Batalhões de Divisa vão combater facções do crime organizado nas fronteiras do Piauí

Coronel Scheiwann Lopes com a governadora Regina Sousa

O comandante-geral da Polícia Militar do Piauí,  coronel Scheiwann Lopes, anunciu nesta quinta-feira (15), a criação do 1º Batalhão de Divisa para combater os roubos a bancos e carros-fortes, homicídios, tráfico de armas, drogas e animais, praticados pelos criminosos ligados a facções do crime organbizado, nas fronteiras do Piauí com os estados do Maranhão, Tocantins, Bahia, Pernambuco e Ceará.

O Batalhão de Divisas terá uma sede em Teresina e companhias independentes avançadas nas cidades de Parnaíba, Picos e Bom Jesus.

A Lei de Reestruturação  da Polícia Militar, aprovada pela Assembleia Legislativa em abril deste ano e sancionada pelo então governador Wellington Dias preve a criação dos batalhões de fronteiras.

“O Batalhão Rodoviário é responsável pelo cinturão verde da capital. Vamos fazer uma modificação e desatrelar os batalhões. Um será de policiamento do interior, que é rural, e o outro de divisas”, adiantou o coronel Scheiwann Lopes.

“Quando ele for ampliado para o interior, vai cuidar das nossas divisas, entradas com outros estados, na parte rural, fazendo frente a entrada de armas, drogas e também na modalidade do novo cangaço, que são assaltos a instituições financeiras”, acrescentou Scheiwann Lopes.

“Vamos apresentar a proposta [à governadora Regina Sousa] e a palavra final será dela”, completou o comandante-geral da PM-PI.(Parlamento Piauí)

Deixe uma resposta