Saiba o que W. Dias pedirá ao Papa durante visita ao Vaticano

O governador Wellington Dias (PT) viaja esta semana para o Vaticano, onde vai representar no domingo (27) os governadores nordestinos no Sínodo da Amazônia. Nesta quarta-feira (23), ele foi perguntado se vai levar alguma demanda específica do Piauí para o Papa Francisco.

“Bom, eu vou pedir as bênçãos dele para o nosso povo. Precisamos muito”, respondeu.

De fato, o povo do Piauí necessita mesmo de bênçãos. Esse pedido é importante, afinal, tem muita gente no Estado sofrendo em hospitais regionais sem resolutividade, terceirizados com salários atrasados e muitos estudantes do interior sem transporte escolar.

Que o Papa abençoe a todos. (Gustavo Almeida)

O que traz a Parnaíba o governador Wellington Dias?!!!

Por:Bernardo Silva

Bem que Wellington Dias fez e faz por merecer da Câmara Municipal de Parnaíba o título de “Persona non grata”. Mas o parnaibano é um povo educado, acolhedor, pacífico, e aceita tudo calado, estático, achando natural o rosário de mentiras e promessas já debulhadas em terras parnaibanas, por este governador e seus asseclas.

Mas, o que vem realmente fazer de concreto hoje(18), em Parnaíba, o nobre Governador Wellington Dias, neste dia que antecede o Dia do Piauí? Fazer homenagens a pessoas com a entrega de comendas. Tudo bem. Homenagens são sempre atos que deixam as pessoas felizes e lisonjeadas. Nada contra. Congratulo-me com todos. Mas os parnaibanos em geral esperam o governador do Estado homenagens mais amplas, que respondam às demandas coletivas e que deixem felizes a todos, indistintamente.

Bom seria, governador, que o senhor viesse anunciar a conclusão das obras do Porto das Barcas, iniciadas há tempo, com um prazo de 180 dias para conclusão e que já duram mais de 2 anos. Quem paga os prejuízos dos comerciantes que ali trabalham? E a conclusão das obras da Estrada da Pedra do Sal, também iniciadas há mais de 4 anos? A finalização das reformas da ponte Simplício Dias? E o Centro Especializado de Reabilitação (CER)? São obras importantíssimas para Parnaíba e que, caso de tivéssemos um governador competente, elas já teriam sido concluídas, inauguradas, e estariam à disposição do povo. Aí, sim, teríamos o que comemorar.

Em junho deste ano o governador visitou o CER e prometeu inaugurar este ano

Ah, governador! Que tal equipar o Detran em Parnaíba, para prestar um serviço de qualidade? O oosto do IAPEP/IASP, que sequer um computador possui? Que tal cumprir a promessa de recuperar o estádio Petrônio Portela, prometido há 5 anos? E o retorno da Academia de Polícia para Parnaíba, também prometida ao seu hoje secretário de saúde, ex-prefeito Florentino Neto e a vereadores que o apoiavam na época? E não esqueça, governador, do Centro de Convenções que o senhor prometeu aos ex-prefeitos Zé Hamilton e Florentino!

Ah, governador, são tantas as promessas que a gente termina se esquecendo de muita coisa. Tem o Porto dos Tatus, a reforma do Mercado da Rua Caramuru, todos anunciados com belas maquetes!!! Mas vamos parar por aqui. E dizer que, por todas essas omissões é que, facilmente somos levados a concluir que o Senhor é muito poderoso, politicamente, tem a classe política e parte da Justiça a seus pés. Mas é muito incompetente, no papel de governador. Um péssimo administrador. Infelizmente se elege e se reelege porque o nosso eleitor troca o voto por migalhas e promessas. Isso é fato. Mas não é o fato de conseguir tal proeza que o exime da pecha de INCOMPETENTE.

E eu nem vou falar do Porto de Luís Correia, das mentiras de suas Parcerias Público-Privadas (PPPs), tão apregoadas em seu governo. Tampouco falarei da ZPE e da Vila Olímpica de Parnaíba. É outro assunto.

