Motoristas alcoolizados provocam acidente entre carro e caminhão em Parnaíba

Dois motoristas provocaram um acidente na tarde desse domingo (26), no KM 36 da BR-402, em Parnaíba, no litoral do Piauí. A Polícia Rodoviária Federal (PRF) realizou o teste de alcoolemia e constatou que os indivíduos haviam ingerido bebida alcoólica.

Carro colide contra caminhão – Foto: Reprodução

Segundo informações da PRF, o motorista que conduzia um caminhão, modelo M.Benz, foi realizar uma curva e ficou atravessado na pista. Após o ocorrido, os policiais rodoviários federais foram acionados e sinalizaram a pista.

Mesmo com a sinalização, o condutor do carro, modelo Fiat Palio, colidiu transversalmente contra o caminhão. Nas imagens, é possível ver que o veículo ficou preso ao caminhão em decorrência da força da batida.

Acidente em Parnaíba – Foto: Reprodução

Os dois homens não ficaram feridos. Ao realizar as diligências, a PRF identificou que a causa presumível foi a ingestão de álcool pelos motoristas.

Chega ao PI um dos maiores eventos de tecnologia e cultura digital do mundo

O Piauí receberá um dos maiores eventos de tecnologia e cultura digital do planeta. Ele acontece de 29 a 31 de maio, com apresentação de robótica, startups e competições de esportes eletrônicos

Secretário de Inteligência Artificial, André Macedo, destaca importância da Campus Party Weekend Piauí

Secretário de Inteligência Artificial, André Macedo, destaca importância da Campus Party Weekend Piauí

ENTENDA A DIMENSÃO

O secretário estadual de Inteligência Artificial, Economia Digital, Ciência, Tecnologia e Inovação do Piauí, professor André Macedo, conta que a Campus Party Weekend Piauí será realizada no Centro de Convenções de Teresina. 

Serão 3 dias com diversas atrações, palestras e campeonatos que envolvem premiações de até R$ 3 mil.

ARENA DE ROBÓTICA

A Campus Party Weekend Piauí tem o apoio Governo do Estado, por meio da Investe Piauí. 

O evento contará com arena de robótica, a Campus Startup Summit, onde diversas startups apresentarão seus projetos e trabalhos revolucionários.

E ainda a Campus Future, onde estudantes apresentarão projetos inovadores na área acadêmica. A Arena Disrupção, com diversas palestras e mentorias sobre criatividade e empreendedorismo.

Além do Palco de Comunidades, que contará com a participação de especialistas e líderes em inovação tecnológica.

TEM MAIS!

A Campus Play, por sua vez, será uma área com campeonatos de FreeFire e Valorant, nos dias 30 e 31, com times de 5 jogadores. As disputas acontecem na quinta-feira (30), com o embate no Valorant, e na sexta-feira (31), com os times de FreeFire. Ambos os embates acontecem às 10h30, de forma presencial, no espaço Campus Play.

PÚBLICO ALVO

“Serão 3 dias de imersão disruptiva, tendo como público alvo estudantes e empreendedores, startups, instituições de ensino, representantes governamentais e todos aqueles que compartilham da cultura de inovação e empreendedorismo”, explica Cristiano Vargas, vice-presidente de Inovação da Investe Piauí. “Um ambiente vibrante de tecnologia e inovação”.

“Ao apoiar esse evento, a Investe Piauí demonstra seu compromisso com o estímulo ao ecossistema de inovação e tecnologia, como um grande fomento a projetos que impulsionam o progresso econômico e social”, diz ele. 

O QUE É A CAMPUS PARTY

A Campus Party é um dos maiores eventos de tecnologia, inovação, ciência e cultura digital do mundo. Originária da Espanha, a primeira edição ocorreu em 1997. 

Desde então, a Campus Party expandiu-se globalmente, ocorrendo em diversos países, como Brasil, México, Colômbia, Alemanha, entre outros.

