Fundo comandado por indicado de Ciro Nogueira realizará licitação com sobrepreço milionário

Do Blog Bastidores

O jornal O Estado de São Paulo informa que na próxima terça-feira (5) o Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação (FNDE), onde há um indicado pelo ministro-chefe da Casa Civil Ciro Nogueira, vai realizar uma licitação inflada onde o governo aceita pagar a cifra de R$ 480 mil por um ônibus que deveria custar no máximo R$ 270,6 mil, segundo área técnica do fundo, que chegou a emitir alerta. 

O programa Caminho da Escola é justamente para atender a crianças da área rural que vão às escolas à pé, caminhando por quilômetros em estradas de terra.  O fundo em questão tem à frente Marcelo Ponte, que foi chefe de gabinete de Ciro Nogueira. 

Segundo o jornal, o FNDE atropelou até as orientações dos órgãos de controle que apontaram para risco de sobrepreço. 

“Entendemos que a discrepância das cotações apresentadas pelos fornecedores em relação ao preço homologado do último pregão (…) implica em aumento não justificado do preço, sem correspondente vinculação com as projeções econômicas do cenário atual”, avisou a área técnica do FNDE.

Já a Controladoria Geral da União (CGU) disse que “observa-se que os valores obtidos (…) encontram-se em média 54% acima dos valores estimados”. Outros alertas também foram feitos pela Advocacia-Geral da União (AGU).

O Estadão também obteve documentos que mostra que houve atuação direta de Garigham Amarante, um dos diretores do órgão, indicado por Valdemar Costa Neto, presidente do PL, atual partido de Jair Bolsonaro.

Deixe uma resposta