Deputado diz que Uespi precisa de soluções imediatas e não de desculpas

O líder da oposição, Gustavo Neiva, criticou as declarações do governador Wellington Dias

O líder da oposição na Assembleia Legislativa do Piauí (Alepi), deputado Gustavo Neiva (PSB), em entrevista à imprensa, comentou sobre as declarações do governador Wellington Dias (PT) a respeito da situação da Uespi.

Conforme o governador enfatizou, muitos professores que deveriam lecionar 40 horas semanais, estariam dedicando cerca de 80% da carga horária para pesquisa, dando somente 8 horas de aula por semana. Para o governador, esse “exagero” seria um dos motivos pelos quais a Universidade estaria com a ausência de professores em cerca de 600 disciplinas.

O parlamentar Gustavo Neiva, condenou os argumentos utilizados pelo governador Wellington Dias, e explica que o governo deve apresentar soluções sobre os problemas que as instituições de ensino vêm sofrendo.

“Certamente há um amparo legal. Todo o ensino superior está baseado num tripé: ensino, pesquisa e extensão. Ou seja, tem uma lei que trata sobre esta carga horária. É de soluções imediatas que os alunos precisam, e não desculpas”, disparou o líder da oposição.

Gustavo Neiva critica a postura do governo em nunca cumprir totalmente o repasse do orçamento da Uespi. Segundo o deputado, “historicamente o governo só cumpre 80% do que está orçado. Só esse ano a Uespi deixará de receber, caso o governo mantenha a média de cumprir apenas 80% do orçamento, cerca de R$ 40 milhões de reais”.

O oposicionista relembra que o Governo do Estado teve a oportunidade na última quarta-feira (9), de externar propostas para solucionar os problemas reivindicados, ocasião em que aconteceu uma Audiência Pública para discutir sobre a situação da instituição, contudo, mais uma vez nenhum representante do governo compareceu ao encontro. Segundo Neiva, isso é um atestado de que a educação não é prioridade para o governo.

O parlamentar destacou que o momento para defender a dita autonomia administrativa e financeira da Uespi é esse, pois a votação do orçamento será votada nos próximos meses.(Parlamento Piauí)

Wellington Dias culpa empresas por crise no transporte escolar, diz que não existe atrasos:”Tá tudo em dia”

O governador Wellington Dias (PT) foi questionado por jornalistas nesta segunda-feira (21) sobre os problemas no transporte escolar do Estado. A situação ganhou mais evidência no fim de semana, quando o Política Dinâmica publicou reportagem com o drama de alunos do semiárido piauiense que estavam sem estudar devido à ausência de transporte.

Wellington negou atrasos no pagamento do transporte e culpou algumas empresas prestadoras do serviço pelos problemas denunciados. Segundo ele, existem apenas problemas pontuais e nesses casos a culpa é das empresas.

“Nós temos um problema com algumas empresas. São empresas que a gente está pagando e elas não estão fazendo o pagamento para os [donos de] veículos que eles alugam nos municípios. Nós estamos vendo um caminho de poder fazer o pagamento direto [ao proprietário], como a gente está fazendo na área de terceirizados”, explicou.

PREJUÍZOS PARA CRIANÇAS
Perguntado sobre o risco de alguns estudantes perderem o ano letivo por conta da crise no transporte escolar, Wellington disse que o governo está tendo o cuidado de “garantir as condições” para que isso não aconteça.

“Nós temos todo um cuidado de garantir as condições. Aonde há um problema que é da empresa, imediatamente nós fazemos a contratação de uma outra para poder não prejudicar os alunos. Primeiro lugar o atendimento aos alunos”, falou.

CONSIGNADOS
Além de dizer que o transporte escolar está em dia, o governador também afirmou que a dívida dos empréstimos consignados, que o Estado atrasou o repasse dos valores descontados dos servidores públicos estaduais, também já está totalmente paga. Questionado sobre se pagou o montante, ele respondeu dizendo apenas “sim”.