O evento atrai milhares de participantes, incluindo estudantes, profissionais da área de tecnologia, empreendedores, desenvolvedores, pesquisadores e entusiastas de diversas áreas. Durante a Campus Party, os participantes têm a oportunidade de participar de palestras, workshops, competições, hackathons e outras atividades relacionadas à tecnologia e à inovação. (Ari Carvalho)

Governo vai criar cadastro de comunidades pesqueiras do Piauí para regularização fundiária

Por Roberto Araujo

Foi sancionada pelo governador Rafael Fonteles (PT) uma lei que prevê o reconhecimento e proteção a comunidades tradicionais pesqueiras do Piauí, incluindo a criação de um cadastro geral das comunidades tradicionais pesqueiras do Piauí. A legislação prevê, ainda, que o governo vai atuar para promover a regularização fundiária das áreas ocupadas pelas comunidades tradicionais.

A lei, de autoria do deputado estadual Rubens Vieira (PT), especifica, ainda, a diferença entre comunidades tradicionais e territórios tradicionais pesqueiros. Enquanto o primeiro é definido por grupos sociais que tem na pesca artesanal elemento preponderante para os seus modos de vida, o segundo, são extensões, em superfícies de terra ou corpos d´água, utilizadas pelas comunidades tradicionais pesqueiras para a sua habitação, desenvolvimento de atividades produtivas, preservação, abrigo e reprodução das espécies e de outros recursos necessários à garantia do seu modo de vida.

A nova lei também aponta que cabe ao estado incluir assistência e linhas de créditos para os moradores dos territórios que tem suas atividades voltadas para a pesca no Piauí. Além disso, a legislação prevê umna política de desenvolvimento sustentável nas comunidades pesquieras, levando em conta a proteção de manguezais, apicuns, salgados, matas ciliares, lagoas costerias e marginais para a manutenção desses ecossistemas.

“Cabe ao Estado, com a coparticipação das comunidades, formular políticas públicas destinadas a garantir o desenvolvimento sustentável das comunidades tradicionais pesqueiras e desdobrá-las em planos de ação dotados de estratégias e metas definidas, com ênfase no reconhecimento, promoção, fortalecimento, proteção e garantia dos direitos territoriais, sociais, ambientais, econômicos e culturais e com respeito e valorização da identidade, formas de organização e instituições destas comunidades”, cita trecho da lei.

Nova etapa da obra de urbanização do Porto Piauí será entregue nos próximos meses

Os serviços de urbanização do Porto Piauí, em Luís Correia, seguem a todo vapor. A estrutura vai garantir mais infraestrutura e impulsionar o desenvolvimento do estado. Com investimento de cerca de R$ 13 milhões, a obra tem extensão de cinco hectares e é realizada pelo Governo do Estado, por meio da Secretaria das Cidades (Secid). A previsão de conclusão da segunda etapa é entre junho e julho deste ano.

A urbanização contempla a construção do pátio do porto, que estará apto a receber mercadorias de vários tamanhos, além de cargas especiais, da indústria, escavadeira e equipamentos mecânicos em geral. A área também abrange um estacionamento que facilitará o acesso ao local.

Localizada na praia do Quebra-Mar, lateral da avenida Teresina, a pavimentação da área do pátio e estacionamento são feitas em bloquetes intertravados de concreto. Esse tipo de pavimento oferece um aspecto decorativo e tem grande durabilidade, permitindo também um melhor escoamento de água por contar com fissuras entre as peças.

O Porto Piauí vai ajudar a desenvolver a economia do estado, permitindo exportar e importar mercadorias pelo próprio território, gerando impostos e renda que beneficiarão a economia local. “Essa obra, por completo, é um sonho dos piauienses que está saindo do papel e se concretizando. É um compromisso honrado pela gestão e resultado de muito trabalho”, diz Vilani Silva, secretária das Cidades. (Encarando)

Moto do Instituto Amostragem é roubada em assalto a pesquisadores em Tutóia no Maranhão

Uma dupla de pesquisadores do Instituto Amostragem teve sua motocicleta roubada durante um assalto por volta do meio-dia desta terça-feira (21), enquanto trabalhavam no distrito de Barro Duro, interior da cidade de Tutóia, no Maranhão. A motocicleta, uma Honda NXR160 BROS ESDD brancaplaca RSM4H13,  foi levada por assaltantes armados que abordaram os pesquisadores durante uma manobra numa curva perigosa de estrada ‘carroçal’. A moto, tem o número do CRV 223517950467 e está em situação regular para o exercício de 2024. O roubo não apenas representa uma perda significativa para o Instituto, mas também destaca questões de segurança que preocupam a todos na região.

