Elmano apresenta projeto para proibir saídas de presos por crimes hediondos

Senador apresentou projeto que proíbe as saídas temporárias para condenados por crime hediondo (Foto: Marcos Oliveira/Agência Senado)

Senador apresentou projeto que proíbe as saídas temporárias para condenados por crime hediondo (Foto: Marcos Oliveira/Agência Senado)

Dos 387 presos piauienses que foram beneficiados na última “Saidinha de Natal”, 22 não retornaram aos presídios. Este cenário de fuga se repete no Piauí e no país a cada nova concessão de saída temporária aos presos. Mas, se depender do senador Elmano Férrer (PP), a concessão deste benefício vai se tornar mais rigorosa.

O senador  apresentou um projeto de lei no Senado (PLS 6471/19), que proíbe as saídas temporárias para os condenados por crimes hediondos, como estupro e extorsão mediante sequestro. “Queremos dar um basta na impunidade que tanto atormenta as nossas famílias e a todos os cidadãos de bem. Neste sentido, precisamos estabelecer um maior rigor na concessão das chamadas saidinhas”, justifica o senador.

O projeto de Elmano Férrer também prevê o aumento – de 2/5 para 3/5 – do tempo necessário para a progressão de regime nos casos de crimes hediondos que resultem em morte da vítima. “A legislação precisa proteger a sociedade e punir com mais rigor as pessoas que cometem crimes hediondos”, avalia o senador.

A proposta de Elmano Férrer está pronta para entrar na pauta da Comissão de Constituição e Justiça do Senado, com relatório por sua aprovação. “Pela importância e pelo apoio que a matéria vem recebendo, acreditamos que nosso projeto será aprovado nas duas casas do Congresso. E isso representará uma grande vitória contra a criminalidade”, observa o parlamentar.

Deixe uma resposta