Prefeitura de Parnaíba lança inscrições para Carnaval 2011

                                                      
                          Rainha e Rei Momo do Carnaval 2010(foto:Wanderley Portela)
A Prefeitura de Parnaíba, através da Secretaria de Cultura do Município, lançou o edital público de convocação às agremiações carnavalescas e interessados em participarem do concurso de escolas de samba, blocos carnavalescos, rei momo e rainha do carnaval, fantasia masculina e feminina e miss gay. Este ano os desfiles oficiais e outros eventos que compõem a programação acontecerão no período de 18 de fevereiro a 08 de março.
As inscrições são gratuitas e estarão abertas de 07 a 17 de fevereiro na sede da Secretaria da Cultura, situada na Praça de Eventos Mandu Ladino no horário de 08h às 13h. O regulamento para todos os concursos será entregue ao candidato no ato de sua inscrição.
Este ano o total da premiação é de R$ 150 mil e contempla todas as categorias inscritas. Os valores para cada categoria são os seguintes:
ESCOLAS DE SAMBA:
1º lugar – R$ 50.000,00 (cinqüenta mil reais)
2º lugar – R$ 40.000,00 (quarenta mil reais)
3º lugar – R$ 38.000,00 (trinta e oito mil reais)
BLOCOS CARNAVALESCOS:
1º lugar – R$ 6.000,00 (seis mil reais)
2º lugar – R$ 4.000,00 (quatro mil reais)
3º lugar – R$ 2.500,00 (dois mil e quinhentos reais)
REI MOMO E RAINHA DO CARNAVAL:
Vencedor do concurso Rei Momo – R$ 2.5000,00 (dois mil e quinhentos reais)
Vencedora do concurso Rainha do Carnaval – R$ 2.500,00 (dois mil e quinhentos reais)
FANTASIA MASCULINO E FEMININO:
Vencedor do concurso fantasia masculino – R$ 1.500,00 (mil e quinhentos reais)
Vencedor do concurso fantasia feminino – R$ 1.500,00 (mil e quinhentos reais)
MISS GAY:
Vencedor do concurso Miss Gay – R$ 1.500,00 (mil e quinhentos reais)
TOTAL DA PREMIAÇÃO: R$ 150.000,00 (cento e cinqüenta mil reais).
Fonte: Secom/PMP

Termina dia 31 o prazo de advertências quanto à nova sinalização do centro comercial de Parnaíba

            A Superintendência Municipal de Trânsito prossegue até o dia 31 deste mês com as ações educativas e de advertência relacionadas às novas placas de sinalização do centro comercial de Parnaiba. O titular da pasta, Tenente Antônio Gilson, explicou que a partir do dia primeiro de fevereiro será iniciada a fiscalização no local com caráter punitivo, com expedição de autos de infração aos que estacionarem em áreas impróprias. “O nosso objetivo não é o de punir, mas o de assegurar o cumprimento da legislação e a segurança das pessoas”, disse Antônio Gilson.
            Com a nova sinalização vertical implantada pela Prefeitura de Parnaíba no centro comercial, a Superintendência de Trânsito vem registrando melhoras na organização das áreas de estacionamento. “Percebemos que a maioria dos motoristas, motociclistas, ciclistas e pedestres estão sensíveis e colaborando com a nova sinalização”, reconheceu o superintendente de trânsito. Segundo ele, a Guarda Civil já vem orientando a população nestes últimos dias, através do diálogo e da colagem de adesivos de advertência.
            As placas instaladas no centro comercial definem locais para motos, carros, carga e descarga de caminhões, além de terem sido reformadas as placas dos pontos de táxi e mototaxi. A sinalização horizontal feita pela Prefeitura no ano passado, já define vagas de estacionamento de veículos que conduzem portadores de necessidades especiais, faixas de pedestres, entre outras funcionalidades.
Texto: F.Carvalho

