Marcelo Castro trata com João Silva Neto sobre vagas de vice de W. Dias e do Senado.

 

 

Vazou mais uma sequência de áudios envolvendo Marcelo Castro e a sucessão estadual. Agora é o ex-deputado João Silva Neto num telefonema com Marcelo em que a conversa também gira sobre cargos para o MDB na chapa de Wellington Dias.

Nos áudios anteriores, foi denunciada uma espécie de conspiração do presidente do MDB regional contra o governador Wellington Dias. O autor dos áudios, o ex-deputado Roncalli Paulo, se apresenta como ‘porta-voz’ de Marcelo, o homem que é usado para divulgar o que o presidente do MDB deseja que os outros saibam.

Na conversa de agora, só se ouve a fala de João Silva que, parece, foi gravada por quem se encontrava ao seu lado.
Num trecho, João diz para Marcelo Castro: “Eles vão acabar te botando de vice (…) aquele prefeito presidente da APPM (Gil Carlos, de São João do Piauí) diz que já tem uma lista de 100 prefeitos pedindo para o Themistocles ser o vice”.

Em outro áudio, João e Marcelo falam de Ciro Nogueira:

“O Ciro sem o parâmetro do Wellington não se elege.”

A vaga de senador

“Para aquietar essa confusão, deixava a Margarete e dava o lugar de senador para o MDB (…) É esse Assis Carvalho, rapaz, que tá fazendo isso”.

Uma segunda voz ao lado, fala a palavra ‘vagabundo’.

João Silva prossegue em outro áudio: “Wellington é que não tem juízo. Já disse várias vezes para ele, sair da merda desse partido, rapaz… Marcelo, me diz uma coisa, existe PT sem Wellington Dias no Piauí? Pequeninho, minguado, murcho, chocho…”

A voz, ao lado, pergunta: “ele (Marcelo) não quer a vaga pro Senado, não?”, João responde: “quer, mas o PT não quer dar. O PT quer tudo, rapaz”. A segunda voz: “rapaz, são todos gulosos”.

O veim ficou doido

Esse PT quer tudo. Num pode, rapaz. Numa coligação tem que dar o pão para todos. Não pode ser assim, não (…) Quem ficou doido foi o veim trabalhador. Onde ele vai arrumar voto? O Elmano ficou doido”.

Em outro áudio, falando com outro interlocutor, João Silva diz: “Eu to preocupado com a porra dessa vice, rapaz. Eu falei agora com Marcelo Castro – deixa a Margarete e dá o lugar de Senado pro PMDB – ele disse ‘era ótimo, mas o PT não quer. O PT quer botar é essa boneca de pano”. Fonte: Portalaz. Fotos:simnoticia/cidadesnanet. Edição: APM Notícias.

Enrolada na PF agora controla Petrobras Argentina

Trafigura controla ativos vendidos por ninharia no último dia de Dilma

A Pampa Energia, que comprou ativos da Petrobras Argentina por uma ninharia no último dia do governo Dilma, em maio de 2016, foi apenas controlador temporário da empresa. O comprador final é uma empresa enrolada na Lava Jato: a holandesa Trafigura. A Pampa da Petrobras Argentina comprou por apenas R$897 milhões, uma refinaria, uma rede de 250 postos, uma planta de lubrificantes e outra de armazenamento. A informação é da Coluna Cláudio Humberto, do Diário do Poder.

Os ativos que pertenceram à Petrobras acabariam nas mãos da Trafigura por US$90 milhões, que equivalem hoje a R$270 milhões.

O prejuízo causado à estatal brasileira, somente na primeira venda de ativos, é estimado em mais de US$1 bilhão.

Há dez meses, a Pampa ofereceu os ativos da Petrobras Argentina para a Trafigura através do banco Citibank, que procurou o mercado.

A Trafigura se enrolou na Lava Jato com Mariano Ferraz, condenado a 10 anos de prisão por pagar propina em contrato no porto de Suape.

Coisas estranhas acontecem neste Piauí!

Eu, hein!
Coisas estranhas acontecem no Piauí. Na semana passada saiu a composição do Conselho Estadual de Saúde. Nenhum representante do Sindicato dos Médicos, da Associação Piauiense de Medicina ou do Conselho Regional de Medicina ou do Sindicato dos Hospitais. 
Em compensação há duas entidades de gays, lésbicas e etc., duas de evangélicos e uma de maçons.

