Secretário anuncia comitê para monitorar possíveis casos de varíola de macaco

Neris Júnior, secretário de Saúde

O secretário de Saúde, Antônio Neris Machado Júnior, confirmou nesta segunda-feira nesta manhã (30) que o Piauí montará um comitê especial para monitorar eventuais casos de varíola do macaco no Estado e ficar em alerta para a necessidade de ações mais efetivas de combate à doença.

O Conselho Nacional de Secretários de Saúde (CONASS) decidiu alinhar as ações e agir de forma preventiva após o surto da doença em vários países do mundo, montando equipes para monitorar especificamente casos de varíola do macaco e traçar um plano de estratégias padrão e unificado. Aqui no Piauí, o comitê será montado à semelhança do COE, o Comitê de Operações Emergenciais contra a Covid-19, formado por especialistas na área e cientistas.

“A nossa medida principal é a de vigilância. O comitê será formado por cientistas e médicos especialistas nesta área especificamente para que eles possam estar trocando experiências e dialogando com outras secretarias estaduais de saúde. O objetivo é que possamos ter no Piauí e estados do Nordeste ações de maneira padrão para, em caso de alerta, tomar algumas medidas que venham de maneira a atacar a problemática e facilitar a resolução do caso”.

Sintomas
Entre os sintomas da varíola do macaco se destacam febre, dor no corpo e, depois de dias, manchas pela pele, pequenas lesões que evoluem para bolhas e pústulas (bolhas com pus) além do aparecimento de crostas. O Instituto Butantan diz que também é comum haver dor de cabeça, nos músculos e nas costas. As lesões na pele se desenvolvem inicialmente no rosto e depois se espalham para outras partes do corpo, inclusive nos órgãos genitais. As lesões são semelhantes às da catapora e da sífilis.

Deixe uma resposta