Wellington Dias faz apelo para professores encerrarem greve

O governador Wellington Dias fez um apelo, na manhã desta quarta-feira (23), para que os professores da rede estadual de Educação encerrem a greve, que já dura 41 dias, e retornem para as salas de aulas. A categoria não aceitou a proposta de reajuste de 14,17% e cobra os 33,23%, que foram oficializados pelo Governo Federal, em fevereiro deste ano.

Wellington Dias

Wellington Dias afirmou que além de cumprir com o pagamento do piso no valor de R$ 3.845,63, o estado concedeu o maior reajuste sobre a folha de pagamento. “O Estado quer a volta às aulas porque somos um dos poucos estados do Brasil que no primeiro dia da definição de uma portaria defendeu que deveríamos fazer um esforço para garantir o cumprimento do piso e, garantindo o cumprimento de um piso, também um reajuste geral que foi dado a todos os servidores, de 10%, que no caso da Educação, considerando um acordo que tínhamos lá atrás, foi de 14,17%, e é o maior reajuste do Brasil. Em que lugar do Brasil foi dado reajuste de 14,17% sobre o total da folha em estados?”, questionou o governador

O chefe do executivo estadual pediu ainda que os professores sejam racionais porque os prejudicados são os pais e os alunos. “Estamos dando promoções, progressões, temos feito investimentos para melhorar as condições de trabalho, pagamento em dia, dentro do mês, então, é preciso também ter racionalidade porque quem paga não é o governador, quem paga é o povo e o povo quer aula, quer que seus filhos tenham condições de aula”, afirmou.

“Nós estamos cumprindo aquilo que era a pauta. A pauta era pagar o piso e estamos pagando o piso, era pagar para aposentado e pensionista, estamos pagando, era reajuste geral sobre a folha e estamos dando, tinha pauta de promoções, estamos fazendo e seguimos fazendo promoções, progressões, ou seja, a pauta que foi estabelecida está sendo seguida”, completou o governador.(Gp1)

Deixe uma resposta