Feriadão na Justiça é desde a ‘quarta-feira Santa’

Feriadão na Justiça é desde a ‘quarta-feira Santa’

Os brasileiros que sofreram com a pandemia, redução de salários e até perda do emprego ainda tentam se reerguer enfrentando a inflação alta e vão trabalhar hoje e durante todo o feriadão da Páscoa, se puderem. Bem diferente do Judiciário. Além de não contribuir com um centavo no enfrentamento dos problemas econômicos decorrentes da pandemia, a Justiça está de folga desde a “quarta-feira Santa”, criada há mais de 50 anos e incluída nos regimentos dos tribunais para garantir a regalia.

Ditadura foi uma mãe

A “quarta-feira Santa” existe no âmbito do Judiciário porque, em 1966, o presidente Castelo Branco propôs e sancionou a folga prolongada.

Parceiros folgados

No Ministério Público, a história é idêntica e com aviso de que não terá expediente. No Legislativo, a folga tem um dia a menos e começa hoje.

Vem mais por aí

Nos três casos, a mamata segue na semana que vem. Com o feriado de Tiradentes na quinta, o “ponto facultativo” na sexta é uma certeza.

É preciso agir

O fato de ocorrer todos os anos e ser alvo de denúncias todos os anos faz parecer que o brasileiro sente mais inveja da folga que indignação. (Cláudio Humberto)

Deixe uma resposta