Governo já deu pensão a sete trinetos de Tiradentes

      A pretexto de render homenagens à memória de Tiradentes, o governo brasileiro levou à forca o pescoço da Viúva.
A ditadura militar criou, em 1969 a ‘Bolsa Tiradentes’. Destinava-se a brindar com aposentadorias vitalícias os “últimos três trinetos” do mártir da Independência.
Responsável pela restituição da memória da prebenda, o repórter Bernardo Mello Franco conta, naFolha:
Súbito, outros beneficiários foram brotando do nada.
Nas pegadas dos “últimos três” surgiram mais quatro descendentes de Tiradentes.
Comprovaram o parentesco e tornaram-se beneficiários da pensão –dois sob Sarney; uma sob FHC.
Decorridos 42 anos desde a instituição do mimo, uma ancestral do alferes continua apalpando a aposentadoria até hoje: a tetraneta Lúcia de Oliveira Menezes.
A despeito do baixo valor –dois salários mínimos—, o benefício desperta cobiça inaudita. Lúcia tem duas irmãs. Ambas cogitam requerer a pensão.
Não são as únicas. Descobriu-se que a árvore genealógica de Tiradentes é inacreditavelmente frondosa.
Lúcia avisa que tem algo como 200 parentes da mesma geração.”Tenho primo para tudo quanto é canto”, diz ela. “Eu acho que eles têm direito também”.
Lucia receia que, além da parentela genuína, aproveitadores tentem tirar proveito da valiosa memória do mártir:
“Tem gente que gosta de se aproveitar, né? Mas eu acho difícil. A Justiça é lenta, mas não é injusta”.
Vem de longe, como se vê, a cultura do privilégio que converteu o Brasil em empreendimento unifamiliar. Os ex-governadores “vitalícios” apenas aperfeiçoaram a técnica.
Quanto ao barulhinho que você ouve ao fundo, não se preocupe. É apenas o ruído dos pedaços de Tiradentes revirando na cova.
Escrito por Josias de Souza (blog do Josias)