(Gustavo Almeida – Política Dinâmica)

Edição:Bernardo Silva

Governo e oposição intensificam pré-campanha no interior do Piauí

O governador Wellington Dias acompanhou a caravana Lula livre no município de Campo Maior e testou sua popularidade no contato direto com a população. Distribuiu selfies e fez discurso de candidato e de solidariedade ao seu mais importante cabo eleitoral: o ex-presidente Lula, condenado na Lava jato é preso em Curitiba.

Já a oposição liderada pelo tucano Luciano Nunes visitou municípios na região de São Miguel do Tapuio, e também testou o prestígio da chapa com os pré-candidatos ao senado Wilson Martins (PSB) e Robert Rios (DEM). (Elivaldo Barbosa)

STJ contra 14 governadores: W.Dias responde por homicídio e crime ambiental

Na ação penal 874, o Ministério Público Federal (MPF) denunciou ao STJ o governador Wellington Dias e Luciele de Sousa Moura por crimes contra o meio ambiente (Foto: Édrian Santos/OitoMeia)

No ano de eleição, o site Extra divulgou uma lista com 14 governadores que respondem a pelo menos 13 ações penais e um inquérito na mira Justiça. Dentre eles, está o governador Wellington Dias (PT-PI), em levantamento feito com dados do Superior Tribunal de Justiça (STJ), divulgado no último sábado (21/04). O petista piauiense responde por homicídio culposo e prevaricação, devido ao rompimento da Barragem de Algodões, além de um crime por dano em unidades de conservação e poluição.

A ação penal 805 aponta que Dias está entre os responsáveis pela morte de nove pessoas no município de Cocal, a 290 km de Teresina. Em 2009, quando era governador pelo segundo mandato, o petista agiu contra uma decisão judicial que proibia a permanência de famílias no local e autorizou que os moradores retornassem para a região.

Na ação penal 874, o Ministério Público Federal (MPF) denunciou ao STJ o governador Wellington Dias e Luciele de Sousa Moura, ex-presidente da Empresa de Gestão e Recursos do Piauí (Emgerpi), por crimes contra o meio ambiente, ainda sobre o caso da Barragem de Algodões. Além do piauiense, o governador Fernando Pimentel (PT-MG) já atingiu a condição de réu. Outros cinco governadores perderam o foro do STJ para concorrer a outros cargos nas próximas eleições e seus processos estão sendo enviados para outros juízos.

SIGILO

O número de processos certamente é maior, mas é impossível precisar quantos são porque alguns correm sob sigilo – o que impede que se saiba a que tipo de investigações se referem. O número de ações penais, inquéritos e sindicâncias no STJ em que estão ou estiveram implicados os governadores eleitos em 2014 – incluindo os que deixaram recentemente o cargo – chega a 64. Destes, no momento, 44 estão sob sigilo.

A Constituição, no artigo 105, determina que, em caso de crimes comuns, os governadores dos estados devem ser julgados pelo STJ. Ao abandonarem o cargo, os políticos perdem o foro por prerrogativa de função e os processos em que estão envolvidos podem ser encaminhados a outros juízos, já que muda a competência para julgamento. (OitoMeia- Edrian Santos)

Presidente da ACP se diz preocupado com situação Porto das Barcas

O presidente da Associação Comercial e Industrial de Parnaíba, empresário Luiz Pessoa, disse que está preocupado com o futuro do complexo cultural Porto das Barcas. Falando ao jornal “Tribuna do Litoral”, ele lembrou que o governo do Estado prometeu uma coisa e está ocorrendo outra.

“O Porto das Barcas é tombado, faz parte do patrimônio histórico  da cidade histórico da cidade. Foi feito um projeto de reforma, que foi discutido como recuperação do museu Náutico. Nós da Associação Comercial e Industrial de Parnaíba não temos conhecimento da obra em execução. Só temos a acesso ao Auditório, que não foi incluído na obra”, salienta Pessoa.

