Rafael Fonteles prevê que oposição suba ainda mais o tom: “Desespero”

Pré-candidato ao Governo do Piauí, com a perspectiva da oficialização no dia 03 de abril, Rafael Fonteles (PT) sinalizou em entrevista ao ‘Agora’ nessa segunda-feira, 14 de março, que espera um ‘tom’ ainda mais elevado de ataques do bloco oposicionista, liderado pelo ministro Ciro Nogueira (Progressistas), ao longo do pleito. Fonteles citou inclusive uma espécie de ‘desespero’ ao decorrer da campanha.

Rafael Fonteles em entrevista ao Agora (Foto: Wellington Benário)

Rafael Fonteles em entrevista ao Agora (Foto: Wellington Benário)

De acordo com o secretário de Fazenda, o grupo ‘segue a cartilha’ do deboche, mentira e ódio, do presidente da República Jair Bolsonaro (PL).

“Isso tem a ver com a escola do Bolsonaro, a escola do Bolsonaro ensina que você espalhe ódio, espalhe deboche, espalhe mentira, então é natural que os apoiadores do Bolsonaro no Piauí siga essa cartilha, então eu creio que seja natural e que isso vai subir ainda mais, vejo com muita naturalidade quem segue o Bolsonaro seguir dessa forma. Todos que fazem parte do time do Bolsonaro são contaminados com essa forma de fazer política; nós, do outro lado, continuaremos da mesma forma, com muita paz no coração e muito trabalho”, disse.

Fonteles teceu críticas ao presidente Jair Bolsonaro (Foto: Wellington Benário)

Fonteles teceu críticas ao presidente Jair Bolsonaro (Foto: Wellington Benário)

O petista ainda rechaçou qualquer previsão oposicionista em torno de vitória na capital, Teresina. Fonteles disse que qualquer cálculo do tipo é, inclusive, um desrespeito com o povo, e relembrou que o governador Wellington Dias venceu no município nos últimos pleitos.

“Eu acho que quem faz uma previsão dessa está desrespeitando o povo; segundo o que me consta, o governador Wellington Dias nas últimas eleições venceu em Teresina. Temos que respeitar a população, esperar o momento adequado”, afirmou.)Francy Teixeira)

Deixe uma resposta