OAB de Parnaíba acompanha investigação sobre atuação de falsos advogados no norte do Piauí

Representantes da OAB de Parnaíba

Representantes da Subseção da OAB [Ordem dos Advogados do Brasil] de Parnaíba-PI estiveram nesta quinta-feira (26), na delegacia de Polícia Civil de Cocal . O objetivo da visita era acompanhar as investigações sobre a atuação de falsos advogados em Cocal dos Alves, norte do Piauí e nas cidades vizinhas.

De acordo com a polícia civil, três inquéritos policiais estão fase de conclusão e mais cinco Boletins de Ocorrência (B.O.) foram formalizados somente em desfavor de um homem já identificado pela polícia, que tem realizado atendimentos como advogado.

As denúncias mostram que o homem que não teve a identidade revelada não tem inscrição na OAB e que uma mulher também foi flagrada por um advogado excercendo a profissão ilegalmente.

Segundo o presidente da Subseção da OAB [Ordem dos Advogados do Brasil] de Parnaíba-PI, o Advogado Rômulo , essas pessoas estão atuando na zona rural de Cocal, visando pessoas com pouca instrução. “Essas pessoas estão atuando, principalmente, na zona rural de Cocal e em outros municípios vizinhos, enganando diversas vitimas, geralmente pessoas idosas ou com pouca instrução. Estamos acompanhando o trabalho policial com a consequente investigação para analisar os crimes praticados e ao conferirmos de perto, constatamos a agilidade e empenho dos agentes da delegacia de Cocal na instauração desse procedimento em tela”, disse.

“Não podemos permitir que a sociedade seja enganada com falsos advogados (as). Temos diversas campanhas contra esse tipo de atuação e pedimos que a sociedade sempre denuncie para que casos como esses não voltem a se repetir. Somente Advogados (as) regularmente inscritos podem intermediar os direitos dos cidadãos”, destacou.

Como denunciar

A Polícia Civil de Cocal disponibiliza a comunidade cocalense e cocalalvense o Whatsapp Denúncia: (86) 9.9410-9389, para o recebimento de denúncias anônimas de crimes a serem investigados como. Se preferir, acesse o endereço eletrônico: bit.ly/denunciapcphb e faça a sua denúncia também de forma anônima.

Deixe uma resposta