Os pesquisadores, tentaram escapar a 100 km/h no momento da abordagem, mas mesmo assim não conseguiram evitar o roubo, uma vez que os criminosos estavam armados e ameaçaram atirar. Após o assalto, um motorista solidário deu carona aos pesquisadores até um posto em Tutóia, onde eles puderam comunicar o ocorrido à polícia.

A polícia local foi prontamente notificada e está investigando o caso, realizando buscas para recuperar o veículo roubado e capturar os suspeitos. Este incidente ressalta os riscos enfrentados por profissionais que realizam trabalhos de campo em áreas isoladas.

Informações sobre o paradeiro da motocicleta ou sobre os responsáveis pelo roubo podem ser informadas para a DELEGACIA DE POLÍCIA CIVIL DE TUTÓIA, telefone principal (98) 3479-1300. (Helder Souza)

Henrique Pires apresenta voto de repúdio à criação de curso para linguagem neutra

 Henrique Pires apresenta voto de repúdio à criação de curso para linguagem neutra

O voto é contra a criação de programa federal que prevê formação a estudantes e gestores

A Assembleia Legislativa do Piauí (Alepi) recebeu requerimento do deputado Henrique Pires (MDB) que propõe voto de repúdio à criação de programa que prevê que estudantes e gestores terão formação para o uso da linguagem neutra. A matéria foi lida na sessão plenária desta terça-feira (21) da Casa e segue para análise das comissões técnicas.

O parlamentar argumenta que a linguagem não binária, ao trocar os pronomes masculinos e femininos, “causaria impacto à aprendizagem de crianças disléxicas, além de prejudicar a comunicação entre pessoas com deficiências auditivas ou visuais”. “Caso a medida seja aprovada, as palavras ‘todos’ e ‘todas, por exemplo, seriam substituídas por ‘todes’. ‘Menino’ e ‘menina’ dariam lugar a ‘menine’”, exemplifica.
Segundo o deputado o seu gesto é político porque as alterações na lei neste tema são de prerrogativa do Congresso Nacional.

A reclamação do deputado vem a partir da aprovação de propostas contidas no relatório final da 4ª Conferência Nacional de Cultura, divulgado no início de maio. Com 107 votos, o eixo temático “Diversidade Cultural e Transversalidades de Gênero, Raça e Acessibilidade na Política Cultural” foi favorável à criação de Programa Nacional de Formação Continuada de responsabilidade do poder público, que, entre diversos objetivos, visa promover a “formação para uso da linguagem neutra”.

 

Ciclista morre atropelado no litoral do Piauí e motorista foge sem prestar socorro

Um ciclista, cuja identidade ainda não foi revelada, morreu após ser atropelado por um carro na manhã desta terça-feira (21/05), na rodovia que liga a BR-343 à BR-402, na cidade de Parnaíba. O motorista do veículo fugiu do local sem prestar socorro à vítima.

FOTO: REPRODUÇÃO/CLICK PARNAÍBA

De acordo com a Polícia Militar, o ciclista trafegava pelo acostamento da rodovia quando foi atingido por um carro ainda não identificado. O impacto foi tão forte que a vítima não resistiu aos ferimentos e morreu no local.

A área do acidente foi isolada para a realização da perícia criminal, e a equipe do Instituto Médico Legal (IML) foi acionada para remover o corpo. A Polícia Civil está investigando o caso e trabalha para identificar e localizar o motorista responsável pelo atropelamento.

TRAGÉDIA: Pedestre morre atropelado na Avenida Pinheiro Machado em Parnaíba

A Polícia Rodoviária Federal e a Polícia Militar – atenderam ocorrência de atropelamento na Avenida Pinheiro Machado por volta das 19hs desta segunda-feira(20).

De acordo com as informações, um pedestre (ainda não identificado) tentava atravessar a via pelo canteiro da avenida em direção a calçada da Condiesel, quando foi colhido por um veículo modelo Fiat Línea.  Com o impacto, a vítima caiu alguns metros depois, tendo morte instantanea na cena do acidente.

O IML foi acionado para remoção do corpo, visto que, o carro tumba desta unidade está em deslocamento para remoção de um cadáver na região da cidade de Porto. 

