Nova maternidade de Teresina está 95% concluída, diz Wellington Dias

O governador Wellington Dias visitou, nesta quarta-feira (30), a obra da nova maternidade de Teresina, que está em fase de conclusão e deve ser entregue no segundo semestre de 2022. O novo equipamento público vem para suprir a demanda da Maternidade Dona Evangelina Rosa, localizada na capital piauiense.

Wellington Dias visita obras da nova maternidade de Teresina

O investimento total na nova maternidade é de R$ 136 milhões, sendo R$ 86 milhões do Governo do Estado e R$ 50 milhões do Orçamento Geral da União, por meio da bancada federal. O chefe do Executivo estadual destacou que a nova maternidade, localizada na Avenida Presidente Kennedy, será um dos hospitais mais modernos do Brasil e que irá garantir a segurança da mulher e do bebê.

“É um projeto de uma maternidade que vai trabalhar aqui a saúde da mulher e do bebê e que, certamente, é um dos hospitais mais modernos do Nordeste e do Brasil. Uma grande obra em todos os sentidos pela importância estratégica de salvar vidas e pelo volume, são mais de R$ 136 milhões investidos. Aqui tivemos recursos da bancada federal, mas a maior parte dos recursos, agora com equipamentos, são do Estado e, o mais importante, vai permitir que tenhamos a Maternidade Dona Evangelina Rosa em um patamar de muita segurança em relação aos cuidados com a mulher e com o bebê”, ressaltou Wellington Dias.

Sobre o andamento da obra, o secretário de Estado da Saúde (Sesapi), Florentino Neto, explicou que ela estará concluída com a montagem dos equipamentos.

 “A obra está praticamente concluída, já estamos nas últimas adequações no prédio para a montagem dos equipamentos.  Tudo isso tem um cronograma e acreditamos que, no segundo semestre, a governadora Regina Sousa entregará essa maternidade ao povo do Piauí”, frisou.

Segundo Jefferson Campelo, médico e superintendente da Sesapi, a nova maternidade terá tecnologia para atender casos de alta complexidade.

 “A nova maternidade contará com cerca de 300 leitos, que vai trazer tudo de mais moderno, em pé de igualdade com qualquer outra maternidade do país. Atenderemos gestantes que tenham parto de alto risco, com alta tecnologia e tudo que é necessário para que tenhamos uma condução adequada dessas gestantes. Com isso, queremos melhorar, substancialmente, os índices com relação às gestantes. Então, essa maternidade trará conforto e respeito com a população”, disse.

Deixe uma resposta