RECEITA FEDERAL recebe aviso sobre rombo de R$ 4,8 mi na Ceasa e forma estranha de pagar salários

HERANÇA QUE FICOU – O presidente do Tribunal de Contas do Estado do Piauí, Olavo Rebêlo, encaminhou ofício ao Delegado da Receita Federal em Teresina, Eudimar Alves Ferreira, informando sobre os achados na prestação das contas da Secretaria Estadual de Desenvolvimento Rural do ano de 2015, que foram aprovadas com ressalvas pelo TCE e apontaram uma dívida de R$ 4,8 milhões na Ceasa com INSS, FGTS e Imposto de Renda.  Os gestores no período,  Christianne de Sousa Leandro Melo e o deputado Francisco das Chagas Limma foram multados, cada um, em 500 UFR (algo em torno de R$ 1.500).
No início do governo Wellington Dias, o débito já estava em R$ 3,68 milhões, referente a anos anteriores. Em 31/12/2015 a dívida apurada pelos auditores do TCE-PI foi de 4,88 milhões, sendo R$ 4 milhões de INSS, R$ 451,2 mil de FGTS e 344 mil de Imposto de Renda descontados dos funcionários e não repassados. A conta será cobrada dos cofres estaduais.
FORMA ESTRANHA DE PAGAR A FOLHA – A Receita Federal fará auditoria nas contas para apontar as responsabilidades pelos débitos com a União. Na prestação de contas, um fato causou estranheza junto aos auditores do TCE: o pagamento dos salários dos funcionários da Ceasa (ou CEAPI).
“Fragilidade  no  pagamento  das  despesas  de  pessoal.  Verificou-se  nos  autos  que  o dinheiro  é  sacado  da  conta  da  CEAPI,  depois  é  feito  o  depósito em  dinheiro  na  conta bancária do empregado da CEAPI”, diz um trecho do relatório do TCE.  A folha de pagamento gira em torno de R$ 90 mil mensais e são dezenas de depósitos; o normal seria pagamento através de Ordens Bancárias, sem precisar alguém andar com grande volume de recursos para fazer depósitos individuais nas contas.(Com informações do Código do Poder)

Deixe uma resposta