Na Rua Afonso Pena, bairro Campos, há outro corpo para ser removido. Até o fechamento desta nota, os corpos ainda não haviam sido removidos.

Local onde o corpo caiu. 

Avenida Pinheiro Machado. 

(Fonte:Portal do Catita)

Ao dar apoio à ocorrência, moto da PM é atingida por outro veículo e acaba apreendida pela PRF

Uma moto das Rondas Ostensivas Com Apoio de Motocicletas (ROCAM) do 2º Batalhão da Polícia Militar ‘Major Osmar’, de Parnaíba, acabou sendo apreendida pela Polícia Rodoviária Federal (PRF), por conta de seu licenciamento estar atrasado. O fato ocorreu no Km 78 da BR-402 no litoral do Piauí, por volta das 15h45 desse domingo (19/05).
Moto da PM com licenciamento atrasado é apreendida.
Fotos: reprodução.
De acordo com as informações apuradas pelo infocopiaui.com, uma equipe da Polícia Militar estava atendendo um acidente e fez a sinalização da área, bem como estacionou a motocicleta da PM em local específico. No entanto, a viatura foi atingida por outro veículo, se envolvendo assim em outro acidente.
PM dar apoio à ocorrência de acidente.
Fotos: reprodução.
Por ser um veículo oficial, a Polícia Rodoviária Federal foi acionada para fazer o atendimento deste segundo acidente. Ao chegar ao local, iniciou-se os procedimentos de praxe para realização do Laudo Pericial de Sinistro de Trânsito, dentre esses procedimentos está o de consulta e fiscalização dos veículos envolvidos, já que os sistemas são interligados. 
Dessa forma, ao se inserir a placa da referida motocicleta, constou no sistema o licenciamento atrasado, sendo procedimento padrão da PRF a realização do recolhimento de qualquer veículo que esteja com a documentação irregular, inclusive se envolvido em acidente de trânsito, sob pena de prevaricação dos agentes. 
Diante dos fatos, o veículo acidentado foi recolhido ao pátio da PRF para que posteriormente regularize a situação documental e se proceda a retirada para conserto.(Infocopiaui)

Sindicalista anuncia nova estratégia para evitar desmonte da Agespisa

Segundo o presidente do Sindicato dos Engenheiros do Piauí, Florentino Filho, a derrota no Tribunal de Justiça na ação contra a lei que criou a Microrregião de Águas e Esgotos não representa o fim de linha dos questionamentos jurídicos. A estratégia agora, segundo Florentino,  envolve prefeituras comandadas por gestores de oposição ao governo.

Segunda Via de Conta da Agespisa

Novas ações serão patrocinadas pelas prefeituras de Parnaíba, União, Oeiras,  Campo Maior e Picos. Na primeira tentativa de judicialização da mudança na política de investimentos em saneamento básico, o Tribunal de Justiça sequer reconheceu a legitimidade das entidades que ingressaram com Ação Direta de Inconstitucionalidade.(Elivaldo Barbosa)

Tá na mídia:”Não será Joel, mas sim Gracinha Mão Santa o nome trabalhado para 2026″

Não adianta estimular o nome do presidente do Progressistas Joel Rodrigues em sondagens para 2026. O nome que começará a ser trabalhado pelo partido após o pleito municipal será o da deputada estadual Gracinha Mão Santa.

O resultado da eleição em Parnaíba será um grande passaporte para alavancar seu nome. Em caso de vitória, ela contará com a gestão do pai na segunda cidade do estado e o fato de derrotar Rafael. Gracinha  Mão Santa , combativa e de coragem invejável, é um nome diferenciado a nível estadual.(Silas Freire)

Defensoria torna pública a abertura de inscrições para Força-Tarefa em Parnaíba

Defensoria Pública do Estado do Piauí – Foto: Divulgação/ Governo do Piauí

As duas vagas ofertadas serão para o período de 3 de junho a 31 de agosto, com atendimento presencial nos dias 6 a 9 de agosto.

Os interessados devem enviar requerimento dirigido à Defensora Pública Geral, exclusivamente para o e-mail institucional inscricaoedital@defensoria.pi.def.br, no período de 20 a 24 de maio de 2024, observando que no último dia de inscrições o prazo para envio do e-mail encerra às 12h.

