Saiba a realidade de moradores de Parnaíba que convivem com alagamentos todos os anos

No início do mês de março o Rio Igaraçu apresentou elevação de seu volume, o que acendeu alerta de inundação no bairro Canta Galo, por exemplo, onde algumas residências chegam a ter o quintal coberto pelas águas durante o inverno.

Apesar do nível de água ter voltado ao normal, a  preocupação dos moradores é com o aumento das chuvas nos últimos dias. “Está muito alagado na rua toda e chovendo ‘direto’, e entrando muita água”, relatou uma moradora do Canta Galo. A última cheia que obrigou os moradores do bairro a saírem de casa aconteceu em 2009. 

Muitas casas às margens do Rio Igaraçu acabam sendo invadidas pelas àguas no período chuvoso em Parnaíba.

No conhecido piscinão, no Bairro Piauí, a situação é bem diferente. As primeiras chuvas deste ano já deixaram rastros de destruição em residências próximas – algo que não é novidade para os moradores, que se preparam como podem para o período de inverno. –

Em uma casa localizada em frente ao principal ponto de alagamento – mesmo após a construção de uma calçada maior a água continua entrando e causando transtornos. Maria Alcina, proprietária do imóvel e moradora antiga do bairro, relatou à equipe o drama vivenciado todos os anos por ela. Dentro de sua residência, os móveis  e eletrodomésticos tiveram que ser colocados em cima de tijolos para não serem danificados durante este período de chuva. “Nós não sabemos como viver, para quem ganha pouco viver em uma situação dessas é muito difícil. Ninguém chega para dar a mão para a gente, só Deus”, disse dona Alcina. 

Na porta de acesso à rua, dona Alcina construiu uma proteção para impedir que a  água entre na casa, mas segundo ela a ideia não tem funcionado.
O jeito foi colocar móveis e eletrodomésticos em cima desses tijolos para amenizar os prejuízos.

PREVISÃO DE MAIS CHUVAS

O Instituto Nacional de Meteorologia (Inmet), emitiu ontem (30) um alerta laranja para chuvas intensas para 48 municípios do Piauí, que estão localizados no Norte do estado e Centro-Norte. O alerta foi válido até as 10h de hoje (31),  mas um novo alerta deve ser emitido até o fim do dia. (Lucas Zadoque/PCN)

 

Deixe uma resposta