Ele destaca ainda que a reforma é bem vinda para os parnaibanos. “É interessante porque ali é um ponto turístico, mas estamos vendo um atraso nas obras, que estão fora do prazo que foi estabelecido no edital”, frisa.

De acordo com Luiz Pessoa o governo do Estado cancelou o comodato que existia entre Associação Comercial e o Goerno, para realização da reforma. Mas, segundo ele, no local ainda existem pessoas morando lá e não foi tomada nenhuma providencia porque não tem nenhum tipo de gerenciamento. “A grande preocupação que os parnaibanos devem ter e também  a Associação deve ser em dar continuidade no gerenciamento. Como todos são testemunhas, o local não acabou e nem virou favela totalmente, graças à  Associação Comercial e Industrial de Parnaíba, que conduziu durante quase 15 anos, fazendo manutenção, desde a pintura, iluminação e a limpeza. Não deixamos pessoas usarem como moradia, até porque porque sempre tivemos uma relação boa com a segurança pública de Parnaíba, com Policia Militar, que sempre nos deu apoio. Continuo com a mesma preocupação e zelo pelo Ponto das Barcas”, destacou o presidente.

Ele também demonstrou preocupação com as obras que estão sendo feitas na Ponte Simplício Dias. “O entulhos da ponte ficaram em frente do nosso Ponto turístico. E que vem atrapalhando a referência, causando má impressão aos visitantes, que chegam ali e veem aquela área isolada.  Mas espero que aquele isolamento com tapumes seja por pouco tempo”, concluiu.

O Porto das Barcas que foi cedido à Associação Comercial de Parnaíba, no governo Wilson Martins, porém,  um decreto assinado pelo governador Wellington Dias (PT) e publicado no Diário Oficial do Estado,  dia 27 de julho de 2017 no Diário Oficial do Estado anulou o termo de cessão de uso pela Associação Comercial e Industrial de Parnaíba. 

Por:Camila Neto

Fonte:Jornal “Tribuna do Litoral”

 

“Violência no Piauí tem nome”

Outdoor com as fotos do governador Wellington Dias e do deputado federal Fábio Abreu na principal Avenida de Parnaíba, perto do Shopping na São Sebastião. 

Quem passa pela via vê de perto que ‘a Violência no Piauí tem nome‘, como mostra a placa do SINPOLPI cobrando do governo o fim da greve da Policia Civil. (Informações do Portal do Catita)

ROBERT RIOS pede cópias e notas fiscais dos gastos do “Índio mais esperto do Brasil”

TEM CHURRASCARIA E VIAGENS DE LUXO – Faz um mês o deputado estadual Robert Rios (PDT) encaminhou pedido para que o Tribunal de Contas forneça cópias dos gastos do Gabinete Militar do Governo do Piauí referente aos anos 2015, 2016 e 2017 do governo do “Índio mais esperto do Brasil” (a frase foi dita pelo ex-presidente condenado e preso por corrupção e lavagem de dinheiro).

Essa semana a documentação deve ser entregue. Mas, o Código do Poder já adianta que quem for analisar essa documentação se concentre nos gastos com churrascaria para a comitiva nas viagens pelo interior (uso do fundo rotativo) e gastos com viagens através de aviões locados da empresa Ceará Táxi, não só as viagens de luxo para a família do governador, mas também viagens realizadas por terceiros em lugares e horários onde o governador não se encontrava em agenda oficial.

O blog também adianta que a viagem de luxo do filho do governador, Vinícius Dias, no avião pago pelos piauienses foi omitida da prestação de contas de 2015. Tudo só veio à tona após a imprensa revelar o caso no final de 2016, um ano e meio após a viagem ter sido realizada.

Mas, é bom lembrar que as cópias estão livres no Portal do Tribunal de Contas para qualquer cidadão acessar sem qualquer solicitação. É só descobrir os caminhos, o que não é fácil.