Poderão concorrer todas as Defensoras Públicas e todos os Defensores Públicos, exceto as (os) que estejam designadas (os) para realizar Sessão do Tribunal do Júri, ou audiências criminais com réu preso, no período do atendimento presencial descrito, nas Comarcas em que atuam, seja como titular ou como substituta(o).(Anna Flávia)

Idoso morre após cair de elevador improvisado em Parnaíba

Foto mostra o local do acidente que resultou na morte do idoso  Domingos Alves Freitas, em Parnaíba, Litoral do Piauí  | Reprodução

Foto mostra o local do acidente que resultou na morte do idoso Domingos Alves Freitas, em Parnaíba, Litoral do Piauí | Reprodução

Um idoso identificado como Domingos Alves Freitas morreu após cair de um elevador improvisado que interliga seu estabelecimento comercial e a casa dele, situada no piso superior. O acidente doméstico aconteceu no final da manhã desta segunda-feira (20), na Avenida Pinheiro Machado, em Parnaíba.

De acordo com o apurado pelo Meio News, o idoso é deficiente de uma perna e o elevador artesanal servia tanto para transportá-lo, como também para traslado de cargas do estabelecimento especializado em produtos para animais. Foi então que, no momento em que usava o equipamento, a vítima não teria fechado a porta de contenção corretamente, o que teria danificado o elevador, cujo fundo cedeu.

O idoso caiu caiu de uma altura de aproximadamente 4 metros, bateu a cabeça e foi à óbito ainda no local. Não há informações se haviam mais pessoas presentes no momento que ocorreu a fatalidade. 

Uma ambulância do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (SAMU) foi acionada, mas ao chegar no endereço, o homem já estava morto. O Instituto Médico Legal (IML) fez a remoção do corpo da vítima.

 

 

 

 

Tribunal de Justiça não reconhece legitimidade de entidades em ação e mantém privatização de serviços da Agespisa

Por Paula Sampaio 

Por unanimidade, o Pleno do Tribunal de Justiça do Piauí (TJ-PI) seguiu o voto do desembargador Sebastião Ribeiro Martins, nesta segunda-feira (20), e manteve a privatização no abastecimento de água e saneamento, que levará ao fim da estatal Águas e Esgotos do Piauí (Agespisa). 

Com isso, segue mantido o cronograma de leilão, que está previsto para ocorrer no mês de agosto com lance mínimo de R$ 1 bilhão.

Conforme o voto do relator, TJ-PI não reconheceu a legitimidade da Federação Nacional do Nordeste dos Urbanitários (FNU) e do Sindicato dos Engenheiros do Piauí (Senge-PI), que tinham ingressado com a Ação Direta de Inconstitucionalidade (ADI). 

O presidente do Senge-PI, Florentino Sousa Filho, informou ao Cidadeverde.com que deve voltar a acionar a Justiça para barrar a privatização dos serviços de saneamento e abastecimento de água no Piauí.

“A gente já esperava que eles julgassem que as entidades não têm legitimidade, porque aí eles evitam julgar o mérito. Nós estamos já conversando com nossos advogados, com certeza vamos buscar outros caminhos, não tenha dúvida”, disse.

Veja também:

No entendimento feito pelo Pleno, não constam nos estatutos da entidades a defesa da autonomia dos municípios, objeto da ação. Apenas os interesses dos associados de cada uma. 

Na ação, a FNU e o Sindicato dos Engenheiros do Piauí alegavam que os municípios possuem autonomia para decidirem sobre o saneamento básico da cidade e que seria inconstitucional que essa decisão seja tomada apenas pelo governo estadual.

Leilão da Agespisa por R$ 1 bilhão

A Agespisa (Empresa de Água e Esgoto do Piauí) foi incluída na Parceria Público-Privada (PPP) e seus serviços – abastecimento de águas e esgotos – irão a leilão no mês de agosto com lance mínimo de R$ 1 bilhão. Pelo menos oito empresas já estariam interessadas.

Segundo o governo, a Agespisa não tem condições de atender o marco regulatório do saneamento que tem metas de universalização. Estudos do governo do estado apontam que a Agespisa tem um déficit de R$ 200 milhões por ano e R$ 2 bilhões de passivo acumulado nos últimos anos.

