Polícia Militar encontra 46 galos com sinais de maus-tratos em casa de apostas em Parnaíba

O local funcionava como casa de apostas para brigas de galos

O local funcionava como casa de apostas para brigas de galos

A Polícia Militar do Piauí encontrou 46 galos com sinais de maus-tratos em uma casa do bairro Travessa Santa Luzia, em Parnaíba. Os animais estavam com acessórios, que segundo a polícia, mostram indícios de que eles seriam usados em ringues de brigas. Na casa, haviam espaço para o confinamento dos animais, uma espécie de ringue, feito de plástico, e um quadro, onde eram colocados informações relacionadas às lutas. Catorze homens que estavam na casa foram encaminhados à Central de Flagrante do município. O caso ocorreu nesse domingo (07).

Os policiais chegaram ao endereço depois de uma denúncia alegando a ocorrência de maus-tratos. No local eles perceberam o clarinar alvoraçado dos galos, que além de possuir acessórios indicativos de disputas, tinham marcas de ferimentos. Os galos eram aprisionados em gaiolas ou celas e medicados para resistir por mais tempo aos ferimentos.

Conforme a polícia, a casa pertence a Antônio de Padua Lima, de 57 anos, que estava lá na chegada dos agentes, com mais 13 pessoas. Todos foram detidos e encaminhados à Central de Flagrantes de Parnaíba.

No Brasil a legislação proíbe a pratica de briga de galo e ainda prevê pena de três meses a um ano para quem promover ou assistir as competições. (Piauí Hoje)

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.