas de suas cirurgias. Já o Albert Einstein acolheu o senador Lobão Filho (PMDB-MA) quando acidentado.Enquanto isso a saúde do estado do Maranhão definha e quem precisa de um cateterismo morre na fila de espera.

DETRAN vai leiloar quatro mil veículos em todo o Estado

O DETRAN do Piauí vai leiloar quatro mil veículos. Será o maior leilão público realizado no Estado. 
A informação partiu do próprio Diretor Geral, Delegado José Vasconcelos. Ele informou que o leilão acontecerá no segundo semestre deste ano de forma simultânea em Teresina, Picos, Parnaíba, Floriano e Corrente. Para fazer o leilão, será aberta uma licitação, afim de que os pregoeiros se habilitem. 
Os veículos que vão a leilão são carros e motos apreendidos em blitz realizadas pela Policia, cujos proprietários não conseguiram provar a origem e todos estão com documentação irregular. Há casos de carro seminovos que estão nos pátios espalhados nessas cidades.

“A Legislação dá um prazo para que o proprietário receba seu veículo de volta, desde que, regularize a documentação”, disse Vasconcelos. Quem adquirir um veículo leiloado receberá com a documentação devidamente normal. O Detran já iniciou o levantamento de todos os transportes que serão leiloados para, em seguida, lançar o edital com a marca, ano de fabricação, modelo e valor respectivamente.Pedro Alcântara

A QUEM INTERESSA ATRAPALHAR A CANDIDATURA DE JOÃO UNIMAGEM

                          Fernando Gomes e Osmar Jr(PCdoB); João Unimagem e Flávio Nogueira Filho (PDT)
Deseja-se saber quem está por trás da vontade explícita de atrapalharem a pré-candidatura a prefeito de Parnaíba de João Unimagem e Fernando Gomes.
Este desejo tem ficado claro, em algumas notas “plantadas” em blogs e portais da cidade, que tentam diminuir tais candidaturas, não obstante a certeza de que Joãozinho Unimagem e Fernando Gomes como pré-candidatos a prefeito e vice, respectivamente, já  é um processo definido, que tomará caráter definitivo em junho, quando das convenções.
Os partidos de ambos (PDT e PCdoB), através de seus diretórios regionais, avalizam o projeto, nascido a partir do desejo da população, demonstrado através de pesquisas, de se mudar toda uma estrutura administrativa que aí está, totalmente desvirtuada da vontade popular.
A campanha que tentam orquestrar nos bastidores é tão inexpressiva que tende a levar consigo apenas os seus autores.
Faltam apenas pouco mais de 60 dias para as Convenções e tudo se definir. Até lá, aqueles que se dizem também pré-candidatos a prefeito, caso não saibam se equilibrar, com posturas adequadas, tenderão levar seus projetos políticos para o brejo.

Afinal, por que Maluf e o filho Flávio, procurados em 188 países, continuam livres, leves e soltos

Reportagem de O Estado de S. Paulo revela que a Justiça de Nova York negou pedido do deputado federal Paulo Maluf (PP-SP) e de seu filho Flávio para que eles fossem retirados da lista internacional de procurados pela polícia, conhecida como “difusão vermelha”.

A decisão da corte norte-americana recusou também o encerramento da ação criminal em andamento contra Maluf em Nova York. A defesa de Maluf apontou várias irregularidades formais no processo da Justiça norte-americana para tentar acabar com a ação criminal, mas todas as alegações foram rebatidas pela corte.
O deputado é acusado de manter contas no exterior abastecidas com dinheiro resultante de atos de corrupção em sua gestão na Prefeitura de São Paulo de 1993 a 1996.
Página da Interpol que mostra Maluf como “procurado”
###
NOTA DA REDAÇÃO DO BLOG – A impunidade de Paulo Maluf & Cia é a maior demonstração de que a Justiça no Brasil não funciona a contento. Trata-se de um criminoso procurado no mundo inteiro pela Interpol em 188 países, menos no Brasil. Quem entende uma maluquice dessas?

DATA BASE

A greve dos professores ainda não acabou e o governo do estado vai enfrentar mais turbulência. Vem aí a data base do servidor público estadual que é no mês de maio. A Data base é o período em que o governo, por lei, é obrigado a conceder reajuste a todos os servidores de um modo geral.Pedro Alcântara