Quintal 1
As secretarias de Estado seguem ocupadas por lugares-tenentes dos antecessores, que atuam segundo os interesses de quem saiu. A Secretaria de Desenvolvimento Tecnológico, por exemplo, vai fazer cerca de 15 mil metros quadrados de calçamento a um custo de R$ 1,548 milhão em Picos, terra do ex-titular da pasta, deputado Nerinho, do PTB.

Quintal 2
No caso do DER, é mesmo o filho que atua para ajudar o pai. A autarquia dirigida por José Dias de Castro Neto, filho do deputado Marcelo Castro (MDB) vai asfaltar 1,4 km da avenida
Gerson Antunes de Macedo, em São Raimundo Nonato, a um custo de R$ 1,952 milhão.

Asfalto
O Instituto de Desenvolvimento do Piauí vai licitar dia 11 de junho o asfaltamento de ruas nas cidades de Sebastião Barros, Ribeira do Piauí e Santo Antônio de Lisboa. O valor da obra é de R$ 2.473.214,98.

Rende?
É preciso insistir em dizer que esse negócio de construir não rende?

(Com informações do Portalaz)

Edição:Bernardo Silva

Orlando Silva diz que Bolsonaro é ‘fogo de palha’.

 

Presente na 22° Parada LGBT de São Paulo, o deputado federal Orlando Silva e líder do PCdoB na Câmara disse neste domingo que o crescimento do também deputado e presidenciável pelo PSL, Jair Bolsonaro, não o “assusta”. “Bolsonaro não me assusta, é fogo de palha. Logo ele vai voltar para o lugar dele.”

Além disso, Silva comentou que o tom conservador da campanha presidencial se enfraqueceu após o episódio da greve dos caminhoneiros.

Levantamento encomendado ao Ibope pela TV Bandeirantes e realizado somente em São Paulo entre os dias 24 e 27 de maio, durante a greve dos caminhoneiros, mostra que só Bolsonaro cresceu durante a paralisação. Com 19%, em comparação aos 14% no mês anterior, ele ainda ficou tecnicamente empatado com o ex-presidente da República Luiz Inácio Lula da Silva.

O deputado do PCdoB reconhece que a insatisfação atual da população favorece Bolsonaro em um primeiro momento, pois ele é a “negação da política”. Mas, aposta ele, Bolsonaro vai “derreter” quando começar campanha. “Meu palpite é que ele não tem partido, não tem apoio nos Estados, não tem tempo de TV e não tem recurso para fazer a campanha.”. Fonte: ODIa. Fotos: yutubr/FolhaOuroFino Edição: APM Noticias.

Para fortalecer Ciro, Manuela D’Ávila pode disputar governo gaúcho. Ou ser vice

PCdoB quer evitar ampliar chances de nomes de direita chegarem ao 2º turno. 

O PCdoB demonstrou que pode desistir de lançar a ex-deputada federal Manuela D’Ávila à Presidência da República e apoiar Ciro Gomes (PDT) na disputa pelo Palácio do Planalto. A ideia seria deslocar Manuela para a candidatura pelo governo do Rio Grande do Sul. Ou para ser vice de Ciro.

A informação sobre eventual apoio de Manuela d’Ávila a Ciro é do líder do PCdoB na Câmara dos Deputados, Orlando Silva (SP), que afirmou que o partido se identifica com Ciro, mesmo mantendo a pré-candidatura de Manuela.

Orlando Silva antecipa que o PCdoB pretende reavaliar o quadro durante a campanha eleitoral caso nenhum presidenciável da esquerda chegue ao segundo turno. A ideia é evitar que a disputa acabe sendo polarizada entre dois candidatos de direita.

“Não temos nenhum motivo para retirar a candidatura da Manuela, mas vamos conversar bastante com o Ciro”. declarou Orlando Silva. 

Ciro e Manuela se encontraram há duas semanas para uma conversa sobre o cenário eleitoral. Orlando Silva disse que Ciro tem uma boa avaliação sobre o quadro econômico e político do Brasil. 

Orlando Silva foi um dos deputados que visitou o Lula na prisão, em Curitiba, na terça-feira (29), e afirmou que o PT pretende lançar candidatura. “Senti o presidente Lula embalado e o PT está muito embalado com a ideia de ter uma candidatura do PT”, disse o deputado comunista.

A estratégia do PCdoB atualmente é lançar Manuela para garantir uma boa quantidade de votos à Câmara e ao Senado. 

‘Anos PT’ tornaram sindicatos um negócio muito rentável

Os governos Lula e Dilma deixaram entidades ricas e muitos pelegos milionários.