Aposentadorias dos vereadores de Parnaíba:Boa briga para a OAB

       A Ordem dos Advogados do Brasil está entrando hoje com uma ação para suspender o pagamento de pensões vitalícias a ex-governadores em alguns Estados. É a velha e histórica OAB mais uma vez prestando inestimável serviço em favor da moralidade,  tentando por um freio nos desmandos de uma classe que, na maioria das  vezes, só busca sugar o pouco que deveria ser da população.
       Aproveitando o ensejo, vimos sugerir à OAB de Parnaíba, na pessoa do seu presidente, Diógenes Melo, que aproveite o mote e tente acabar com as tais aposentadorias dos vereadores de Parnaíba. Dizem os entendidos que o benefício, além de inconstitucional é imoral, ilegal e engorda o bolso de uns poucos que um dia botaram paletó e por um tempo viraram representantes do povo. Eles não pagaram nenhum tipo de previdência para tal aposentadoria, e só realizam no máximo 10 reuniões por mês, gastando, para tal, quase sempre algo em torno de uma hora e quarenta e cinco minutos.
        Os demais trabalhadores, que dão duro  oito horas por dia, precisam de 35 anos para se aposentar, pagando previdência, do contrário não conseguem. Vereadores aqui “trabalham” 16 anos e vestem o pijama.
A história
       Quando foi vereador de Parnaíba, o agropecuarista Herbert Silva negou-se a pagar essas aposentadorias e entrou com uma ação na Justiça neste sentido. O advogado e empresário, Valdeci Cavalcante, mandou parar a ação, que prejudicava o pai dele, ex- vereador Gerardo Cavalcante (in memorian), que recebia uma dessas aposentadorias, que equivale a meio salário de um vereador da ativa, hoje em torno de 3 mil reais, comentam.
       Têm direito à aposentadorias os vereadores que exercem 4  mandatos consecutivos. A lei seria concebida desta forma, entretanto, o vereador Ronaldo Prado apresentou uma emenda, naquela ocasião,  concedendo o benefício, também, a vereador que acumulasse 3 mandatos consecutivos e um de prefeito. A intenção era beneficiar o tio, Elias Ximenes do Prado, hoje também aposentado do legislativo municipal.
As brechas da lei
       Com o falecimento do ex- vereador Gerardo Cavalcante, estão hoje aposentados os  ex- parlamentares Elias Farias, José de Lima e Silva, Elias Ximenses,  Vereador Neto( optou agora pelo salário de vereador da ativa), Yure Gomes. Estão na lista para requererem  a “baba” daqui a dois anos: Reinaldo Filho, Ronaldo Prado, Gerivaldo Benício, Beto Teles  e Geraldinho Alencar (desculpem se faltarem outros).
         Há ainda uma pensão paga para a viúva do ex-vereador Arimatéia Carvalho, falecido brutal e prematuramente quando ele exercia o mandato de vereador. Mas esse é um caso especial, de tal sorte que quem paga a pensão é a prefeitura, não a Câmara.
        Mas assim como nas pensões de ex-governadores tem gente requerendo aposentadorias por haverem passado 10 a 15 dias no governo, em Parnaíba tem ex- vereador aposentado sem haver desempenhado os 4 mandatos. É o caso do radialista Yure Gomes. Ele teve 3 mandatos consecutivos, e cobriu uma licença de alguns meses, de então vereador Cândido Linhares, daí já pode se aposentar. O também ex- vereador  Higino Aguiar está na mesma situação, mas ainda luta para conseguir seu benefício. O vereador Candinho até que poderia ter a aposentadoria, por haver conseguido 4 mandatos. Só que apenas 3 foram consecutivos: houve o hiato de um mandato, em que o eleito foi Genário Albuquerque, irmão dele, e não deu. Foi exatamente durante o 4º mandato, na legislatura seguinte,  que ele se licenciou 90 dias e deu vaga para Yure assumir e se aposentar.
       Os vereadores podem até pensar que estou contra eles. Não, muito pelo contrário.Estamos a favor da moralidade da coisa pública. Sentimento coletivo parece não existir dentre os nossos edis, cujos gestos e ações nos levam a crer que cada um defende a causa pessoal. Quero estar enganado, meu Deus!!!     
Nomeações Técnicas
       Recebo um e-mail de um leitor e futuro eleitor dando conta de que começaram em Parnaíba as nomeações técnicas do governo Wilson Martins. As indicações foram do vice-governador Moraes Sousa Filho, a quem cabia indicar o titular da Secretaria Estadual do Desenvolvimento Econômico e Tecnológico. Ele chegou a oferecer o cargo de secretário ao presidente da Associação Comercial de Parnaíba, Luis Pessoa, que não aceitou. Terminou a secretaria ficando com o deputado Warton Santos, do PMDB.Os nomeados de Parnaíba, segundo o e-mail, seriam:
Marcos de Moraes Sousa Oliveria – nomeado para o exercício do cargo em comissão, de diretor da Unidade Comércio e Serviços, símbolo DAS-4, da Secretaria do Desenvolvimento Econômico e Tecnológico, , com efeitos a partir de 1/01/2011;
Raimundo Fonseca Rodrigues – nomeado para exercer o cargo em Comissão, de coordenador de Logística Abastecimento e Serviços, Símbolo  DAS-2, da Secretaria do Desenvolvimento Econômico e Tecnológico,  com efeitos a partir de 1/01/2011;
Maria Ivani Lages Gonçalves – nomeada para exercer o cargo em comissão, de diretor da Unidade da Indústria, símbolo DAS-4, da Secretaria do Desenvolvimento Econômico e Tecnológico, com efeitos a partir do dia 1/01/2011.
       

Átila pede exoneração da Seduc

Desde ontem, o Piauí tem um novo secretário de Educação. Trata-se de Raimundo Neto de Carvalho, atual superintendente de Gestão da Secretaria Estadual de Educação (Seduc). Ele assumiu o posto após o deputado federal reeleito Átila Lira (PSB) pedir exoneração do cargo ao governador Wilson Martins, conforme publicação no Diário Oficial do Estado. O político assumiu o cargo há menos de um mês. 