Foi escrito anteriormente a palavra “viagens” de luxo, no plural.  Ou seja, o contribuinte piauiense não pagou apenas essa de R$ 17 mil feita pelo filho de Wellington Dias. (Código do Poder)

Wellington Dias: Carpideira do PT

José Olímpio Leite de Castro*

Imperdoável o descaso do governador Wellington Dias (PT) com os milhares de piauienses pobres que moram em áreas ribeirinhas e correm o risco de terem suas casas inundadas pelas águas do rio Parnaíba.

Foi preciso que a oposição botasse a boca no trombone para que Sua Excelência deixasse Curitiba, a capital do Paraná, onde o ex-presidente Lula se encontra preso na Polícia Federal, acusado de corrupção.

Preocupados com a repercussão negativa do descaso do governador em relação às ameaças de cheias do rios Paranaíba e Poti, os assessores carnaqueanos o convenceram a abandonar o papel de carpideira do PT e programaram uma visita de Sua Excelência às áreas de riscos.

Em maio de 2009, o município piauiense de Cocal da Estação, com 30 mil habitantes, foi atingido pelo rompimento da Barragem de Algodões I, causando 9 mortes e a destruição de propriedades e rebanhos.

O CREA informou na época que os problemas que causaram o rompimento da barragem foram constatados ainda em 1997. O governo, mesmo alertado, não fez as obras de engenharia necessárias para evitar a tragédia.

A população foi retirada às pressas da área, mas logo depois a diretora da Emgerpi, falando em nome do governador Wellington Dias, determinou que todas as famílias voltassem para suas casas, garantindo que não havia risco, apesar do alerta de um oficial do Corpo de Bombeiros de que a parede da barragem poderia romper a qualquer momento, o que infelizmente aconteceu.

Por conta dessa malfadada ordem, Sua Excelência responde a processo no Supremo Tribunal Federal, mas pelo visto a tragédia de Cocal da Estação não serviu de lição. Poucos são os reservatórios do Piauí que passaram por vistorias.

Em meio a previsões de fortes chuvas, chegam notícias do interior dando conta do risco de rompimento de barragens e açudes. Lamentável e condenável essa postura irresponsável do governo estadual.

Robert Rios diz que W. Dias só pensa em reeleição e Lula: “Enquanto o Piauí está à deriva”

“Há 3 anos o Wellington só pensa em reeleição. Agora só pensa em reeleição e Lula”, apontou o deputado estadual e pré-candidato ao Senado pelo DEM, Robert Rios em entrevista concedida ao OitoMeia nesta segunda-feira (09/04). Segundo parlamentar, enquanto isso o Piauí está esculhambado.

“É as barragens do Piauí estourando. A violência tomando de conta. É o estado esculhambado. Polícia em greve. Tudo esculhambado e ele não liga para o Piauí. Acha que a eleição está ganha. Que não tem oposição e que trouxe todo mundo para o lado dele. Que é candidato quase único e está ai o resultado”, argumentou o deputado.

O governador Wellington Dias (PT) desembarca em Curitiba na próxima terça-feira (10/04) para visitar o ex-presidente Lula, preso no último sábado (07/04). O chefe do executivo do Piauí estará com outros sete governadores do Nordeste e a visita não faz parte da sua agenda oficial. “A viagem é pessoal. Não é viagem oficial do Governo”, destacou a assessoria de imprensa ao OitoMeia.

Lula e Wellington Dias em recente reencontro

“Conversa fiada dele. Governador tem viagem pessoal? Ele viaja com ajudante de ordem, que é funcionário público. Com a equipe completa. Pessoal só se fosse ele e a mulher dele e o filho. Mas está viajando com servidor público ao lado dele. Nada de pessoa”, ressaltou Robert.

