Almanaque da Parnaíba homenageia escultor Mestre Ageu

A edição 73° do ‘Almanaque da Parnaíba’ traz em seu volume de quase 600 páginas, uma ampla homenagem ao Mestre Ageu, que faleceu aos 90 anos de idade no dia 25 abril. O ‘Almanaque da Parnaíba’ será lançado nesta sexta-feira (27),  às 19h, no Senac – BR 343, em Parnaíba, no litoral do Piauí.

Mestre Ageu

O ensaio é assinado pelo poeta e memorialista Diego Mendes Sousa, que elucida a vida e a obra desse grande artista popular, poeta, pintor e escultor de reconhecido valor.

“Mestre Ageu era parnaibano. Meu objetivo era homenageá-lo em vida, mas o destino não quis. O leitor do  ‘Almanaque da Parnaíba’ terá contato com a sensibilidade de Mestre Ageu e constatará a sua grandeza humana. Mestre Ageu estava muito comovido com essa presença no histórico ‘Almanaque da Parnaíba’. Só falava nisso para todo mundo que o visitava. Era espiritualizado e inteligente. Sabia seus poemas de cor. Era também um repentista, que sabia tocar o coração da gente. Mestre Ageu era um símbolo da riqueza da cultura popular entre nós”, disse Diego Mendes Sousa.

O ‘Almanaque da Parnaíba’ é uma publicação da Academia Parnaibana de Letras (APAL), cujo presidente é o escritor e jornalista José Luiz de Carvalho.

Escultor parnaibano, Mestre Ageu morre aos 90 anos deixando um legado para a cultura

Deixe uma resposta