“Faltam efetivo e condições de trabalho para bombeiros de Parnaíba”, diz MP

O prédio do 2º Batalhão do Corpo de Bombeiros de Parnaíba não possui alvará de funcionamento e as instalações encontra-se em situação precária, é o que afirma laudo do Ministério Público do Piauí que realizou uma vistoria no local nesta sexta (29).

Os membros verificaram que além dos problemas estruturais, falta efetivo para atender a demanda da região. Atualmente há 36 homens no 2º Batalhão para atender mais de 30 localidades. O MPPI informou ainda que faltam equipamentos de salvamento de vítimas de afogamento em alto mar.

“O ideal é o previsto em lei, mas temos que cumprir os protocolos por equipe, por exemplo: equipe de salvamento é no mínimo três, uma equipe não é suficiente para atender toda a demanda de abrangência do 2º batalhão”, disse a promotora de Justiça, Fabrícia Barbosa.

Além da falta de efetivo, a promotora pontuou ainda as condições inadequadas de trabalho dos militares. “A unidade não tem o alvará de funcionamento do próprio Corpo de Bombeiros, os alojamentos são inadequados e os equipamentos de trabalho são insuficiente ou inexistente, a unidade não possui um veículo aquático para fazer resgate em uma região litorânea”.

O comandante do 2º batalhão disse à nossa equipe que já foram feitas solicitações de melhorias na estrutura dos bombeiros, e segue aguardando, respostas do Governo do Estado.

Fonte: portalclubenews.com

Deixe uma resposta