O Ministério do Trabalho terá de fazer mais que suspender por 30 dias a liberação de novas “cartas sindicais”, como anunciou sexta. A operação da Polícia Federal na Câmara mostra que o rentável negócio de criação de sindicatos atraiu o submundo da corrupção. “Turbinado” nos governos do PT, o fenômeno faz o Brasil reunir 91% dos sindicatos do planeta: são 16,7 mil sindicatos de trabalhadores e empregadores. A informação é da Coluna Cláudio Humberto, do Diário do Poder.

Depois do Brasil, os poderosos Estados Unidos têm o maior número de sindicatos: 191. Tecnicamente empatados com a África do Sul: 190.

Sindicato no Brasil participa do rateio de R$3,5 bilhões em imposto sindical, verbas públicas etc sem prestar contas a órgãos de controle.

Foram criados na era PT mais de 15 mil sindicatos, outros desfeitos. Total atual: 16.634 atualmente não deixam em paz as tetas da Nação.

O valor de uma “carta sindical”, espécie de certidão de nascimento de entidade, custa no “mercado” entre R$200 mil a R$4 milhões.

Marcos Samarone pode ser o vice de Elmano Férrer.

 

 

O candidato a vice-governador na chapa que será encabeçada pelo senador Elmano Férrer (Podemos) deve ser indicado pelo PRP. O nome mais cotado é do vice-prefeito da cidade de Parnaíba, Marcos Samarone . O PRP faz parte do grupo de 10 legendas emergentes que se articula para montar uma chapa forte.

Em Parnaíba, apesar de ser vice-prefeito, Samarone é adversário político do prefeito Mão Santa (Solidariedade). Os dois romperam logo depois da eleição. Samarone acusou o prefeito de tê-lo colocado de escanteio na administração municipal.


Elmano Férrer busca montar a chapa. Na disputa pelo Senado Federal, ele pode ter como aliado o empresário Valter Alencar (PSC). A outra vaga é do deputado estadual Dr. Pessoa. As conversas estão adiantadas.

O cantor Frank Aguiar (PRB) era cotado para ser candidato a senador na chapa de Elmano, mas as lideranças do PRB não aceitam saírem da base do governador Wellington Dias. As negociações não avançaram.

O pré-candidato ao governo pela oposição diz esperar contar com o apoio do ex-senador João Vicente Claudino. Em coletiva concedida à imprensa, o ex-senador disse avaliar a possibilidade de apoiar Elmano, mas não confirmou. João Vicente era considerado o articulador da pré-campanha de Elmano, mas demonstra não está mais empolgado com o apoio. Elmano nega crise e diz esperar contar com o apoio dele. Fonte: Cidadeverde. Foto:Oitoemeia/cidadeverde. Edição: APM Notícias.

Parnaíba: vereador deve ter faltas descontadas do salário?!!

Vereadora Fátima Carmino

É aguardado, nas sessões ordinárias do mês de junho, que começam hoje, o pronunciamento de algum vereador na Câmara Municipal de Parnaíba, contra a vereadora Fátima Carmino (PT), que no encerramento das sessões do mês passado não gostou muito do fato do vereador André Neves (que presidia a sessão), ter encerrado os trabalhos sem votar as matérias da pauta daquele dia, por falta de quórum.

Vereador André Neves presidindo

Ficaram requerimentos para este mês. Ela sugeriu até que fosse feita sessão extraordinária naquele dia, alegando que o vereador ganha muito bem, cerca de 8 mil reais líquidos, para trabalhar. “Não tem porque faltar”, disse a vereadora. Ela até perguntou: se as faltas fossem descontadas dos salários os vereadores faltariam tanto? Pois é. Teve vereador que não gostou, porque ela expôs o nome de todos, dando a entender que ela é a única correta. E mais: vereador nunca gosta quando alguém divulga quanto ele ganha.

MDB se prepara para passar a rasteira no Wellington Dias?

MDB pressiona
Vai chegar o dia em que, já empossado no quarto mandato, Wellington Dias estará maldizendo a sua parceria com o MDB e desejando não ter vencido a eleição. 
Desde anteontem que, capitaneado por Marcelo Castro, o governador vem sendo pressionado para dizer o que dará ao partido.

Ventríloquo
Num áudio, em que aparece como uma espécie de ‘porta-voz’ de Marcelo (alguns chamam de ventríloquo), o ex-deputado Roncali Paulo diz que tanto Marcelo, ele como muitos prefeitos tendem a votar em Luciano Nunes (PSDB), pré-candidato de um grupo de oposição, poque Wellington já perdeu o comando do governo e da campanha.