 

“Linguagem neutra não”, defende Henrique Pires

Depois de requerimento apresentado na Alepi, Henrique Pires (MDB) levou até Brasília sua manifestação de repúdio a qualquer tentativa de obrigação de uso da linguagem neutra.

Henrique Pires quer debater segurança pública de Teresina — Assembleia  Legislativa do Piauí O deputado esteve com o presidente nacional do MDB, deputado federal Baleia Rossi, e solicitou que o partido seja orientado a votar contra os projetos que determinam uso de linguagem neutra. “É preciso tomar uma posição em relação a este tema”, defende o deputado piauiense. (Elivaldo Barbosa)

Prevenção a desastres ambientais não dá voto. É o saneamento do século

Obras enterradas

Em passado não muito remoto, políticos davam de ombros para as obras de saneamento (esgoto e drenagem urbana), porque elas ficam enterradas e se o eleitor não vê não dá voto. 
Os impactos de saúde, a conscientização das pessoas e a possibilidade de concessão dos serviços de esgotos para empresas privadas fizeram avançar as obras de saneamento – ao menos na área de esgotos.

Rio Parnaíba, muito cheio, não representou tanto perigo para as populações ribeirinhas

Rio Parnaíba, muito cheio, não representou tanto perigo para as populações ribeirinhas

O “novo normal” 

Para o lugar de obras enterradas que não dão voto, agora tem-se obras, serviços e ações de prevenção para desastres climáticos – que são o “novo normal”

Obras “sem objetivo” e remoções

Obras de prevenção de desastres naturais, como enxurradas e enchentes, em geral poderão ser percebidas como algo “sem objetivo”, sem uso. 
E ainda existe uma questão ainda mais impopular: a remoção de pessoas de áreas de risco.

Diques e barragens 
 
Os políticos tendem a “esquecer” diques, barragens de contenção de enxurradas, obras de macro e microdrenagem urbana. E remover pessoas, nem pensar.
Nesse contexto, as tragédias futuras de alimentam dos interesses imediatos dos políticos.

Tô nem aí

Vamos imaginar uma situação de chuvas intensas acima de Teresina, banhada por dois rios. 
Milhares de pessoas podem ser afetadas porque há duas barragens de contenção de enxurradas que nunca saíram do papel, a drenagem da cidade é uma lenda e os dois diques de proteção para evitar a invasão das águas foram ocupados por pessoas que agora habitam áreas de risco.

De olho no voto 

Políticos fizeram pouco caso dos riscos e das possibilidades futuras de desastres ambientais.

O Ceará faz água

Este ano tem sido de muita chuva também no Ceará, onde 72 açudes transbordaram neste ano, segundo a Companhia de Gestão dos Recursos Hídricos (Cogerh). 
Nesse ano, chuvas acima de média fizeram com que se tenha um aporte de 10,5 bilhões de metros cúbicos aos reservatórios cearenses monitorados pela Cogerh.
O montante já superou todo o ano de 2023, sendo o melhor acumulado desde 2009. 

Quem te viu…

Alguém viu o ministro Wellington Dias dando explicações e apontando soluções sobre a tragédia no Rio Grande do Sul? 
Pois esse sábio e bondoso senhor não teve essa mesma postura na questão da evitável e criminosa tragédia da barragem de algodões. 

Foto: Reprodução/InternetWellington Dias: posando de carregador de mantimentos no RS. negligente no socorro às vítimas de Algodões, no seu estado.Wellington Dias: posando de carregador de mantimentos no RS. negligente no socorro às vítimas de Algodões, no seu estado.

Foto: Reprodução InternetDa barragem de Algodões, sobrou apenas essa terrível paisagem. Obra da irresponsabilidade de um governoDa barragem de Algodões, sobrou apenas essa terrível paisagem. Obra da irresponsabilidade de um governo

Ele sabia 

Por sua ordem ou iniciativa, o prefeito da época (parece que Ferdinand) fez o povo ribeirinho retornar as suas casas porque um engenheiro igualmente irresponsável dizia que rasgava o diploma se a barragem rompesse. 
O então governador, que era esse atual ministro, ao invés de recorrer a outras opiniões mais abalizadas e menos sabujosas, nada fez. 

