Golpe da bomba baixa: Imepi encontra fraude no abastecimento em 10 postos do Piauí

Durante fiscalização realizada em 74 postos de combustíveis do Piauí, o Instituto de Metrologia do Estado do Piauí (Imepi) flagrou irregularidades na venda de combustível. De acordo com o instituto, 26 postos foram flagrados com irregularidades, dentre elas, o golpe da bomba baixa, que consiste em fornecer combustível em quantidade menor do que está sendo registrado na bomba. O levantamento foi feito entre os dias 4 e 8 de julho, durante a quinta fase da Operação Petróleo Real.

Segundo o diretor do Imepi, Maycon Monteiro, a cada 20 litros de gasolina comprados na bomba fraudulenta, o consumidor perdia cerca de 100 ml por conta da divergência entre o que era registrado na bomba e o que, de fato, era recebido pelo cliente. A fraude foi encontrada em 10 dos 76 postos fiscalizados. Além disso, também foram encontrados lacres violados, bombas em mau estado de conservação, ausência de display nas bombas, dentre outras falhas.

Foto: Divulgação/Imepi

“Encontramos bombas que estavam em um estado de conservação que poderia ocasionar algum problema, algum prejuízo, tanto para o consumidor, como até mesmo risco de incêndio. Os postos em que foram encontradas essas irregularidades foram notificados, autuados e terão 10 dias para recorrer dessa autuação”, explica o diretor do Imepi.

A fiscalização do Imepi, em parceria com o Procon, ocorreu nos municípios de Campo Maior; Juazeiro do Piauí; São Miguel Do Tapuio; Assunção do Piauí; Castelo do Piauí; Jatobá do Piauí; Milton Brandão; Pedro II; Lagoa Do São Francisco; Nossa Senhora de Nazaré; Boqueirão do Piauí; Boa Hora; Piripiri; Brasileira; Capitão de Campos; Cocal de Telha; Sigefredo Pacheco; Domingos Mourão e São João da Fronteira.(Nathalia Amaral)

Deixe uma resposta