Não manda
“Ele (Wellington) manda e o Assis (deputado Assis Carvalho) desmanda”, diz Roncali., anunciando um encontro de Marcelo Castro e Themistocles Filho com o governador (na manhã de ontem) para que o chefe do governo anunciasse o que vai dar para o MDB. 
“Se quer ou não quer o despache”.

Vice e chapão
O PMDB quer a vaga de vice e, também, participar de um chapão na disputa proporcional. O PT não aceita.

Líderes vazam
Marcelo teria dito ao partido – segundo a voz – que Wellington perdeu o comando e por isso aconselharia aos lideres do interior a sair da aliança. 
“Politicamente nós estamos fora, porque nesses interiores, o que tem de insatisfação, basta ele (WD) dar uma pisadinha na bola que vai é todo mundo”.

As verdades
Roncali termina revelando que em certas ocasiões Marcelo o escala para dizer ‘certas verdades’ e termina dizendo que até Amparo Landim e vários lideres do interior já teriam se definido por Luciano Nunes.

Ciro ouriçado
Na voz de Roncali, até Ciro Nogueira ‘tá também todo ouriçado. “O Ciro fala comigo toda hora, aqui”.

Elmano e Pessoa
A voz tem informações até dentro do movimento que quer Elmano, candidato a governador. 
“Vão mudar a chapa. Elmano, será o vice e Dr. Pessoa o candidato a governador.Ta vendo aí a bagaceira”, pergunta.

A vice para Janaina
“Se o Wellington não der a vice para a Janaina, Seu João vai sair furado na venta”. 
Seu João, em questão, é o empresário João Claudino.
A voz chega a dizer que Seu João teria dito, na churrascaria Elmo (as três horas da manhã), que o governador já resolveu chamar a deputada Janaina para ser sua companheira de chapa. 
“Ele pode é me enganar de novo”, teria dito o empresário, segundo Roncali. Que ao final, dá uma gargalhada.

Danny Glover, ator americano, pede liberdade para Lula.

 

  

O ator e ativista norte-americano Danny Glover, de “Máquina Mortífera”, visitou a vigília a favor do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, no entorno da Polícia Federal em Curitiba, nesta quarta-feira (30).

“Estou aqui em nome de milhões de pessoas que exigem que Lula seja libertado”, disse. “Meu amigo e irmão Lula precisa ser libertado para unir o Brasil e dar seguimento às conquistas do Partido dos Trabalhadores.”

Embaixador da Boa Vontade da Unicef, o ator afirmou que o ex-presidente é um exemplo de perdão, de trabalho e de amor para todo o mundo. “Queremos justiça para Lula porque precisamos de justiça para o povo brasileiro e para o povo do mundo todo”, disse.

Em entrevista a coletivos de esquerda, Glover alertou para a crise da democracia no Brasil. “É nossa responsabilidade denunciar a crise precipitada pelo golpe contra Dilma e expandida pela condenação ilegal do ex-presidente e meu amigo Lula.”

Segundo o ator, o petista orquestrou políticas que mudaram o país e é, hoje, o político mais amado no mundo. Nesta quinta (31) à tarde, Glover visitará o ex-presidente ao lado da ex-presidente Dilma Rousseff (PT). Lula está preso na Superintendência da Polícia Federal desde o dia 7 de abril. Fonte: DN. Fotos: Bocanoticias/ Bemparana. Edição: APM Noticias.

 

Desistência de ex-senador mostra que Luciano conseguiu impor pré-candidatura

Não acredito que alguém tenha ficado surpreso com a decisão de João Vicente Claudino, anunciada a alguns jornalistas, na manhã desta terça-feira (29/05). Desceu do muro e disse que não pretende se candidatar em 2018 ao governo do Estado do Piauí.

Firme e forte em sua pré-candidatura, Luciano Nunes (PSDB) tem agora a tranquilidade de que ninguém mais o irá questioná-lo sobre possibilidade de desistir para ser vice de João Vicente Claudino (PTB). E não faria mesmo sentido abrir mão de algo que vêm construindo para dar espaço ao ex-senador, que perdeu tempo em se articular. Mas o tucano aproveitou, e reconheceu a importância de JVC no cenário, e o convidou para fazer parte das fileiras da oposição. Esta saber agora se segue o rumo do PTB em direção ao Karnak, ou se subirá no palanque de oposição.

Por:Apoliana Oliveira – 180graus

Edição:Bernardo Silva

Ciro Gomes diz que  Bolsonaro representa uma ameaça ao Brasil.

