Descentralização de testes agiliza diagnósticos de HIV em Parnaíba

No município de Parnaíba há muitas pessoas vítimas do Vírus da Imunodeficiência Humana (HIV), e foram identificadas após um trabalho de descentralização de testagens realizadas pelo Centro de Testagens e Acolhimento (CTA) de Parnaíba. A Síndrome da Imunodeficiência Adquirida (AIDS) é uma doença silenciosa e povoada ainda de preconceitos. Até então, neste ano de 2021, já foram identificados mais oitenta e quatro novos casos.

De acordo com Márcia Carneiro, coordenadora do CTA, muitas pessoas não têm condições se quer de ir ao órgão em busca de exame e tratamento, por isso ações de buscas e testagens em prostíbulo, junto a pessoas em situação de rua, atenção à comunidade LGBTQIA+ e outros. “A gente procurou fazer atividades principalmente para pessoas mais vulneráveis”, enfatizou.

As pessoas, que têm suspeitas de infecção, devem procurar o CTA, na Rua Passajarina, 247, Boa Esperança, em Parnaíba. O trabalho é sigiloso e a pessoa pode contar com orientações e acompanhamento, através de esclarecimentos e acesso a medicação. A deterioração progressiva do sistema imunitário propicia o desenvolvimento de infeções oportunistas, realidade que já matou dois aidéticos em Parnaíba, acometidos pela Covid-19.

Segundo Márcia Carneiro, coordenadora do CTA de Parnaíba, há pessoas que tomaram conhecimento de contração da AIDS quando já infectados pelo coronavírus, devido aos exames feitos; por isso a necessidade da prevenção e exames de rotina. Inclusive os imunossuprimidos têm o direito de uma quarta dose da vacina contra a SARS-CoV-2. Diálogo e autoaceitação são passos importantes para infectado. Todas as pessoas têm direito de acesso à saúde e cabe a cada um a escolha pela prevenção.(Daniel Santos)

Deixe uma resposta