A publicação da exoneração, datada de 26 de janeiro de 2010, e disponibilizada na internet somente nesta quinta-feira, aponta que o atual secretário de Educação Átila Lira deixou o cargo de conformidade com o disposto no artigo 34, da Lei Complementar número 13, de três de janeiro de  1994. Porém, não especifica o motivo. Acredita-se que tenha deixado o cargo em comissão para renovar seu mandato na Câmara dos Deputados, no próximo dia 1º de fevereiro. 

Já o novo secretário, conforme, também, a publicação no Diário Oficial, fica a frente da pasta até o dia três de fevereiro, o que reforça a teoria que o secretário Átila Lira tenha pedido exoneração para renovar seu mandato em Brasília. O deputado não foi encontrado para falar sobre o pedido de exoneração. No seu lugar na Câmara, quando retornar a Seduc, assume o petista Nazareno Fonteles que ficou na 1ª suplência. 

O decreto de nomeação de Raimundo Neto Carvalho para assumir pelos próximos nove dias a Seduc é o de número 14.390, de 25 de janeiro de 2011, publicado na página três do Diário Oficial do Estado, edição18, de 26 de janeiro de 2011. A publicação também encontra-se disponibilizada na internet, no endereço http://www.diariooficial.pi.gov.br/diario.php
Publicado no Portalaz

Mudinho?

E aconteceu o impensável: na solenidade de entrega da Medalha 25 de Janeiro, ontem, em São Paulo, o microfone passou perto do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva por duas vezes e, pasmem!, ele não disse palavra, ficou quieto, ouvindo apenas. Ou seja, um verdadeiro milagre se deu ontem em São Paulo! Já a presidente Dilma Rousseff precisou de 10 minutos e meio para passar sua comedida mensagem, utilizando… escassas 970 palavras. Diante de tal economia, o ex-presidente, sentado próximo a Dilma, deve ter pensado: “Que desperdício…”. (blog  do Jefferson)

                                                    Postado por Roberto Jefferson às 11:51

SINTE faz assembléias para deliberar sobre inicio do ano letivo

Os trabalhadores em educação realizam duas assembléias para deliberar sobre o início do ano letivo na rede pública estadual. A primeira vai acontecer dia 28 de Janeiro, de forma descentralizada, em Teresina e nos Núcleos Regionais de todo Piauí. Em Teresina essa assembléia será realizada às 16 horas, no Clube do SINTE-PI. A outra assembléia será dia 31 de janeiro, às 9 horas, no Clube do SINTE-PI.

Os trabalhadores em educação reivindicam a garantia do piso, reajuste dos técnicos, da gratificação dos diretores, dos secretários coordenadores, convocação dos concursados de 2007 e 2010, realização de concurso público e melhores condições de trabalho.

A presidenta do SINTE-PI, professora Odeni Silva disse que os trabalhadores em educação querem sim iniciar o período letivo, mas para isso vão exigir do Governo condições reais de trabalho. “E, se não houver respeito aos nossos direitos com certeza não iniciaremos o ano letivo. Portanto, trabalhadores em educação, participem do debate e leve a sua posição para as Assembléias”. Afirmou Odeni.

Fonte – Portalaz

Fala Ministério Público!

Marcus Venícius compra 76 mil hidrômetros por R$2,1 milhões; Assis adquiriu 60 mil por R$3,6 milhões
O atual presidente da Agespisa vai comprar cada hidrômetro por R$ 29,5; Já o ex-presidente, Assis Carvalho, em 2004 adquiriu cada hidrômetro por pouco mais de R$ 53 reais(Gp1.com.br)

Quer dizer: Seis anos depois os preços desses hidrômetros baixaram milagrosamente?Será por causa desses milagres que Assis Carvalho ficou rico?


Deputado Assis Carvalho(Imagem:Wanessa Gommes do GP1)
                                        deputado Assis Carvalho: morto de preocupado

Átila Lira garante implantação e mudança de nível dos servidores

Na manhã desta segunda-feira (24), o secretário de Educação, Átila Lira, garantiu a implantação e mudança de nível no contracheque dos professores. O anúncio foi feito durante entrevista a uma rádio local. Na ocasião, Átila anunciou ainda a permuta dos professores substitutos por professores aprovados em concurso. A medida deve acontecer já no segundo semestre deste ano.

