Um desafio aos políticos que agora pretendem nossos votos

POR:BERNARDO SILVA

Não se trata de ser contra ou a favor, politicamente, do governo do Estado e/ou da Prefeitura de Parnaíba. Trata-se de gostar da cidade e querer vê-la com o seu turismo fincada em bases concretas. E dentre uma infinidade de desafios do turismo do Piauí, vamos nos situar neste simples exemplo de abandono, de impotência das autoridades que lidam com o turismo no Piauí – nas duas esferas: estadual e municipal. Falamos deste monstrengo que fica na Lagoa do Portinho e que um dia já foi um atrativo para os turistas e hoje é esta agressão à paisagem, porque chama para o seu entorno o surgimento de verdadeiras favelas.

Não adianta falar do cartão postal que é a Lagoa do Portinho, sem lembrar o quanto ela foi negligenciada, ao longo de sua existência. Dizer coisas lindas, sobre o que a natureza ali expõe, é clichê. Quando da alta movimentação de turistas a prefeitura se esquece de promover a limpeza, recolher o lixo, com assiduidade, como também ocorre na Pedra do Sal. Não há uma frequência nisso. E o governo do Estado não faz um investimento mínimo. Não fosse o Restaurante “O Luís”, iniciativa particular, como opção na Lagoa do Portinho, pergunta-se: com qual estrutura os turistas poderiam contar, para levarem suas famílias, almoçarem, terem momentos de lazer?

Há poucos dias a Câmara Municipal de Parnaíba aprovou um requerimento do vereador Joãozinho do Trânsito, pedindo as autoridades do Estado e do Município para recuperarem esta estrutura aí, na foto. Mas um requerimento é tão vago, tão insignificante, considerando que o Governo do Estado nunca respeitou o Poder Legislativo Municipal?! Não seria o caso de juntarem todos os vereadores, que votam nos Flávios (Nogueira), pai e filho, já que eles há muito comandam a secretaria de turismo do Estado, e exigirem uma providência, pedir uma posição, se é possível recuperar isso aí ou teremos ver tudo ruir, lentamente, como vem ocorrendo?

Em Março o empresário Joca Vidal, hoje ligado à superintendência do turismo do município, junto com o superintendente do Serviço do Patriônio da União, Marcelo Moraes, visitaram o local e foi dito que o SPU iria notificar o Estado para que ISOLASSE O LOCAL e tomasse as medidas necessárias para garantir a segurança de quem frequenta aquele equipamento. Outra medida que a SPU iria tomar seria  a retirada, no prazo de 30 dias, de todos os barracos que estão na margem da lagoa, sem perdas materiais aos proprietários, por ser área de proteção ambiental de responsabilidade do Governo Federal. NADA DISSO ACONTECEU. SÓ CONVERSA!!!

E o prefeito Mão Santa deveria ser um político sério e provasse que não é apenas um politiqueiro que vive a xingar o governo do Estado(PT), como se ele fosse um exemplo de político correto, sem máculas, sem omissões. É preciso exigir respeito à cidade. Que o prefeito se junte aos aos vereadores num trabalho conjunto para a gente sentir que há vontade de alguém fazer alguma coisa pelo turismo da Parnaíba. Chega de Enganação. Que venham as ações.

 

Deixe uma resposta