 

Pré-candidato à Presidência pelo PDT, o ex-governador do Ceará Ciro Gomes qualificou o seu adversário, o deputado Jair Bolsonaro (PSL), de uma ameaça ao País e chamou de boçal a promessa do parlamentar de fazer uma equipe ministerial composta, em sua metade, por generais.

“Tem um concorrente meu aí prometendo que vai botar metade de seu governo de generais, na suposição imbecil – boçal que é – de que general é capaz de entender de tudo melhor que a gente”, criticou o presidenciável.

Ciro, que participou nesta quarta-feira de um encontro com a Associação Brasileira de Biogás e de Biometano, respondia a uma pergunta sobre como pretende montar sua equipe ministerial caso eleito.

Ele disse que precisará ser “contemporizador das contradições brasileiras” e que essa modulação depende do patamar de votos com que chegaria à Presidência. Na “improbabilíssima” possibilidade de vencer no primeiro turno, sua equipe ministerial teria “excelência técnica muito maior que política”, disse. Já uma vitória no segundo turno significaria uma composição maior, notou, salientando que negociação “não é loteamento de cargos”.

Para jornalistas, após a apresentação, Ciro disse ainda que Bolsonaro representa uma “ameaça” ao País por representar uma chance “aprofundamento terminal da crise brasileira”. Fonte: O Dia. Foto:portacanaa. Edição: APM Notícias.

Recorde mundial! Em apenas um dia, Fachin negou 35 habeas corpus para Lula

Fachin ficou esgotado de tanto assinar rejeições de habeas

André de Souza 
O Globo

Em um só dia, o ministro Edson Fachin, relator dos processos da Operação Lava-Jato no Supremo Tribunal Federal (STF), negou 35 habeas corpus em nome do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, preso em Curitiba em razão de condenação na Lava-Jato. Todos eles foram apresentados por pessoas que não fazem parte da defesa de Lula, mas queriam vê-lo solto. O mais antigo desses habeas corpus é de 16 de abril, sete dias depois de Lula ter se entregado à Polícia Federal (PF). O mais recente é de 22 de maio. As decisões foram tomadas na última segunda-feira.

Fachin destacou que, embora seja possível qualquer pessoa apresentar um habeas corpus em nome de outra, isso é relevante quando preso não tem advogado. Esse não é o caso de Lula. Assim o ministro destacou que “deve ser prestigiada a atuação da defesa constituída” pelo ex-presidente.

SEGUNDA INSTÂNCIA – O entendimento vigente no STF é de que condenados em segunda instância, como Lula, podem ser presos antes de seus recursos serem julgados em cortes superiores. Mas Fachin não chegou a tratar desse ponto em sua decisão.

Desde que o juiz federal Sérgio Moro, responsável pelos processos da Lava-Jato na primeira instância, decretou a prisão de Lula, em 5 de abril, o STF já tinha negado outros 23 habeas corpus feitos por terceiros em nome do ex-presidente. Deles, 12 foram rejeitados por Fachin. Outros dez foram indeferidos pela presidente do STF, ministra Cármen Lúcia. Houve ainda um que caiu com o ministro Alexandre de Moraes, que também rejeitou o pedido. Há ainda um habeas corpus não julgado até agora, no gabinete do ministro Marco Aurélio Mello.

Na terça-feira, houve mais um habeas corpus em nome de Lula, negado no mesmo dia por Fachin.

SEM ÊXITO – A própria defesa de Lula também já apresentou alguns pedidos de liberdade no STF. Até agora não obteve êxito. O primeiro chegou à Corte antes mesmo da prisão. O objetivo era garantir que ele pudesse recorrer da condenação na Lava-Jato aos tribunais superiores em liberdade. Mas Fachin negou o pedido. Depois o ministro mandou o caso para julgamento no plenário do tribunal, que, por seis votos a cinco, manteve sua decisão. Após a ordem de prisão, a defesa recorreu mais duas vezes, mas Fachin voltou a dizer não.

Em janeiro deste ano, Lula foi condenado a 12 anos e um mês de prisão pelo Tribunal Regional Federal da 4ª Região (TRF4), com sede em Porto Alegre e responsável pela Lava-Jato na segunda instância. Com isso, elevou a pena de nove anos imposta anteriormente por Moro pelos crimes de corrupção passiva e lavagem de dinheiro no caso do triplex do Guarujá (SP).

Em março, o TRF4 negou um recurso da defesa. No começo de abril, o STF negou um habeas corpus, abrindo caminho para a decretação da prisão. Em 11 de maio, a Segunda Turma do STF, por unanimidade, negou novo recurso apresentado pela defesa. Lula está detido desde o dia 7 de abril na carceragem da PF em Curitiba.

