“Ciclopatrulhamento não veio para substituir, veio para somar”, diz capitão

As ações do ciclopatrulhamento da Polícia Militar do Piauí iniciaram no último sábado, em Teresina. Em entrevista ao Bom Dia Meio Norte, o coordenador operacional do projeto, Capitão Nunes, declarou que as bicicletas vieram para somar no policiamento da capital. 

Ciclopatrulhamento foi lançado no último sábado em Teresina - Foto: Paulo Barros

Ciclopatrulhamento foi lançado no último sábado em Teresina – Foto: Paulo Barros

“O ciclopatrulhamento da Polícia Militar do Piauí foi criado com objetivo de levar a segurança pública nos locais onde as viaturas convencionais não conseguem chegar, bem como fortalecer o policiamento comunitário através de aproximação da comunidade de forma preventiva. Foi empregado na Avenida Marechal Castelo Branco e na Raul Lopes e hoje será integrado no Centro de Teresina”, informou. 

O capitão disse ainda que atualmente a polícia tem 46 policiais militares preparados para exercer o ciclopatrulhamento na cidade.

“Esse policiamento vem reforçar os demais, não veio para substituir nenhum tipo de policiamento, veio para somar. É porque tem locais, como mata, trilhas que a viatura convencional não tem condições de acessar, então pelo fato da bike ser um instrumento mais barato, mais acessível, pode chegar nesse local, não quer dizer quer vai substituir a viatura”, declarou. 

Deixe uma resposta