Justiça manda fazer laudo que pode dar liberdade a Adélio dos Santos

Após conseguir reconhecimento de insanidade, defesa agora quer o assassino pode ser libertado

Momento em que o então candidato Jair Bolsonaro era esfaqueado pelo criminoso, que agora pode ganhar liberdade.

O juiz federal Luiz Augusto Iamassaki Fiorentini, da 5ª Vara Federal de Campo Grande (MS) determinou a realização de perícia que pode determinar a soltura do autor da tentativa de assassinato contra contra o presidente Jair Bolsonaro (PL).

Adélio Bispo de Oliveira será submetido a exames com o objetivo de ganhar liberdade e não para sua internação ser convertida em pena de prisão por haver esfaqueado o então candidato a presidente, em 2018.

A tentativa de assassinato ocorreu durante a campanha eleitoral de 2018, e a requisição de exames atende a solicitação da defesa do criminoso, dentro de uma estratégia para livrá-lo de responsabilidade.

Primeiro, para impedir seu julgamento como homicida, obteve-se a decisão de considerá-lo um doente mental e, agora, retirando essa conclusão, para torná-lo um homem livre. Na prática, garante-se a impunidade do crime cometido.

A perícia tem prazo de trinta dias para entregar o laudo. O trabalho está previsto para começar as 8h e pode se estender até as 18h, determinando “se ainda representa perigo à sociedade.”(Cláudio Humberto)

Deixe uma resposta