Flagelo e negligência 

Comportou-se muito pior na hora da assistência aos milhares que sobreviveram, pagando migalhas, sendo obrigado aos flagelados criarem uma associação para entrar na justiça contra o governador e o governo buscando uma indenização condigna. 

Crime prescrito 

A culpa de Wellington e de tantos outros do governo foi constatada  no episódio da barragem tanto que ele foi processado, para responder pelo crime que se lhe atribuíam. 
Mas como a justiça é o que é o seu crime prescreveu. (Portalaz)

Imprensa nacional repercute Rafael Fonteles como “nova liderança” nacional

Um artigo publicado pelo site metrópoles, no blog do jornalista Ricardo Noblat, aponta o Governador do Piauí, Rafael Fonteles, como “nova liderança em ascensão no Brasil”. O texto é assinado pelo Pós-doutor em Ciência Política, Antônio Carlos de Medeiros, analisa os primeiros meses de governo do gestor piauiense e avalia positivamente o direcionamento econômico de Fonteles para as políticas de energias renováveis.

Na publicação, Antônio Carlos de Medeiros analisa o cenário geográfico e econômico do estado. “Sua ênfase na gestão é a criação de um estado moderno e digital. Incentiva o agronegócio na perspectiva de agregar mais valor com o estímulo às agroindústrias. O Piauí não tem tradição de indústrias e, com apenas 3,2 milhões de habitantes, tem um mercado de consumo limitado”

Governador Rafael Fonteles em agenda na Índia - (CCOM Piauí)CCOM Piauí

Governador Rafael Fonteles em agenda na Índia

O autor valoriza no texto publicado a aposta do governador no hidrogênio verde.

“Além da agroindústria, Fonteles mira o grande potencial de energia eólica e solar do Piauí para a produção de hidrogênio verde: foco em energia limpa e renovável, na fronteira do mundo ESG. Nestes dias, esteve na Europa para assinar Protocolos de cooperação de produção de hidrogênio verde. Mira também a exportação”.

O artigo que pode ser lido na íntegra, clicando no link, fala também sobre o cenário político de Teresina.

“Para além do varejo político, o governador Rafael Fonteles é visto como um fenômeno político no Piauí também no meio empresarial. Conseguiu crescer eleitoralmente até em Teresina, onde o PT nunca elegeu prefeito. Agora, está refazendo alianças com o ex-governador Wilson Martins e com o PDT. Mira uma consolidação da sua hegemonia a partir das eleições de 2024, incluindo Teresina”, finaliza

Tribunal de Justiça do Piauí julga ação contra privatização da Agespisa na segunda-feira (20)

Agespisa

O Pleno do Tribunal de Justiça do Piauí (TJ-PI) vai julgar, na sessão desta segunda-feira (20), uma Ação Direta de Inconstitucionalidade que questiona a privatização da Águas e Esgotos do Piauí (Agespisa) ou a nova concessão dos serviços de abastecimento de água esgotamento sanitário do Piauí. A sessão está prevista para acontecer às 9h no Plenário do Palácio da Justiça, localizado na Avenida Padre Humberto Pietrogrande).

A ADI foi proposta pela Federação Nacional do Nordeste dos Urbanitários (FNU) e pelo Sindicato dos Engenheiros do Piauí. O desembargador Sebastião Ribeiro Martins será o relator do processo.

Segundo o Sindicato dos Trabalhadores nas Indústrias Urbanas do Piauí (Urbanitários-PI) este processo está negligenciando totalmente os interesses e preocupações da população. Ainda, afirmam que o projeto trará como consequências aumentos abusivos nas tarifas de água, elevação das taxas de esgoto e a falta de garantias para as comunidades rurais.

Já o Governo do Piauí afirma que a Agespisa tem um déficit de R$ 200 milhões por ano e R$ 2 bilhões de passivo acumulado nos últimos anos, e que não tem condições de atender o marco regulatório do saneamento básico, que prevê metas de desempenho obrigatórias e universalização dos serviços.

Os serviços da Agespisa, empresa responsável pelo abastecimento de água e saneamento básico do Piauí, estão previstos para serem leiloados no mês de agosto, com lance mínimo de R$ 1 bilhão. A Agespisa será incluída em uma Parceria Público-Privada (PPP).

