Ciro confirma possibilidade de aliança com PSDB aecista

247– O pré-candidato à presidência Ciro Gomes (PDT) sinalizou nessa sexta-feira (15) aceitar as conversas entre o PDT e o PSDB em Minas Gerais para formar aliança para a disputa ao governo do Estado, o que daria a ele um palanque em terras mineiras para a eleição presidencial. 

Em entrevista coletiva na Câmara Municipal de Belo Horizonte, onde compareceu à homenagem ao presidente nacional do PDT, Carlos Lupi, Ciro falou sobre a possível aliança com os tucanos, que segundo o jornal O Tempo se tornou ainda mais provável com a desistência do ex-deputado federal, Miguel Corrêa (PDT), de concorrer ao governo de Minas Gerais.

“A nossa liderança local, que é formalmente dirigida pelo deputado Mário Heringer, um grande companheiro, mas que tem quadros extraordinários, como Duda Salabert (vereadora de Belo Horizonte) e Bruno (Miranda, vereador de Belo Horizonte). Eu confio na prudência deles, no talento deles, de achar o caminho para a gente basear nossa estratégia de um projeto nacional de desenvolvimento”, afirmou Ciro.

Ciro deixou transparecer que ficou ressentido por não ter recebido sequer uma ligação do pré-candidato a governador Alexandre Kalil (PSD), que se aliou a Lula. “Todo mundo sabe que eu estava trabalhando aqui para uma aliança com o Kalil. Fui surpreendido. Sequer tive o direito de receber uma ligação porque o Kalil preferiu se juntar com o Lula”.

Ciro atacou o PT e Lula. “O que eu também não posso aceitar, eu falo isso com muita humildade ao povo mineiro, é que o Lula seja livre para se juntar com todos os bandidos da oligarquia política brasileira e, agora, venha do PT, imundo que só pau de galinheiro, quaisquer tipos de restrição aos diálogos que a minha liderança possa estar fazendo”, afirmou. 

Deixe uma resposta