No mês do doador de sangue, Hemopi promove um desafio do bem; desafio de coletar 4 mil bolsas de sangue

O mês de junho é reconhecido pela Organização Mundial da Saúde (OMS) como o período de conscientização sobre a importância da doação de sangue, sendo o dia 14 de junho instituído como o Dia Mundial do Doador de Sangue. O “Junho Vermelho” foi criado em 2015 e adotado em vários países, incluindo o Brasil.
“Queremos com o “Junho Vermelho” reforçar que é preciso manter a constância nas doações para atender a demanda que não diminuiu com a pandemia, pelo contrário, com a flexibilização das atividades os procedimentos eletivos que precisam de sangue estão sendo retomados e as unidades hospitalares estão com o funcionamento normalizado”, explica o diretor do Hemopi, Jurandir Martins.
Ele ressalta ainda que além dos procedimentos eletivos, de urgência e emergência, houve um aumento do número de internações por dengue, chicungunya e zika, doenças que podem impactar o estoque de sangue e plaquetas.
Para esse ano, o Hemopi buscou formas de atrair os doadores. Durante todo o mês de junho, várias ações serão realizadas nas quatro unidades de coleta do Hemopi – Teresina, Picos, Parnaíba e Floriano – afim de conscientizar a população sobre a importância de doar sangue, com ênfase na Semana do Doador, que este ano acontece de 13 a 18 de junho.
O principal fio condutor da programação será o desafio de coletar 4 mil bolsas de sangue em 30 dias. A ação será feita através das redes sociais do Hemopi. “Esperamos atingir novamente essa meta. E porque 4 mil bolsas? Porque esse é o numero ideal para atender toda a rede pública hospitalar e parte da rede privada que é credenciada ao Hemopi. Então, convidamos a população do Piauí, para vir doar, compartilhar na rede social, convidar amigos, familiares para fazer parte dessa corrente do bem e nos ajudar a realizar mais uma vez esse desafio e atingir a meta”, explica Jurandir Martins.
No mês do doador de sangue, Hemopi promove um desafio do bem.
Foto: Divulgação/Hemopi.
Além disso, haverá veiculação de material publicitário na mídia e também ações de marketing digital locais. “Ao longo de todo o mês, teremos também a participação de vários parceiros como empresas, igrejas, faculdades, escolas, grupos civis que vão realizar ações de doação junto com o Hemopi. Essas parcerias são muito importantes para reforçar o estoque e incentivar as pessoas a doarem de forma consciente e constante”, pontua Jurandir Martins.
Segundo o Ministério da Saúde, 1,8% da população doa sangue de forma regular. Esse número fica um pouco abaixo dos 2% ideais definidos pela Organização Pan-Americana de Saúde (OPAS), mas bem atrás dos 5% registrados em países da Europa.
As doações periódicas são essenciais para manter os estoques de sangue e plaquetas, que ajudam no controle de sangramentos e são usadas em tratamentos contra o câncer, por exemplo.
Confira a programação do Hemopi para o “Junho Vermelho”:
• De 1º a 30/06 – Desafio do Bem – 4 mil bolsas de sangue em 30 dias;
• Dia 14/06 – Dia Mundial do doador de sangue: Os doadores que comparecerem as unidades do Hemopi – Teresina, Picos, Parnaíba e Floriano – neste dia terão lanche diferenciado, apresentações artísticas já em clima de festa junina e outras surpresas ao longo de toda terça-feira. Todas as ações serão realizadas na área externa do Hemopi.

Deixe uma resposta