Jair Bolsonaro é condenado a pagar R$ 100 mil por ataques “agressivos” a jornalistas

Por Rômulo Rocha – Do Blog Bastidores

_Presidente Jair Bolsonaro (Foto: Divulgação)

DECISÃO HISTÓRICA

Pela primeira vez na história um presidente da República é condenado a pagar indenização a jornalistas pelos ataques proferidos contra a categoria durante seu mandato. É o que ocorreu com Jair Bolsonaro, justamente neste 7 de junho, Dia Nacional da Liberdade de Imprensa. 

Bolsonaro foi condenado pela justiça de São Paulo a pagar R$ 100 mil por danos morais coletivos contra os profissionais de imprensa. O autor da ação foi o Sindicato dos Jornalistas Profissionais do Estado de São Paulo. Em abril de 2021, a instituição ingressou com uma ação civil pública contra o presidente.

Na sentença proferida pela juíza Tamara Hochreb Matos, da 24ª Vara Cível da Comarca do estado paulista, ela sustenta que existiram “ataques reiterados e agressivos”.

Além de que, segundo a magistrada, o presidente da República se dirigiu a determinados jornalistas e à categoria em geral “de forma hostil, desrespeitosa e humilhante, com utilização de violência verbal, palavras de baixo calão, expressões pejorativas, homofóbicas e misóginas”. 

Ao destacar diferentes ataques do presidente da República – chefe de Estado, a jornalistas, a juíza entendeu que tal comportamento contribuía para que outros fizessem o mesmo.

Tamara Matos sustentou ainda na sentença que o ato atenta “contra a própria liberdade de imprensa e a democracia”. A condenação foi imposta em primeira instância e cabe recurso.

Deixe uma resposta