Polícia declara guerra contra facções criminosas em Parnaíba

A primeira ação ocorreu durante à tarde com apreensão de armas de fogo e munição; 03 pessoas em cana.

Unidades da Policia Militar em conjunto com a Policia Civil deflagraram uma operação resultando no flagrante delito por conta das apreensões de duas armas de fogo, uma pistola calibre 9mm e um revólver calibre 38, além de drogas e farta munição e outros apetrechos característicos do tráfico.

Na operação foram presos dois suspeitos de tráfico de drogas e porte ilegal de arma de fogo e apreendido um adolescente de 16 anos envolvido em crimes.
De acordo com as informações, o efetivo cumpria mandado de busca e apreensão em imóvel investigado no cruzamento da Rua Felipe Mota com Godofredo de Miranda no bairro Santa Luzia em Parnaíba.
Ao chegar no endereço, os três suspeitos empreenderam fuga pelo quintal da casa, escondendo-se de um matagal. Como a região estava totalmente cercada com cerca de 60 policiais, todos foram capturados.
Foram identificados como Vithenson Lui de Araújo Guimarães, 20 anos, Vitor Eduardo Rocha de Brito, 18 anos, e um adolescente de 16 anos.
Foram contabilizadas nas apreensões em posse de Vithenson Lui de Araújo Guimarães: uma pistola calibre 9mm, 12 porções de crack e 23 de maconha, uma balaclava e R$ 373 reais.
 Foram apreendidos também em posse do adolescente, 06 munições de calibre 32, 21 porções de crack, duas de maconha e uma balança de precisão, além de R$ 189 reais em espécie.
Com Vitor Eduardo Rocha de Brito, foram apreendidos um revólver calibre 38 com numeração raspada. 14 munições calibre 38, uma balança de precisão, R$ 784 reais em espécie, 06 porções de cocaína, uma balaclava, 14 munições calibre 44 e duas porções de maconha. 
 flagrantes de Parnaíba. 
O delegado Christian Castro Mascarenhas autuou Vithenson Lui de Araújo Guimarães e Vitor Eduardo Rocha de Brito nos crimes de corrupção de menores, tráfico de drogas, associação para o tráfico, porte ilegal de arma de fogo de uso restrito por conta da munição com base no estatuto do desarmamento.
No caso do menor, foi lavrado um Boletim de Ocorrência Circunstanciado (BOC) por tráfico de drogas e associação para o mesmo crime. 
Veja fotos:
Material apreendido
No comando dos militares, coronel Erisvaldo Viana. 
Coordenaram à operação para cumprimento de mandado da justiça, a delegada Fernanda Novaes, delegados Willian Pinheiro, Maikon Kaestner e Igor Rocha Gadellha, além do delegado Eduardo Ferreira. (Portal do Catita)

Deixe uma resposta