“Nós do PP vamos votar em Bolsonaro, o União Brasil e o Dr. Silvio não tem obrigação”

“Nós do PP vamos votar no presidente Bolsonaro, agora o União Brasil e o Dr. Silvio não têm obrigação nenhuma”. A opinião é do presidente do Diretório do Progressistas no Piauí, deputado estadual Júlio Arcoverde, entrevistado da TV Cidade Verde nesta terça-feira (26).

Resta saber se Jair Bolsonaro já sabe que no Piauí o candidato apoiado pelo PP não tem nenhum compromisso com a reeleição dele.

As “más línguas” repetem que o Progressistas, mesmo tendo indicado como ministro-chefe da Casa Civil o presidente nacional do partido, senador Ciro Noguieira, estaria tentando “esconder” Bolsonaro do eleitor.

Pelo menos é essa a avaliação dos adversários do PP, sobretudo os líderes do PT  e aliados do pré-candidato a governador Rafael Fonteles.

Os apoiadores de Sílvio Mendes, que é o candidato indicado por Ciro Nogueira, acusa Raael Fonteles de usar o ex-presidente Lula como trampolim tentando alavancar sua candidatura, “que não decola”, segundo os adversários do PT.

Com relação a Sílvio Mendes e Bolsonaro no mesmo palanque, Júlio Arcoverde afirma que isso é uma questão de tempo. “Acredito que ele poderia até, lá na frente, votar ou fazer alguma coisa, mas o partido dele, é bom que se diga, não tem candidato a presidente da República e isso ele não pode ser cobrado”, entende o presidente do PP.

Outro ponto abordado por Arcoverde foi a elaboração do plano de governo da oposição que, apesar de elaborado, tem sido discutido durante as caravanas do grupo, que tem percorrido diversas regiões do estado. “Estamos ouvindo um pouco a população, o que pode ser melhorado em relação a esse plano”, pontuou o deputado.

Sobre as adesões das últimas semanas,  Júlio Arcoverde atribui a qwue chamou de “sentimento de descrédito” da gestão petista. “Isso cria uma expectativa muito boa para nós, pois candidatura que não tem perspectiva de vitória pouca gente vai se juntar. Como estamos imbuídos de um grande projeto, eles vão nos acompanhar e vamos ter maioria, com certeza”, aposta Arcoverde.

Fonte: Paulo Pincel

Deixe uma resposta