Evento em Parnaíba:BNB disponibiliza R$ 580 milhões para estimular os investimentos no turismo

Empreendimentos turísticos instalados na área de atuação do Banco do Nordeste podem captar recursos do Fundo Constitucional de Financiamento do Nordeste (FNE) para investir em reformas, ampliações, modernização ou capital de giro. O BNB está disponibilizando R$ 580 milhões com o objetivo de apoiar a retomada da atividade turística na região, que vem apresentando crescimento.

Segundo dados do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), analisados pelo Escritório Técnico de Estudos Econômicos do Nordeste (Etene), o Brasil apresentou crescimento de 29% no turismo durante o mês de janeiro deste ano, na comparação com o mesmo período de 2021. De acordo com a análise, todos os Estados da área de atuação do Banco do Nordeste apresentaram aumento expressivo, em relação ao mesmo mês do ano anterior.

Mostra disso são os números de desembarques internacionais. De acordo com o levantamento do Etene, o desembarque desse tipo de passageiro, no Nordeste, cresceu 206% no primeiro mês de 2022, na comparação com o mesmo mês de 2021. Foram 18.595 turistas estrangeiros chegando à Região nesse período.

Segundo o presidente do BNB, José Gomes da Costa, o turismo é considerado atividade prioritária e pode receber ainda mais recursos. “Esse valor poderá ser reprogramado no decorrer do exercício, de acordo com o comportamento da demanda apresentada às unidades de atendimento do BNB”, explica. De acordo com presidente, o Banco liberou mais de R$ 950 milhões nos últimos dois anos por meio de três mil operações de crédito. Em sua visão, os estados da área de atuação do Banco estão vivendo uma grande oportunidade de recuperar um setor que sofreu bastante na pandemia.  


Além de disponibilizar recursos do FNE, o BNB também opera com o Fungetur, disponibilizado pelo Ministério do Turismo.  o Banco desenvolve ainda ações de fortalecimento da cadeia produtiva do turismo em cerca de 200 municípios componentes de 15 diferentes territórios por meio do Programa de Desenvolvimento Territorial (Prodeter).

Deixe uma resposta