Demora na escolha de suplente de candidato ao Senado divide Solidariedade

O presidente estadual da sigla, Evaldo Gomes, faz nesta quinta-feira, 21, esforço concentrado na missão de pacificar o Solidariedade no processo de escolha do segundo suplente do pré-candidato ao Senado, Wellington Dias (PT). Há setores no partido defendendo até mesmo adesão à oposição. Mas Evaldo garante o Solidariedade no palanque governista e atribui o princípio de crise à demora na escolha do segundo suplente de Wellington Dias.

Três nomes estão na lista: José Amaury, Caio Bucar e Daniel Jackson. Wellington Dias, que nesta quinta-feira,21, participa, em São Paulo,  da convenção que homologará a candidatura de Lula à presidência da República, prometeu ao Solidariedade que anuncia o segundo suplente nesta sexta-feira, 22. (Elivaldo Barbosa)

Deixe uma resposta