HEDA recebe equipe do hospital Sírio-Libanes para início do Projeto Lean nas emergências

Deu-se início nesta segunda-feira(20) a implantação da primeira fase do Projeto Lean nas Emergências, no Hospital Estadual Dirceu Arcoverde, que será acompanhado por 6 meses  pela dupla de consultores Jackeline Carvalho e Marcos Parron, do Hospital Sírio-Libanês.
Iniciaram com apresentação e Conceito Lean e treinamento da metodologia 5S com uma dinâmica de avaliação dos setores de emergências do HEDA.  
Jackeline Carvalho falou sobre o Projeto Lean nas Emergências com apresentação do Diagnóstico de Desempenho Operacional do HEDA. Em seguida apresentou com detalhes a  metodologia 5s. Essa ferramenta vai ajudar na cultura de organização de todos os setores, identificar problemas e criar oportunidades de mudanças. “Para que o 5S seja um sucesso tem que envolver todo hospital e comprometimento por parte dos profissionais”, disse. 
O representante Marcos Fernandes explicou que com o diagnóstico em mãos poderão ajudar na ampliação  da realidade do Hospital. 
“Vamos iniciar os treinamentos e a implantação de ferramentas que irão ajudar a melhorar os fluxos e a qualidade do atendimento. Também apresentamos a implantação de como metodologia 5S pode melhorar o fluxo e trabalhar cultura de organização nos setores”, pontuou. 
A presença da equipe do Sírio-Libanes no HEDA  realizou diversas atividades envolvendo diretamente vários colaboradores de todas as áreas do hospital. A próxima visita da dupla será no mês de julho. 
Daniel Miranda, diretor geral do HEDA , disse que com a implantação desse Projeto dentro do Hospital vai garantir ainda mais agilidade e eficiência. Ainda falou que o projeto Lean nas emergências está mudando a realidade de muitos hospitais no Brasil com sua metodologia voltada para a redução da superlotação e o HEDA está muito engajado para que o projeto ser um sucesso.       
                                                                                                                                                  Para a diretora administrativa,  Jananilda Furtado, o projeto teve uma ótima adesão por parte dos colaboradores do HEDA, o que será fundamental para os bons resultados.  “O projeto nos mostra que podemos fazer muito mais com o que já temos e entregar um melhor resultado para o paciente e agregar mais valor para os funcionários e instituição. Somos gratos aos colaboradores pelo comprometimento e zelo, isso nos faz confiar no sucesso dos trabalhos”, pontuou.

Deixe uma resposta