O retorno de Wellington Dias está previsto para a quarta-feira (11) e a visita acontece conjunta com os outros governadores do Nordeste. Até o momento, apenas o governador de Pernambuco, Paulo Câmara (PSB) não confirmou presença na caravana organizada pelo governador do Ceará, Camilo Santana (PT).

Fonte:OitoMeia (por: Nataniel Lima)

Dilma mete Wellington Dias em saia justa

A declaração da ex-presidente Dilma Rousseff, negando-se a dividir um palanque com o presidente nacional do PP, senador Ciro Nogueira, põe o governador Wellington Dias e o PT do Piauí em uma saia justa.

Segundo a jornalista Cristiana Lobo, essa foi uma das alegações da ex-presidente para descartar a opção de ser candidata a senadora pelo Piauí. Ela vai concorrer por Minas Gerais, depois de transferir seu domicílio do Rio Grande do Sul.

Dilma ressalvou que nada tem contra o Piauí, mas jamais subiria ao mesmo palanque com o senador. Ela ainda guarda mágoas de Ciro Nogueira ao avaliar que o PP – hoje Progressistas – foi o último partido de sua base a abandoná-la para cavar o seu impeachment.

A mágoa de Dilma era também a mesma de boa parte do PT até pouco tempo. O senador Ciro Nogueira e sua mulher, a deputada federal Iracema Portella, passaram a ser os principais alvos dos petistas no Piauí. Acusados de golpistas, eles eram vaiados por onde passavam. O senador recebeu vaia até na ausência, apenas por ter seu nome citado em solenidade.

A volta por cima

Depois, já homem forte do governo Temer, Ciro Nogueira andou declarando que seu candidato ao Planalto seria o ex-presidente Lula. Claro que se tratava de uma estratégia sua para acalmar os petistas. De certo modo, ela funcionou. As vaias cessaram.

A chave 14 que o senador aplicou no PT do Piauí funcionou tão bem que hoje ele é o candidato número 1 do governador Wellington Dias ao Senado. O governador ainda está em dúvida quanto ao número 2, embora a senadora Regina Sousa esteja na vez.

O jogo de cintura demonstrado tanto pelo senador quanto pelo governador são próprios da cena política. A propósito, os dois são craques nisso.

No final de semana, se, de um lado, a ex-presidente Dilma criou algum desconforto para o governador, com sua declaração contra o senador Ciro Nogueira, de outro, o ex-presidente Lula – que é quem conta, afinal, no PT – encheu a bola de Wellington, chamando-o de o índio mais sabido do Brasil.

Dilma não se mostrou nem se mostra afeita a esse tipo de jogada, razão principal de sua queda da presidência.

Por:Zózimo Tavares

Empresa doou R$ 28 mil pro PT de W.Dias e ganhou R$ 17,4 milhões com Rejane Dias

30 MESES SEM LICITAÇÃO COM REJANE DIAS – Em seus 30 meses à frente da Secretaria de Educação do Piauí, a deputada federal Rejane Dias nunca fez licitação para o sistema de combate à evasão escolar, mesmo com o Tribunal de Contas apontando a existência de um sistema gratuito fornecido pelo Ministério da Educação.

Rejane sempre defendeu a exclusividade do sistema Mobieduca.me fornecido pela empresa Mobi Mark (Mobile Web Tecnologias CNPJ: 11.455.066/0001-92).

Mas, até algo positivo como o combate à evasão escolar no Piauí não escapou de suspeitas e irregularidades na gestão do casal Dias. O assunto só deve sair aqui, no Blog Código do Poder.

A empresa foi doadora da campanha do esposo de Rejane, o governador Wellington Dias. Doou bem pouco para uma campanha milionária, apenas R$ 28 mil, segundo dados do Tribunal Superior Eleitoral.

Agora, a empresa não tem do que reclamar do faturamento na gestão de Rejane Dias. De 2015 até março de 2018, foram empenhados R$ 17.499.957,50 e pagos R$ 6.539.749,10 para a empresa Mobi Mark (localizada perto do Bom Preço da avenida Kennedy).

