Forças Armadas compram 35 mil comprimidos de Viagra

As Forças Armadas aprovaram a compra de mais de 35 mil unidades de Viagra, medicamento usado no tratamento de disfunção erétil. A informação foi checada no Portal da Transparência e no Painel de Preços do Governo Federal e publicada no Jornal O Globo.

O deputado federal Elias Vaz (PSB-GO) apresentou um requerimento solicitando que o Ministério da Defesa explique a compra dos 35.320 comprimidos do medicamento.

“Precisamos entender por que o governo [Jair] Bolsonaro está gastando dinheiro público para comprar Viagra, e nessa quantidade tão alta. As unidades de saúde de todo o país enfrentam com frequência falta de medicamentos para atender pacientes com doenças crônicas, como insulina, e as Forças Armadas recebem milhares de comprimidos de Viagra. A sociedade merece uma explicação”, disse o deputado em nota.

Nos processos de compra, o princípio ativo Sildenafila aparece nas dosagens de 25 mg e 50 mg. O maior volume dos comprimidos, mais de 28 mil, foram destinados para a Marinha. O Exército recebeu 5 mil comprimidos e a Aeronáutica 2 mil.
 A Marinha explicou que a compra “visa ao tratamento de pacientes com Hipertensão Arterial Pulmonar”.(Gustavo Almeida)

Deixe uma resposta