Professores municipais em greve realizam manifestação na Praça da Graça

Professores da rede municipal de ensino realizaram uma manifestação na Praça da Graça, centro de Parnaíba, para se posicionarem contra o projeto de lei enviado pelo prefeito Mão Santa à Câmara Municipal, para a apreciação e votação dos vereadores, mas que não contempla a categoria com o reajuste de 33,24% definido pelo governo federal. Presentes representantes do Sindicato dos Servidores Municipais- Sindserm e do SINTE/ Regional Parnaíba, que também protestaram contra o governo Estado que, igualmente, ainda não entrou em sintonia com as reivindicações dos profissionais da rede estadual de ensino.

Na ocasião ele deflagraram greve geral no município e estabeleceram um calendário de manifestações para o restante da semana, a fim de tentar sensibilizar o prefeito a recebê-los  em comissão ou decidir pagar o piso salarial do governo federal. 

Para tentar intimidar os manifestantes, surgiram dois fiscais ambientais, pedindo para baixarem o carro de som, “para não incomodarem os comerciantes” que todos os dias são incomodados no centro da cidade sem que a prefeitura tome nenhuma providência. Os tais fiscais estavam até com medidores de decibéis.

Após circularem por toda a praça da Graça, sob as vistas da polícia militar e as manifestações positivas de populares, os manifestantes se dirigiram para a frente da sede da Federação das Industrias, onde está o gabinete do prefeito. Alguns professores se manifestaram, denunciando as precárias condições de algumas escolas municipais, delas ainda sem gás de cozinha. Eles também falaram da falta de qualidade da merenda escolar.

Enquanto alguns manifestantes usavam da palavra, como a presidente do Sinte, Nádia Araújo, o Dr. Alan Pereira (ex-Pé de Pano) acompanhava de perto. Não se sabe com que intenção. Ele atualmente é ouvidor geral do município. Ah, estava ouvindo...

Deixe uma resposta