Dois consórcios de empresas apresentaram propostas para gerenciar a PPP do aeroporto de Parnaíba. A sessão de abertura dos envelopes para conhecimento das empresas interessadas aconteceu nesta segunda-feira (20). A concessão será de 32 anos e tem valor estimado de investimento em R$ 150 milhões.

Apresentaram propostas, o consórcio PHB Airport formado pelas empresas: RFM Investimentos Ltda, BrasilX Participações Eireli, Universal Armazens gerais e Alfandegários Ltda. O outro consórcio é a SBPB formado pelas empresas CWI e TR SAECULUM e SOCICAM. 

“Tivemos dois consórcios de empresas que apresentaram propostas, o que é muito positivo pois comprova o interesse do mercado no projeto. Agora vamos para a fase de análise de documentação das empresas e das propostas apresentadas. Assim que tivermos um resultado final, será divulgado”, informou em nota a Superintendência de Parcerias e Concessões do Piauí (Suparc).

Para Viviane Moura, superintendente de Parcerias e Concessões (Suparc), o aeroporto de Parnaíba precisa passar por intervenção física para receber novos voos.

“A gente precisa de alguém que veja fluxo de malha áerea, como trazer mais voos, como incrementar rotas e trazer mais passageiros. Esse é o principal objetivo. O aeroporto de Parnaíba precisa passar por intervenção física, como no terminal de passageiros, pátio de manobra para que a gente possa adaptar e deixar o aeroporto dentro do padrão internacional até para receber voos internacionais. A gestão será mais especializada e vocacionada”, disse em entrevista à TV Cidade Verde.

A empresa vencedora ficará responsável pela administração, conservação, implantação de melhorias e operação aeroportuária.

A infraestrutura prevista no projeto de PPP deve ampliar a capacidade de transporte de cargas com um novo terminal e possibilitará a criação de rotas internacionais, além de potencializar a geração de emprego e renda da região.

Atualmente, o aeroporto é administrado pela Infraero, enquanto o processo da PPP está em andamento.

Segundo estudo da Suparc, nos últimos 4 anos o aeroporto movimentou em média 8 mil passageiros por ano, sendo que a capacidade é de até 800 mil passageiros. Em 2014 e 2015 o aeroporto atingiu o pico de 14,8 mil passageiros, em virtude das obras de ampliação da pista e da entrada da Azul no aeroporto.

Atualmente o aeroporto já tem infraestrutura para operar aeronaves de médio porte, que ligam o município à Campinas e Teresina.( Yala Sena)

Deixe uma resposta