Atualmente, existem contratados em regime temporário na Secretaria de Educação (Seduc), cerca de 8 mil professores. A determinação do próprio governador do Estado, Wilson Martins, é que seja feito um levantamento do impacto dessa mudança nas finanças do Estado. “A decisão é para providenciar a substituição desses servidores temporários em definitivo e é isso que estamos fazendo. Vamos realizar um concurso público tanto para professores como para serviços auxiliares. A previsão é que isso seja concretizado já para o segundo semestre de 2011”, afirmou o secretário.

De acordo com o secretário, a mudança de nível já acontece a partir deste mês de janeiro e será implantada com os ganhos salariais relativos. Um levantamento que possa quantificar o impacto financeiro já está sendo elaborado. Logo em seguida será repassado ao governador que definirá de que forma será feito o repasse.

Marilene Lima, diretora de gestão de pessoas da Seduc, afirmou que todas as informações já foram repassadas para processamento. “O que nos foi determinado agora pelo secretário Átila Lira é que a mudança deva ser feita já a partir de janeiro, mas para os meses anteriores precisamos calcular o montante desses recursos para providenciarmos a implantação, sem prejuízo para os servidores”, explicou.

A diretora, entretanto, esclarece que a implantação da mudança de classe (acesso) carece de decreto do governador, enquanto que a mudança de nível é implantada por portaria do secretário da Educação. Os valores relativos às mudanças de classe dos meses de maio e outubro de 2010, bem como as mudanças de níveis, referentes a abril, maio, junho, julho, agosto e setembro de 2010 devem ser processadas já para o pagamento de janeiro.

Fonte:Marcos Prado(cabecadecuia.com)

Workshop apresenta ZPE de Parnaíba a empresários

                                                            
25/01/2011 09:58
por Vanessa Mendonça
Foto: Divulgaçã
Porto das Barcas, Parnaíba
Porto das Barcas
Atrair investidores locais. Esse é o objetivo do Workshop ZPEs – Vantagens e Oportunidades, que será promovido pelo Governo do Estado nesta quarta-feira (26), no auditório da Federação das Indústrias do Estado do Piauí (Fiepi), a partir das 18 horas. O evento integra o trabalho de divulgação da Zona de Processamento de Exportações (ZPE) de Parnaíba e contará com a participação do presidente da Associação Brasileira de Zonas de Processamento de Exportações (Abrazpe), Helson Cavalcante Braga.