###
NOTA DA REDAÇÃO DO BLOG 
– É recorde mundial absoluta. Edson Fachin pode pedir sua inscrição no Livro Guinness(C.N.)

Paulinho da Força tem gabinete revistado pela Polícia Federal.  

 

 

 

Os gabinetes dos deputados Paulinho da Força (Solidariedade-SP), Jovair Arantes (PTB-GO) e Wilson Filho (PTB-PB) foram alvo de buscas pela Polícia Federal (PF), nesta quarta-feira (30/5), em uma investigação de fraude no Ministério do Trabalho e Emprego (MTE).

 

A Operação Registro Espúrio busca suspeitos de integrarem um esquema de corrupção dentro da Secretaria de Relações de Trabalho, especializado na concessão fraudulenta de registros sindicais. Segundo a PF, há suspeitas também de envolvimento de servidores públicos, lobistas, advogados, dirigentes de centrais sindicais.

Segundo investigadores, a prisão dos três parlamentares chegou a ser pedida, mas foi rejeitada pelo ministro Edson Fachin, do Supremo Tribunal Federal (STF). Desde cedo, agentes da PF percorriam os gabinetes dos parlamentares, em Brasília. Houve buscas também no Ministério do Trabalho, nas sedes nacionais de dois partidos políticos e de centrais sindicais.

 

Além da capital federal, as buscas foram realizadas em São Paulo, Goiás, Rio de Janeiro, Espírito Santo, Paraná, Santa Catarina e Minas Gerais. No total, o Supremo expediu 64 mandados de busca e apreensão, 15 de prisão temporária e 8 de prisão preventiva. Contra dois parlamentares foram ordenadas medidas cautelares diversas à prisão.

Segundo o Ministério Público Federal (MPF), as investigações preliminares indicam que a organização criminosa montou um esquema que funcionava em secretarias do Ministério do Trabalho responsáveis pela análise de pedidos. Segundo a procuradora-geral da República, Raquel Dodge, no decorrer do inquérito, a Polícia Federal identificou a existência de cinco núcleos de atuação: administrativo, político, sindical, captador e financeiro. Fonte: CB. Foto: ABrasil. Edição: APM Notícias.

 

É óbvio que tem organização política por trás dessa greve dos caminhoneiros

A organização do movimento está perto da perfeição

Carlos Marchi

Estão querendo me fazer crer que os caminhoneiros montaram a mais azeitada organização deste país. Um comando central domina completamente a operação unificada em todo o país. E todos obedecem fielmente as ordens recebidas.

A organização é mais perfeita que a Abin, que a Polícia Federal, que os partidos políticos, que todas as corporações profissionais. Surgida do nada, de repente, como se fosse uma mágica.

E os líderes da organização são extremamente competentes. Têm uma liderança incontestada. Levam os caminhoneiros a sacrifícios inimaginados. Um caminhoneiro tem família, tem contas a pagar, mas aceita ficar fora de casa, dormindo na boleia dos veículos, comendo sabe-se lá o quê, só pra garantir o movimento.

MUITA FANTASIA – Não dá. É muita fantasia pro meu caminhãozinho de experiência jornalística. Nunca vi isso na vida.

É claro, é óbvio, que tem influência externa nesse movimento. É claro que essa organização está se mantendo pela ameaça, pelo terror para efetuar os bloqueios. Recuso-me a crer que exista tanto pensamento unificado.

Me poupem. É claro, é óbvio que tem organização política por trás desse movimento. E terror político tem de ser tratado pela polícia. E pelas forças armadas. Com rigor. Para restabelecer os direitos da população brasileira.

PT é multado por manter vigília em frente à Policia Federal em Curitiba.

 

 

 

O Tribunal de Justiça do Paraná determinou na segunda (28) uma multa de R$ 5,5 milhões para a CUT e para o PT (cada um). O juiz Jailton Tontini entendeu que as entidades descumpriram liminar que determinava a desocupação do entorno da Polícia Federal em Curitiba (PR), onde o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) está preso.

No dia 19 de maio, um oficial de Justiça foi ao local e constatou que manifestantes ainda ocupavam a região. O juiz determinou, então, uma multa diária de R$ 500 mil, a partir da visita do oficial.

O juiz também solicitou o auxílio de força policial para cumprir a liminar, oficiando a governadora Cida Borghetti, o secretário de Segurança Pública Julio Reis e o comandante-geral da Polícia Militar, coronel Audilene Dias Rocha.

