Sinte vai avaliar em Assembleia Proposta de reajuste do Governo

Em reunião com os representantes do Sinte, o governo do estado apresentou uma proposta de implantar o piso nacional dos professores para ativos e inativos de R$ 3.845,63 e autorizar um reajuste de 14,58% para as outras classes de professores. 

O secretário estadual de Governo, Osmar Júnior, informou que o governador Wellington Dias (PT) vai encaminhar para a Assembleia Legislativa uma proposta de reajuste que determina que nenhum professor, ativo ou inativo, ganhe menos do que R$ 3.845,63.

O secretário garantiu também que todos os servidores do estado terão reajuste de 10%, sendo que os professores vão ter uma incorporação e um auxílio alimentação que dará um reajuste de 14,58%. 

“O governo tem se mantido aberto ao diálogo todo esse período. Acabamos de formalizar uma proposta onde o governador encaminhará a Assembleia o reajuste do piso dos professores para o estabelecido em lei. Nenhum professor do Piauí, ativo ou inativo vai ganhar menos que R$ 3.845,00. Aos professores serão incorporado ao do auxílio alimentação, fazendo com que reajuste para os professores seja de 14,58% este ano”, disse Osmar Júnior. 

A proposta é para cerca de 40 mil profissionais da educação, que estão há 19 dias em greve. 

A presidente do Sinte, Paulina Almeida, disse que vai apresentar a proposta em assembleia geral para ser avaliada pelos professores. 

Ela disse que a proposta de reajuste de 33% apresentada pelo governo só beneficia as classes iniciais A e B e adianta que não atende a reivindicação da categoria, que pede 33% linear. 

De acordo com o secretário de Governo, o impacto do novo reajuste que será encaminhado à Alepi será de mais de R$ 600 milhões. ( Flash Yala Sena)

Deixe uma resposta