A instalação da ZPE de Parnaíba arrastava-se desde 1988. Em 30 de junho de 2010 foi assinado Decreto Presidencial autorizando sua criação. Logo em seguida foi implantado seu Comitê Executivo e, em outubro, a Assembleia Legislativa autorizou o Poder Executivo a criar a empresa administradora da ZPE de Parnaíba. Desde o dia 20 de dezembro está em atividade a Companhia Administradora da Zona de Processamento de Exportação de Parnaíba-PI S/A (ZPE Parnaíba).
A empresa, instalada atualmente no Núcleo de Estudos e Projetos Especiais (Nepe), é presidida por Mirócles Veras, coordenador do Plano de Aceleração do Crescimento (PAC) no Piauí. É uma empresa de economia mista, com participação do Estado do Piauí (90%) e da Fiepi (10%). A esse grupo caberá estruturar e administrar as operações na ZPE de Parnaíba.
Segundo o presidente da ZPE Parnaíba, a maior vantagem oferecida ao empresariado por Zonas de Processamento de Exportações é a possibilidade de atuação com isenção total de impostos. “Além disso, o empresário que se instalar na ZPE tem a segurança de não sofrer com eventuais mudanças na legislação tributária estadual ou federal no prazo de dez anos”, ressalta.
Serão realizados workshops ainda em Parnaíba, Picos e Floriano. “Mas também estamos estudando a possibilidade de divulgarmos a ZPE de Parnaíba em todo o país e também em feiras internacionais”, acrescenta Mirócles Veras.
“Já contratamos, em parceria com o Banco do Nordeste, os projetos alfandegamento da área, ambiental e estrutural”, relata Mirócles Veras. As obras de infraestrutura devem iniciar-se até 1º de julho de 2011. A ZPE deverá começar a operar no segundo semestre de 2012.
Reunião técnica
Para tratar sobre assuntos relativos à ZPE de Parnaíba, o governador Wilson Martins reúne-se nesta quarta-feira (26), às 10 horas, com Mirócles Veras e demais integrantes do Conselho Administrativo da ZPE de Parnaíba, do presidente da Abrazpe, do superintendente regional do Banco do Brasil, Carlos Antônio Decezaro, e do diretor do Banco do Nordeste, Luís Carlos Ewerton de Farias. “Relataremos ao governador a situação atual da ZPE de Parnaíba e os diretores dos bancos que participarão da reunião mostrarão as possíveis linhas de financiamento e recursos para as empresas que lá se instalarão”, contou Mirócles Veras.
Programação
Expositor 1: Helson Cavalcante Braga – Pres. da Abrazpe. Tema: ZPE Como Instrumento de Desenvolvimento Regional
Expositor 2: Mirócles Campos Véras Neto – Presidente da ZPE Parnaíba. Tema:Contextualização da ZPE Parnaíba
Expositor 3: João Batista Barros da Silva Filho – Delegado da Receita Federal. Tema:A Atuação da Aduana nas ZPEs
Expositor 4: Luís Carlos Ewerton de Farias – Diretor do Banco do Nordeste. Tema: O papel do BNB no financiamento das empresas
Expositor 5: Carlos Antônio Decezaro – Superintende do Banco do Brasil. Tema: A atuação do BB no comercio exterior.

Congresso paga R$ 88 milhões a 1.258 ex-parlamentares e viúvas

                                  

                                 O Congresso vai gastar neste ano R$ 88 milhões para o pagamento de aposentadorias e 
pensões a ex-parlamentares, seus parentes e ex-servidores que ainda recebem benefícios pelo extinto IPC (Instituto de Previdência dos Congressistas), informa a Folha de S.Paulo. O modelo, desativado em 1997, concede privilégios que foram extintos pelo Legislativo após mudança de sistema. Estão vinculados ao regime 583 ex-deputados, 75 ex-senadores e 602 viúvas de congressistas, além de ex-servidores, cujo número não foi informado pelo Congresso. Sozinho, o Senado gasta, mensalmente, R$ 938,2 mil com o pagamento aos beneficiários do IPC. O antigo modelo concedia vantagens como requerer aposentadoria proporcional após oito anos de mandato, com direito a 25% do valor total de seu salário — com o mínimo de 50 anos de idade.(blog do Magno Martins)
E nós?!


Todo esse noticiário sobre pensões vitalícias, proibidas desde a Constituição Federal de 1988, por que não são extirpadas de vez? O que está sendo feito para tirar esse dinheiro mal ganho para colocar em investimentos que salvem vidas, como as que estão sendo ceifadas agora com as tragédias das enchentes?
Aqui em Parnaíba tem um câncer parecido, que está crescendo e ninguém faz nada para extirpá-lo: são as tais aposentadorias dos vereadores – imorais, injustas e vergonhosas.

Piauiense insatisfeito com ministro Fernando Bezerra

Caro Magno Martins,
Meu nome é Raimundo Nunes Macedo, sou da cidade de Picos, no Piauí, e gostaria de expressar a minha insatisfação, como piauiense, pela atitude bairrista e discriminatória do Ministro da Integração Nacional, o Sr. Fernando Bezerra Coelho. Com todo respeito aos irmãos pernambucanos, nossos irmãos nordestinos, acho que devemos ter tratamento igualitário, pois a nossa região deu expressiva margem de vitória a Dilma Roussef.
Fernando Bezerra Coelho não aceitou a indicação do irmão do Governador do Piauí, Wilson Martins, para a Codevasf, no entanto na hora de indicar o irmão do próprio ministro, Clementino Coelho, para a direção de Infra-estrutura do mesmo órgão, Bezerra não viu nenhum problema.
São dois pesos e duas medidas? O Ministério da Integração Nacional está agora à disposição apenas de Pernambuco, em detrimento de outros Estados importantes como Piauí, Bahia, Ceará? Que visão de desenvolvimento sustentável regional este ministro tem para puxar tudo para si e deixar o Piauí sem expressão de força política num órgão tão importante quanto a Codevasf?
Peço, por gentileza, que publique a nossa revolta com o novo ministro e a preocupação de todo o povo piauiense com os rumos da política de integração nacional. Será uma grande satisfação discutir este assunto com os irmãos pernambucanos que, tenho absoluta certeza, estarão de braços abertos para entender a nossa preocupação.
Grato,
Raimundo N. Macedo
Comerciante, Picos – PI
 