Os movimentos que integram a vigília Lula Livre marcaram uma entrevista à imprensa, às 14h30 desta terça, para informar como se posicionarão frente à decisão judicial. Fonte: Folhapress. Foto:SPtunik. Edição: APM Notícias.

 

Wellington Dias diz não lembrar do valor do ICMS da gasolina cobrado pelo seu governo

O governador Wellington Dias (PT) reuniu sua equipe no Palácio de Karnak, nesta terça-feira (29), para fazer uma balanço dos efeitos da greve dos caminhoneiros e definir ações para acelerar a normalização dos serviços no Piauí. Ao ser questionado sobre o valor da alíquota do ICMS sobre a gasolina no Estado, que segundo o Sindipetro chega a 31%, ele negou que o dado seja verdadeiro. No entanto, não soube dizer qual o valor cobrado atualmente.

“Primeiro que esse dado não é verdade. Eu entendo toda uma busca de aproveitamento político [da situação]. Eu lamento, mas quero seguir centrado naquilo que é essencial: trabalhar para proteger o interesse maior da população”, falou.

Perguntando, então, qual é a alíquota do ICMS cobrada pelo seu governo, W. Dias disse que não se lembrava. “Eu não tenho aqui de cabeça todas as alíquotas, tá certo? Eu sei que, por exemplo, do óleo diesel, nós não tratamos de novos aumentos quando tivemos a equalização dos reajustes dos combustíveis. Não teve para o óleo diesel”, explicou sem citar a gasolina.

(Informações de  Gustavo Almeida)

Paralisação: Deputados se solidarizam com mobilização de professores

Deputado Gustavo Neiva

Também no tempo de dois minutos, o deputado Gustavo Neiva (PSB) se solidarizou com os professores da rede estadual de ensino do Piauí. O parlamentar disse que está sendo divulgado nas redes sociais, um vídeo onde a professora Paulina, que é presidente do Sindicato dos Trabalhadores da Educação no Estado do Piauí (Sinte), convoca e mobiliza a categoria, para o próximo dia 7 de junho, para novamente, paralisarem suas atividades.

“Novamente o governador Wellington Dias não honrou um compromisso firmando com a classe dos professores, no Tribunal de Justiça, mediado por um desembargador, quando o governo assumiu que agora em maio, iria cumprir com uma lei federal que estipula o piso nacional do magistério”, lamentou.

Gustavo Neiva disse ainda que os professores foram benevolentes com o governo do Estado, quando aceitaram esticaram o prazo de janeiro para maio, e mais uma vez o Estado não cumpriu com o compromisso, escrito, assumindo perante a Justiça do Piauí. Ele lembrou ainda de outro não cumprimento do governo do Estado, com o pagamento do transporte público, para os estudantes do interior do Estado.

O deputado Francisco Limma Lula (PT) informou, para efeito de registro, sobre a inauguração, em Esperantina, pela prefeita Vilma Amorim, sobre as novas instalações do Centro de Atenção Psicossocial (CAPS) e parabenizou a prefeita e todas as famílias que se beneficiam com o CAPS. Ele informou que está acontecendo naquela localidade, a Unidade Municipal de Cadastramento, vinculada ao Sistema Nacional de Cadastro Rural.

O deputado Doutor Pessoa (Solidariedade) também se solidarizou com os professores e informou que esteve em visita a cidade de Piracuruca, onde foi muito bem recebido, pelas autoridades do município. Ele agradeceu a todos pela calorosa receptividade.

Lindalva Miranda – Edição: Caio Bruno 

João Vicente Claudino não é candidato a nada

 

O ex-senador João Vicente Claudino tem ganhado exposição na mídia pela insistência em divulgar que é candidato a governador nas eleições de outubro. A última notícia dá conta de que JVC anuncia esta semana, oficialmente, sua candidatura ao governo do estado. É só uma tática para ser seu nome freqüentemente citado em TVs, rádios, jornais, portais e blogs. Se for fazer algum anúncio João Vicente Claudino dirá que não vai ser candidato, porque ele não é.

Desde a semana passada que o ex-senador está de posse do resultado de uma pesquisa de intenção de votos que técnicos e estatísticos contratados pelo grupo Claudino realizaram para ele. João Vicente chegou a chamar o prefeito de Teresina Firmino Filho para, juntos analisarem os números. A conclusão a que chegaram é que os números apontem que são grandes as chances de o governador Wellington Dias permanecer favorito para vencer a disputa até o dia eleição.

