Parnaíba está com risco médio de contaminação da dengue, segundo Centro de Controle de Zoonoses

O período está propício para a proliferação do mosquito da dengue por conta das chuvas e do acúmulo de lixos em terrenos baldios e casas abandonadas. O acumulo de água parada acaba sendo a consequência mais favorece a proliferação. O resultado disso é que Parnaíba está em médio risco de proliferação da dengue, conforme informou Vitor Dourado, coordenador do Centro de Controle de Zoonoses da Prefeitura de Parnaíba.

A dengue é uma doença de responsabilidade social e sazonal também; portanto, os cuidados devem ser redobrados para evitar criadouros do mosquito Aedes Aegypti que além de vetor da dengue é também da zika e chikungunya. As residências em que são encontradas larvas são notificadas para providenciar a limpeza imediata. Casas fechadas ou abandonadas são perigo constante. Segundo Vítor Dourado, coordenador do Centro de Controle de Zoonoses (CCZ) de Parnaíba, os bairros Piauí, Pindorama, Campos, São Benedito são os que mais se destacam em casos registrados de foco da dengue.

Em caso de muita negligência da população e a cidade chegue ao patamar de alto risco da dengue, serão necessários maiores intervenções nos bairros mais infectados, a exemplo de carro fumacê. Segundo Vítor Dourado, com dez minutos de visita do agente de combate a endemias, é possível evitar grandes danos; por isso pede a colaboração da sociedade.(Daniel Santos)

Deixe uma resposta