A empresa vencedora terá prazo de oito anos para universalizar o abastecimento de água no Estado, com investimentos de aproximadamente R$ 10 bilhões. Em 15 anos, a empresa deve levar saneamento básico para todo o estado, incluindo a zona rural de Teresina. O secretário Estadual de Administração, Samuel Nascimento, presidente da Microrregião de Águas e Esgotos do Piauí (MRAE), informou que 8 empresas estão interessadas em participar do leilão.

Com mais de 60 anos de existência, a estatal conta hoje com um capital social de R$ 621.910.776 (conforme último balanço publicado pela empresa, aprovado em julho de 2023) e atende uma população de 1.628.890 pessoas, distribuídas em 155 cidades e 22 povoados piauienses. Com dívidas parceladas, a empresa ainda acumulava uma débito de mais de 200 milhões de reais.

E a Secretaria de Turismo continua “danada” fazendo calçamentos Piauí à fora

Um bairro chamado Gil Marques, na cidade de Novo Oriente do Piauí, terá ruas pavimentadas a um custo de R$ 1,450 milhão.

Foto: Reprodução/InternetPablo Santos querendo ser prefeito de Picos e fazendo calçamento Piaui afora. “É o diablo esse Dr Pablo”.

Pablo Santos querendo ser prefeito de Picos e fazendo calçamento Piaui afora. “É o diablo esse Dr Pablo”.

A obra é da Secretaria de Turismo, que vai aplicar mais que o dobro deste valor (R$ 3,099 milhões) em pavimentação de ruas na cidade de Colônia do Piauí.
Não é à toa que na cidade o povo diz: “esse Pablo é o diablo” de fazedor.(Portalaz)

Senador acha STF uma ‘tragédia’ e seus ministros ‘oportunistas’

Em discurso, à tribuna, senador Oriovisto Guimarães (Podemos-PR). (Foto: Waldemir Barreto/Agência Senado)

O senador Oriovisto Guimarães (Podemos-PR) usou a tribuna do Senado para chamar a atenção sobre a repetição de decisões monocráticas pelo judiciário do Brasil. O parlamentar fez discurso duro contra o Supremo Tribunal Federal (STF) e até se referiu aos ministros da Corte como “oportunistas”.

“Não vim aqui para falar de uma tragédia provocada pela força da natureza, vim falar da falta de caráter, vim falar de uma tragédia provocada por oportunistas. Por pessoas que usam sua autoridade para fazer deboche com os brasileiros”, disparou.  

Fazendo analogia com a catástrofe enfrentada pelo povo gaúcho, Oriovisto disse que há uma outra tragédia em curso “ela se chama Supremo Tribunal Federal e as suas decisões monocráticas”.  

O parlamentar seguiu criticando as decisões monocráticas. Ele apontou levantamento mostrando que em dez anos, 72,4% das decisões do Supremo foram monocráticas. Desse total, 60,65% foram decisões sobre constitucionalidade. “Ou seja, suspendendo a vigência de atos normativos legitimamente aprovados pelo legislativo”. 

Para o parlamentar, ao longo da história do Brasil, as liminares significaram ‘licença para desobedecer a lei’. “Licença que se dava aos amigos. Dentre muitos exemplos, podemos mostrar uma decisão do ministro Luiz Fux de setembro de 2014, que concedeu auxílio moradia a todos os juízes federais e estaduais, mesmo aqueles que já tinha imóvel próprio. Somente em novembro de 2018, a liminar foi revogada sendo declara inconstitucional.  Mas a verba não foi devolvida para os cofres públicos”, refletiu.

Para o parlamentar, o Brasil precisa aprender com os exemplos históricos do quanto são danosas as decisões monocráticas. Ele fez menção a decisão pelo fim da Lei das Estatais, assinada pelo então ministro do STF, Ricardo Lewandowski, que “se aposentou 30 dias depois de dar essa decisão e agora premiado foi com o cargo de Ministro da Justiça pelo governo Lula que ele beneficiou”.  

O parlamentar reclamou de recente análise do Supremo atribuindo constitucionalidade à decisão. “Não me chamem de idiota. Não chamem o povo brasileiro de idiota. Coisas assim tornam o Brasil uma república de bananas. Não nos chamem de idiotas. Do que vale 513 congressistas aprovarem uma Lei, quando um único homem suspende essa Lei?”, questionou. (Diário do Poder)