Alegando alto índice de rejeição, Progressistas nega apoio de Bolsonaro a pré-candidatos no Piauí

Partido de Ciro Nogueira, ministro-chefe da Casa Civil do Governo Bolsonaro, o Progressistas rejeita o apoio do Presidente aos seus pré-candidatos no Piauí. Justifica que Bolsonaro “possui um altíssimo índice de rejeição” no Estado. O Diretório Estadual do Progressistas do Piauí ingressou com processo no Tribunal Regional Eleitoral para desvincular a imagem de Bolsonaro dos seus pré-candidatos no Estado.

O Progressistas alegou na ação que postagem divulgada no Instagram de atividade de pré-campanha em que a imagem do Presidente Bolsonaro aparece junto aos pré-candidatos Silvio Mendes, Iracema Portela e Joel Rodrigues, seriam “frutos de edições e não passam de fake news”. De acordo com a ação protocolada pelo partido na Justiça Eleitoral, “é notável fake news, na medida em que o representante busca vincular, através de edição de imagem, a figura do presidente ao evento em questão, que frise-se, não guarda qualquer relação com as eleições a nível federal”. 

O partido ainda afirma que a tentativa de associação tem o propósito de amenizar o altíssimo índice de rejeição que aparece nas pesquisas mais recentes do atual presidente e pré-candidato à reeleição, Jair Bolsonaro. As últimas pesquisas divulgadas têm mostrado que Bolsonaro detém índice de rejeição superior a 70% entre o eleitorado piauiense.

Alguns dias depois do ingresso da ação, porém, o Progressistas do Piauí pediu desistência do processo, mas o pedido ainda tramita no TRE. Ciro Nogueira é uma das lideranças mais expressivas do Centrão e atual ministro-chefe da Casa Civil, um dos principais ministérios do Governo Bolsonaro. O ministro ainda é marido da pré-candidata a vice-governadora do Piauí, Iracema Portela.

O posicionamento do partido de Ciro no Piauí deixa uma série de questões mal resolvidas e pode representar o início de uma evacuação do Progressistas do Governo Bolsonaro, pondo inclusive em dúvida a permanência de Ciro Nogueira no Ministério da Casa Civil.(Tânia Eugênio)

Deixe uma resposta