Fonte- Blog do Magno Martins

Material escolar é caro por causa dos impostos. Confira o tamanho da carga

              
                 Conversei com alguns pais que estavam em busca de material escolar mais barato no supermercado. E todos eles foram unânimes na reclamação de que de ano para ano, o aumento é absurdo.
Todos culpam as escolas. Um deles disse que que o custo do material das duas filhas estava em R$2.200,00.
É bom esclarecer alguns pontos sobre nosso incansável trator dos impostos.
Os comerciantes pagam entre 30% e 40% em impostos sobre material escolar
O cálculo é a partir das alíquotas do PIS, Cofins, IPI e ICMS.
E não é só isso, porque após apurar o lucro, as empresas ainda pagam contribuição social e imposto de renda.
O IPI varia de 0 a 20%, por produto. O PIS tem carga tributária de 1,65% e a Cofins, de 7,6%.
Já a alíquota média do ICMS praticada pelos estados é 17%, com algumas     exceções, como em Minas Gerais, onde o caderno escolar, entre outros produtos, paga 12% de imposto, e o Paraná, onde a alíquota também é de 12% para produtos como canetas esferográficas e lapiseiras.
Lamentável como nossos governantes tratam a educação. Sem sequer elaborar um exame como o Enem de forma correta, avançam nos impostos sobre itens básicos que podem alavancar uma sociedade.

Fonte- Jose Nello Marques

Filha de governador do século 19 tem pensão de R$ 15 mil/mês

      
 
                                         Catharina da Luz, 89, filha de Hercílio Luz, que governou Santa Catarina por três mandatos na República Velha (1889-1930), recebe atualmente R$ 15 mil por mês dos cofres públicos, segundo o jornal Folha de S.Paulo. Desde 1992, ela é beneficiada por uma lei complementar do Estado que concede a pensão para viúvas e filhos de ex-governadores. Hercília é a última filha de Hercílio Luz ainda viva. O governador, que morreu em 1924, teve 19 filhos. Até 2010 ela foi dona de um cartório em Florianópolis.
A lei que garante os pagamentos prevê uma pensão para filhos de ex-governadores com menos de 18 anos ou que sejam inválidos. O governo de Santa Catarina não informou se Hercília recebe a pensão por se enquadrar no último caso. O governador dá nomea um dos principais pontos turísticos de SC, a ponte Hercílio Luz, em Florianópolis.

Dilma faz reestreia em palanque pela 1ª vez após a posse

       

Depois de passar as três primeiras semanas de governo praticamente trancada em seu gabinete, no terceiro andar do Palácio do Planalto, a presidente Dilma Rousseff faz sua reestreia em palanques e participa de inauguração. Amanhã, Dilma estará em terreno oposicionista, para a comemoração do aniversário da cidade de São Paulo, organizada pelo prefeito Gilberto Kassab (DEM). 
Na quinta-feira, a presidente irá a Porto Alegre participar da homenagem às vítimas do holocausto. A sua volta ao palanque está marcada para sexta-feira, na cidade gaúcha de Candiota, estado onde Dilma tem sua história política e onde o PT desbancou o PSDB e voltou ao poder. Diferentemente do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, que “inaugurou” muitas “pedras fundamentais”, a presidente sobe ao palanque para inaugurar a usina Candiota III, que já está operando desde o início do ano.