Os valores constam no Portal da Transparência.

O contrato sem licitação com a empresa foi alvo de investigação no Tribunal de Contas do Estado e ainda tem muita coisa sobre esse caso cheio de irregularidades.(Código do Poder)

Wellington Dias novamente deixa o Piauí para ser babá de Lula

 

WDias terá agenda com a presidente do PT, senadora Gleyce Rouffman

O governador do Piauí, Wellington Dias, mais uma vez deixa o seu Estado, com todos os problemas existentes, greves e tudo mais, para acompanhar votação do Habeas Corpus que livrará ou não o Lula de uma cadeia. E Wellington vai estar ao lado do ex-presidente. O governador de Minas Gerais, Fernando Pimentel, também confirmou que estará ao lado de Lula.

De acordo com publicação do portalaz, Wellington Dias teria feito o seguinte comentário a respeito do assunto; ” “ O Brasil acompanhará, neste dia 04, um momento histórico, um momento em que o Supremo Tribunal Federal, através de seus membros, terão que tomar uma decisão solene: o que vai valer? a Constituição ou conjunto de lobys, um conjunto de interesses e presões, que estão sendo exercidas nesse momento.Estamos confiantes que será garantida a aplicação de nossa Carta Magna e a lei será respeitada.Eu confio que hoje vá prevalecer a constituição brasileira ou seja a presunção da inocência. Você é inocente até que prove o contrário. O que se deseja pro presidente Lula, é que ele não esteja acima da lei mas também que não esteja abaixo dela. Por essa razão nós queremos Lula livre”. Sem comentários.

Antecipando-se ao prazo de desincompatibilização, governador empossa nesta 2ª feira novos auxiliares

A troca de comando nas secretarias e órgãos públicos do governo do Piauí acontece nesta segunda-feira (02) em solenidade marcada para as 11h no Palácio de Karnak, quando o governador Wellington Dias (PT) dará posse aos novos auxiliares que irão substituir os ocupantes de cargos, cumprindo as normais eleitorais que determinam a desincompatibilização para quem irá disputar as eleições de outubro. Na mesma solenidade, o governador homenageará os ex-auxiliares com a entrega da Medalha do Mérito Renascença.

Em seu discurso na solenidade, o governador vai agradecer a colaboração dos que estão saindo, cumprimentando-os pelo trabalho realizado durante a gestão e manifestará sua expectativa sobre o trabalho daqueles que os estão sucedendo. As mudanças nos cargos de primeiro e segundo escalões mantêm a base partidária que vem dando sustentação política e participando do governo. Cada partido vai manter sua fatia para confirmar em julho, durante as convenções, a aliança que vai apoiar a campanha de reeleição do governador Wellington Dias.

Os novos secretários e ocupantes de cargos de segundo escalão são estes:

Mudanças no Secretariado

Governo- Assume: Ariane Sídia Benigno Silva Felipe; Educação – Assume: Helder Sousa Jacobina; Segurança-  Assume: Rubens da Silva Pereira; Desenvolvimento Rural  Assume: Patrícia Vasconcelos Lima ;Desenvolvimento Econômico e Tecnológico – Assume: Raimundo José Reis de Castro; Polícia Milita -Assume: Lindomar Castilho Melo; Turismo – Assume: Bruno Ferreira Correia Lima; Cultura  -Assume: Marlenildes Lima da Silva (Bid Lima); Infraestrutura – Assume: Deusval Lacerda de Morais; Cidades – Assume: Gustavo Henrique Mendonça Xavier de Oliveira; Assistência Social e Cidadania – Assume: Ana Paula Mendes de Araújo; Fundação Hospitalar  – Assume: Rafael Neiva Nunes do Rego; Comepi- Assume: Francisco Edvan da Silva; Trabalho, Emprego, Renda e Esporte – Assume: Rosalena Maria de Medeiros Ferreira; Meio Ambiente e Recursos Hídricos  -Assume: Robério Aslay de Araújo Barros,