Sesapi aprova em comissão a realização de 12 mil cirurgias de catarata

A secretaria de Estado da Saúde (Sesapi) aprovou junto à Comissão Intergestores Bipartite do Piauí (CIB) a agenda de cirurgias eletivas que serão realizadas através de mutirões em 2022, com previsão de 12 mil cirurgias de catarata, em regime de mutirão. Esta foi a última reunião da CIB do secretário de Estado da Saúde, Florentino Neto, enquanto gestor da saúde. Ele deixa o cargo no próximo dia 31 de março.

Segundo o secretário, as cirurgias de catarata fazem toda a diferença na qualidade de vida da população. “No ano passado, conseguimos realizar nove mil cirurgias de catarata no Piauí através dos mutirões. Este ano, vamos aumentar para 12 mil cirurgias, graças a emendas de parlamentares piauienses que somam R$ 28 milhões. Serão 12 mil piauienses que vão voltar a enxergar através a iniciativa do mutirão”, enfatiza o gestor.

articiparam da reunião, a Diretora da DIVISA, Tatiana Chaves; o Superintendente do Hospital Universitário da UFPI, Paulo Márcio; o presidente da Fundação Municipal de Saúde, Gilberto Albuquerque; a vice-presidente do Cosems e Secretária Municipal de Saúde de Miguel Alves, Leopoldina Cipriano; a Coordenadora Geral do Samu, Christianne Moura Fé e a Gerente de Atenção à Saúde Mental, Virginia da Silva.

Durante a reunião da CIB, foram aprovadas a Expansão do Samu Estadual com Implantação de uma Unidade de Suporte Avançado para a cidade de Luzilândia e uma Unidade de Suporte Básico para os municípios de Curral Novo do Piauí e Jardim do Mulato; Aumento do teto de Financiamento da Média e Alta Complexidade da Oncologia em Teresina;

Além do Financiamento e Recursos de Incremento para Estruturação do Centro de Parto Normal do Hospital Pedro Vasconcelos, localizado em Miguel Alves; Implantação da Equipe Multiprofissional de Atenção Especializada em Saúde Mental nos municípios de Demerval Lobão, Jerumenha e Arraial.

Na reunião, o secretário Florentino Neto recebeu homenagens e reconhecimento dos participantes como a vice-presidente do Cosems, Leopoldina Cipriano. Segundo ela, Florentino vai fazer falta na saúde do Estado por ter sido o gestor que mais dialogou com os Conselhos. O diretor do HU, Paulo Márcio, enfatizou o fato de Florentino ter escrito seu nome na página da medicina do Piauí pelas ações durante a pandemia. E agradeceu pelo seu trabalho à frente da pasta da saúde.

Emocionado, o gestor agradeceu as homenagens e disse que de todas as funções que já exerceu, ser secretário de saúde durante uma pandemia trouxe muito aprendizado. “Foram muitas lições durante toda a jornada, com embates fortes, mas respeitosos com todos. Pude sentir o peso da cadeira de secretário de saúde e fica a lição de que podemos fazer juntos um bom trabalho. Levo daqui o bem mais precioso que é a amizade de todos vocês”, afirma.

Fonte: Sesapi

Deixe uma resposta