Se de fato quisesse ser candidato a governador o único partido que João Vicente não escolheria para se filiar era o PTB. Como um político como ele, que está contra o governo e quer ser candidato contra o governo, vai se filiar a um partido que está na base governista e de lá não quer sair? Dos 5 deputados estaduais e 2 federais, além do senador que o PTB elegeu em 2014, só estão no partido 2 estaduais e 1 federal. Com exceção do senador, os demais saíram porque querem ser candidato pela base.

Os que ficaram, Janaína Marques e Nerinho (estaduais) e Paes Landim (presidente do partido no Piauí), não querem que o PTB deixe o governo. Querem sim que JVC seja candidato pelo partido na aliança com o PT. Como o ex-senador se recusa a dividir o palanque com o governador – e já disse isso reiteradas vezes – não se sabe porque razão ele insiste em afirmar que vai lançar candidatura pelo partido que está filiado mas que continuará a fazer parte da aliança governista.

Com certeza, essa atitude do ex-senador não é com o propósito de se valorizar porque ele não precisa disso. Porém, se for para esnobar o governador ele pouco conseguirá esse intento já que a resposta de Wellington Dias à esse gesto de JVC é está sempre convidando-o para compor com ele a chapa majoritária. João Vicente já exerceu um mandato de senador, tem exercido a política dia-a-dia, principalmente depois que voltou a integrar os quadros de um partido mas age com previsível ingenuidade.

A previsão que aqui se faz é de que esta semana não haverá nenhum anúncio de candidatura de João Vicente, repetindo, porque ele não é candidato a governador. Só haveria uma chance de o ex-senador conseguir tirar o PTB do governo para apoiar o seu projeto: é se o pai dele, o empresário João Claudino, abraçar a candidatura por algum motivo excepcional. Como já se sabe que o próprio é contra a candidatura do filho, é certeza 100% que João Vicente Claudino não é candidato a governador e a nada nesta eleição.

Por: Paulo Fontenele

Piada do Ano! Pesquisa da CUT desmente todas as outras e elege Lula no 1º turno

Charge do Sponholz (sponhoz.arq.br)

Deu no Brasil de Fato

Com 39% das intenções de voto, o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) venceria a eleição ainda no primeiro turno, segundo nova pesquisa CUT/Vox Populi, divulgada nesta segunda-feira (dia 28). Mesmo se houvesse segunda rodada, Lula – preso há 52 dias em Curitiba – também derrotaria qualquer adversário.

Na pesquisa estimulada – em que os nomes são apresentados –, Lula tem 39%, ante 30% da soma dos adversários. Entre eles, Jair Bolsonaro (PSL), que aparece com 12%; Marina Silva (Rede), com 6%; Ciro Gomes (PDT), com 4%; Geraldo Alckmin (PSDB), com 3%; e Álvaro Dias (Podemos), com 2%.

NA RABEIRA – Com 1% das intenções aparecem Henrique Meirelles (MDB), João Amoedo (Novo) e Manuela d´Ávila (PCdoB). Cinco pré-candidatos não pontuaram, de acordo com a pesquisa: Flávio Rocha (PRB), Guilherme Boulos (Psol), João Vicente Goulart (PPL), Rodrigo Maia (DEM) e Paulo Rabelo de Castro (PSC). O total dos que disseram não votar em ninguém, em branco ou nulos foi de 21%, enquanto 9% não sabem ou não responderam. A margem de erro é de 2,2%. Foram ouvidas 2 mil pessoas de todas as regiões, em 121 municípios.

Já na pesquisa espontânea, Lula aparece com 34%, ante 10% de Bolsonaro. Ciro e Alckmin têm 3% cada. Em seguida, vêm Marina e Joaquim Barbosa (que anunciou sua desistência), com 2%. Álvaro Dias tem 1%. Segundo o instituto, 5% disseram que votarão em outros candidatos, enquanto 25% falaram que não votarão em ninguém, ou em branco ou nulo, e 16% não sabem/não responderam.

###
NOTA DA REDAÇÃO DO BLOG
 – Com todo respeito à CUT, que está gastando dinheiro do trabalhador com pesquisa, e ao Vox Populi, que está jogando conversa fora, todos os institutos de pesquisa apontam que o número de indecisos, brancos e nulos perto de dois terços do eleitorado (67%). O instituto que cai mais, o MDA, registra 61% de eleitores sem definição. E de repente este total caiu para apenas 41% no Vox Populi, para enfim dar a vitória a Lula no primeiro turno, é a primeira vez que isso acontece. Assim, não há margem de erro que aguente. Acredite, se quiser. A pesquisa nacional foi encomendada pela CUT, e bota “encomendada” nisso… (C.N.)